Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/9866
Title: Determinantes da literacia económica e financeira
Author: Santos, Eduarda Filipa Lopes dos
Advisor: Varum, Celeste Maria Dias Amorim
Afreixo, Vera Mónica Almeida
Keywords: Economia
Literacia financeira
Rendimentos
Defense Date: 2012
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: De forma geral, e numa sociedade que se pretende mais participada envolvendo cidadãos mais ativos, é indispensável que estes possuam um nível razoável de conhecimentos sobre o funcionamento da economia lato sensu, ou seja, relativos aos mercados de bens e serviços, de trabalho, e de capitais. Compreendendo o funcionamento dos mercados, será possível aos cidadãos avaliarem de forma mais fundamentada as decisões políticas e suas consequências, assim como tomarem melhores decisões, isto é, que maximizem o seu bem-estar. Não surpreendentemente, a educação em economia lato sensu, tem recebido uma atenção crescente na literatura académica. Neste contexto, torna-se relevante investigar mais sobre o nível de conhecimento dos cidadãos ao nível da economia, assim como explorar as variáveis que permitem explicar diferenciação entre indivíduos no nível dos seus conhecimentos sobre economia. Esta tese contribui para esta linha de investigação, literacia económica lato sensu, explorando o caso de Portugal, um país sobre o qual existe escassa evidência empírica. Este estudo foi desenvolvido no âmbito do projeto “Economicando” (PTDC/EGE-ECO/100923/2008), financiado pelos fundos FEDER através do Programa Operacional Fatores de Competitividade - COMPETE e por financiamento nacional através da FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia. O principal objetivo desta investigação é o de avaliar os conhecimentos económicos, e explicar a diferenciação, de um grupo de cidadãos muito expressivo, nomeadamente a população Portuguesa com crianças jovens. Para estes, os desafios são muito significativos, dado que as suas decisões presentes afetam diretamente não só a si próprios, como também o presente e futuro das suas crianças e famílias. Para o efeito foi definido um inquérito que foi implementado numa amostra da população alvo, nomeadamente junto dos pais das crianças que frequentam o primeiro ciclo das cinco escolas do Agrupamento de Escolas do Ensino Básico de Aveiro. Constata-se que os inquiridos (N= 618) possuem bons conhecimentos económicos e financeiros, contudo a sua performance é melhor nas questões económicas do que nas questões financeiras. Com recurso ao modelo de Poisson conclui-se que os determinantes da literacia económica não motivacionais são o género, a nacionalidade, o nível de escolaridade, a formação em ciências económicas, a qualificação da profissão (CNP), e a situação laboral do inquirido. Quanto às variáveis motivacionais verifica-se que a importância que o inquirido dá a possuir conhecimentos em economia em diversas situações é significativa para explicar os níveis de literacia económica e financeira.
The ambition to more towards a more participated society involving more actively its citizens highlights the need to enable citizens with a reasonable level of knowledge about the functioning of the economy lato sensu, that is in relation to the markets for goods and services, labor, and capital. Only by understanding the functioning of the markets it will be possible for citizens to assess more precisely policy decisions and their consequences, as well as to make better decisions, that is to maximize their welfare. Not surprisingly, education in economics lato sensu, has received increasing attention in the academic literature. In this context, it becomes important to investigate further about the level of knowledge of citizens in terms of economics as well as to explore the variables that explain differentiation between them. This thesis contributes to this line of research, economic literacy lato sensus, exploring the case of Portugal, a country about which there is scant empirical evidence. This study is included in the research project “Economicando” (PTDC/EGE-ECO/100923/2008), financed by FEDER funds through the Programa Operacional Fatores de Competitividade - COMPETE and by national funds through the FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia. The main objective of this study is to evaluate the economic literacy, and explain the differentiation, of a very significant group of citizens, specifically the Portuguese population with young children. For these, the challenges are very significant, since their present decisions directly affect not only themselves, but also the present and future of their children and families. For this purpose, the investigation was set and implemented on a sample of the target population, particularly among parents of children attending the first cycle of the five Primary Schools in Aveiro. It appears that the respondents (N = 618) have good economic and financial knowledge, yet its performance is better on economic issues than in financial matters. Using the Poisson model, the results show that the determinants of economic literacy are gender, nationality, educational level, training in economics, the qualification of the profession (CNP), and employment status of the respondent. As for the motivational variables, the results show that the importance that the respondent gives to economic knowledge is significant to explaining the levels of economic and financial literacy.
Description: Mestrado em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10773/9866
Appears in Collections:DEGEIT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação.pdf1.95 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.