Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/29613
Title: A organização do ensino de matemática: um estudo no 1º ano do ensino básico e na educação pré-escolar
Author: Garcia, Ana Rita Martins
Advisor: Miguéis, Marlene da Rocha
Keywords: Matemática
1º Ciclo do Ensino Básico
Educação Pré-escolar
Ações de estudo
Atividade orientadora de ensino
Defense Date: 5-Dec-2019
Abstract: É essencial abordar a Matemática desde os primeiros anos de escolaridade, através da criação de de estratégias que permitam a aprendizagem de conceitos e a promoção do desenvolvimento do pensamento teórico nas crianças. De acordo com a perspetiva de Davydov, é importante uma mudança da conceção do ensino de forma a desenvolver o pensamento teórico das crianças, pois o tipo de pensamento que prevalece é o empírico. Neste sentido, cabe aos educadores e professores proporcionar atividades que respondam às necessidades das crianças despertando o interesse das mesmas, pela matemática. Este trabalho centra-se na importância da abordagem da Matemática desde os primeiros anos de escolaridade, sendo o foco do estudo o Ensino da Matemática numa turma do 1º Ano do Ensino Básico e num grupo do Pré-escolar. Tem como objetivos gerais estudar a estrutura das atividades de matemática desenvolvidas numa sala do 1º Ano do Ensino Básico e analisar uma Atividade Orientadora de Ensino de matemática e a forma como esta mobiliza o pensamento da criança. A presente investigação é de natureza qualitativa e baseou-se na observação e análise de três atividades de matemática desenvolvidas numa turma do 1º Ano do Ensino Básico e na implementação e análise de uma Atividade Orientadora de Ensino num grupo do Pré-escolar. Com este estudo foi possível concluir que as atividades de matemática, desenvolvidas na turma do 1º Ano, não respeitam as ações de estudo defendidas por Davydov, notando-se alguma dificuldade na aprendizagem do conceito de número. A forma como as atividades desenvolvidas foram organizadas pela professora promovem o pensamento empírico e a reprodução dos conteúdos matemáticos. Com o grupo do Pré-escolar, apesar da atividade ser organizada de forma a criar condições para o desenvolvimento do pensamento teórico, a sua dinamização exigiu da criança o pensamento empírico, havendo dificuldade no desenvolvimento e mobilização do pensamento teórico, devido ao facto de não se ter dado tempo a criança para pensar e encontrar as suas próprias soluções. Nesta lógica, é fulcral repensar as conceções dos docentes sobre a aprendizagem, sobre a organização do ensino e sobre o seu papel no processo de ensino e aprendizagem.
It is essential to approach mathematics from the early years of school through the creation of strategies that allow the learning of concepts and the promotion of the development of theoretical thinking in children. From Davydov's perspective, a change in the conception of teaching is important to develop children's theoretical thinking, because the prevailing kind of thinking is empirical. In this sense, it is up to educators and teachers to provide activities that respond to the needs of children, arousing their interest in mathematics. This work focuses on the importance of approaching mathematics since the early years of schooling, with the focus of the study teaching mathematics in a class of the 1st year of elementary school and a group of preschool. Its general objectives are to study the structure of math activities carried out in a first grade class and to analyze a Guiding Mathematics Activity and how it mobilizes the child's thinking. This research is qualitative in nature and was based on the observation and analysis of three math activities developed in a grade 1 class and the implementation and analysis of a Teaching Guiding Activity in a preschool group. With this study it was possible to conclude that the activities of mathematics, developed in the first year class, do not respect the study actions advocated by Davydov, noting some difficulty in learning the concept of number. The way the activities developed were organized by the teacher promote empirical thinking and the reproduction of mathematical contents. With the Preschool group, although the activity was organized in such a way as to create conditions for the development of theoretical thinking, its dynamization demanded from the child the empirical thinking, with difficulty in the development and mobilization of theoretical thinking, due to the fact that have given the child time to think and find his own solutions. In this logic, it is crucial to rethink teachers' conceptions about learning, about the organization of teaching and about their role in the teaching and learning process.
URI: http://hdl.handle.net/10773/29613
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento Ana_Garcia.pdf832.26 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.