DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial > DEGEI - Dissertações de mestrado >
 Financiamento através do crédito comercial: evidência em Portugal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/7487

title: Financiamento através do crédito comercial: evidência em Portugal
authors: Oliveira, Diana Patrícia Ferreira
advisors: Pinho, Joaquim Carlos da Costa
Vieira, Elisabete Fátima Simões
keywords: Economia das empresas
Financiamento das empresas - Portugal
Crédito
Mercado de capitais
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O principal objectivo deste trabalho é testar empiricamente algumas teorias sobre os motivos pelos quais as empresas não financeiras portuguesas concedem financiamento a outras empresas suas clientes, através do crédito comercial, e verificar quais as diferenças entre as PME e as grandes empresas. A estrutura de capital tem sido um tema amplamente estudado desde o trabalho pioneiro desenvolvido por Modigliani e Miller. Mas só recentemente é que o crédito comercial começou a ser estudado como uma fonte alternativa de financiamento com vantagens tanto para fornecedores como para clientes. O presente estudo contribui para os escassos estudos empíricos sobre os motivos da concessão de crédito comercial. Tanto quanto sabemos, é o primeiro estudo a analisar este comportamento num conjunto de empresas portuguesas, bem como a comparar duas amostras de empresas de diferentes dimensões. No presente estudo conclui-se que as GE com maior acesso ao mercado de capitais servem como financiadoras dos seus clientes com maiores dificuldades no acesso ao financiamento institucional, corroborando a hipótese da vantagem das empresas não financeiras. Estas empresas utilizam o crédito comercial como um meio legal de discriminação de preços. As PME e as GE podem reduzir os custos de transacção através da utilização do crédito comercial.

The main objective of this study is to empirically test some theories about reasons the Portuguese non-financial firms provide financing to other companies their clients, through trade credit, and verify what the differences between SMEs and large firms. The capital structure has been a subject amply studied since the pioneer work developed by Modigliani and Miller. But it is only recently that trade credit began to be studied as an alternative source of financing with advantages for suppliers and clients. This study contributes to the few empirical studies about the reasons for the granting of trade credit. Far as we know, is the first study to analyse this behaviour in a group of Portuguese firms, as well to compare two samples of firms with different sizes. In this study we conclude that LF with greater access to capital markets serve as financiers of their customers with more difficulties in access to institutional financing, supporting the hypothesis of the advantage of non-financial companies. These firms use trade credit as a legal mean of price discrimination. SMEs and LF may reduce transaction costs through the use of trade credit.
description: Mestrado em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10773/7487
appears in collectionsDEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
246970.pdf352.47 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2