Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/17479
Title: Educação doutoral, epistemologia pessoal e autonomia : uma metodologia mista para a avaliação de competências
Other Titles: Doctoral education, personal epistemology and autonomy: a mixed method for competency evaluation
Author: Figueiredo, Claudia Raquel Cordeiro
Advisor: Pinheiro, Maria do Rosário Manteigas e Moura
Silva, Isabel Maria Catarino Huet e
Keywords: Estratégias da aprendizagem
Desenvolvimento das competências
Avaliação de competências
Doutoramentos
Aprendizagem - Autonomia
Defense Date: 25-May-2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: A questão acerca do desenvolvimento de competências, nomeadamente nas dimensões intelectual e psicossocial contempla um imperativo de grande importância para que sejam cumpridas as metas assumidas para a Educação Doutoral. Constatando-se a escassez de estudos sobre o desenvolvimento deste tipo de competências durante os anos do doutoramento, em particular no contexto português, assumiu-se como objetivo central uma investigação que contribuísse para a compreensão e avaliação de competências de Autonomia. Especificamente, pretende-se explorar como são experienciados e como se relacionam, os processos de desenvolvimento da complexidade epistemológica (compreendida como autonomia intelectual) e da autonomia (ao nível pessoal e no domínio da aprendizagem) durante o percurso de Educação Doutoral. Neste sentido, considerando uma metodologia mista, efetuou-se um plano sequencial onde se recolheram, primeiramente, dados qualitativos que informaram, seguidamente, a recolha de dados quantitativos. Na vertente qualitativa, analisaram-se narrativas acerca do percurso de doutoramento e desenvolvimento de competências de 19 recém-doutorados. Esta fase informou o desenvolvimento e a adaptação de instrumentos de medida de competências de Epistemologia Pessoal e Autonomia na Aprendizagem. Na vertente quantitativa, uma amostra alargada de estudantes de doutoramento de instituições de ensino superior portuguesas (n=478) respondeu a um protocolo estandardizado acerca da experiência de desenvolvimento dos seus estudos até ao momento. Os resultados, na perspetiva dos recém-doutorados, revelaram a perceção de que experiência doutoral implicou desenvolvimento em diferentes aspetos da epistemologia pessoal e da autonomia. Estas narrativas, a par da revisão da literatura, permitiram a disponibilização após estudos de validade em três propostas de instrumentos de medida: (1) Escala de Posicionamento Epistemológico -EPE, (2) Questionário de Suporte Social Académico – SSQA e (3) Questionário de Suporte na Academia. Uma outra medida foi traduzida e testada na população de estudantes de doutoramento portugueses: Escala de Autonomia na Aprendizagem (ALS). As respostas dos doutorandos permitiram, ainda, observar a relação entre variáveis de epistemologia pessoal, autonomia na aprendizagem, suporte social e indicadores globais de avaliação da experiência de doutoramento. Por fim, através de modelos multivariados reforçou-se a importância das variáveis de autonomia na aprendizagem e de suporte social na explicação da satisfação e das expetativas com o doutoramento.
The issue of skill development, namely the intellectual and psychosocial dimensions is of great importance to the achievement of the goals set for Doctoral Education. Because of the lack of studies focusing on the development of these competencies during a PhD, particularly in Portugal, it is assumed as a central goal of a investigation the contribution for understanding and evaluating autonomy competencies. More specifically, the understanding of how the Epistemological Complexity (defined as intellectual autonomy) and Autonomy (in personal and learning domains) processes are experienced and how they relate to each other throughout the course of Doctoral Education. Following a mixed methodology approach, considering a sequential design in which qualitative data was gathered upfront and used to determine the quantitative data gathered afterwards. In the qualitative strand were analyzed narratives of recent 19 PhD holders, which described the process up to the completion of their PhD, including competency development. These phase inform the development and adapting of a set of measurement instruments for the personal epistemology and autonomy learning competencies. In the quantitative strand a survey was conducted among a large sample of PhD Students and Candidates from Portuguese higher Education Institutions (n=478) who were requested to complete a standardized questionnaire covering their PhD experience up to that point. The results, in the PhD holder’s perspective, revealed the perception that doctoral experience implied development of different aspects of personal epistemology and autonomy. These narratives, along with the literature review, allowed the release after validation studies of three proposals of measurement instruments: (1) Epistemological Position Scale – EPE, (2) Academic Social Support Questionnaire (SSQA), and (3) Support in Academia Questionnaire. One other measure was translated and tested on Portuguese PhD students: Autonomous Learning Scale (ALS). The PhD students’ answers allowed the observation of the relationship between variables of personal epistemology, learning autonomy, social support and global indicators of evaluation of the PhD experience. To conclude, the multivariate models strengthen the importance of learning autonomy and social support on explain satisfaction and expectations of the PhD.
Description: Doutoramento em Educação
URI: http://hdl.handle.net/10773/17479
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DEP - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Figueiredo2016_TD.pdf9.34 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.