Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/28052
Title: Da ISO 9001:2015 à ISO 56002:2019 – conflito ou complementaridade?:caso de estudo para implementação de um SGI
Author: Lopes, Ana Jorge de Matos
Advisor: Polónia, Daniel Ferreira
Keywords: Gestão da Inovação
Processo de Inovação
Innovation Scoring
Gestão da Qualidade
Sistemas de Gestão Integrados
ISO 9001:2015
ISO 56002:2019
Defense Date: 19-Dec-2019
Abstract: O tema “inovação” tem vindo a receber cada vez mais atenção na literatura visto demonstrar ser um dos principais fatores que tanto permite a sobrevivência de qualquer organização, como o alcance de uma maior vantagem competitiva em relação à sua principal concorrência. Dada a evolução constante dos mercados, torna-se do interesse das organizações acatar as recomendações e práticas de inovação disponíveis que lhes permitam acompanhar o ritmo exigido pelo seu ambiente envolvente. Nesse sentido, surge a ISO 56002:2019, que fornece orientações para o estabelecimento, implementação, manutenção e melhoria contínua de um sistema de gestão de inovação. O foco desta investigação baseou-se, essencialmente, na análise da compatibilidade entre a nova ISO 56002:2019 e ISO 9001:2015, procurando encontrar as dificuldades e benefícios que se poderiam esperar com a sua possível integração. Para isso, foi utilizado um caso de estudo para validar o potencial de adaptabilidade entre ambas. Como resultado, foi discutido um road map de implementação com o objetivo de consciencializar a empresa sobre as ações necessárias para que esta conseguisse compatibilizar o seu sistema de gestão da qualidade (SGQ) com um SGI (sistema de gestão da inovação). Através dos resultados constatou-se que não só existe um interesse na adoção da ISO 56002:2019, como também uma forte capacidade por parte da empresa em avançar com a integração do seu SGQ com um futuro SGI, uma vez que a mesma conta com as infraestruturas, recursos e meios apropriados para poder desenvolver sistemas e mecanismos inovadores que incrementem o seu valor no mercado.
The “innovation” topic has received increasing attention in the literature as it proves to be one of the key factors that enables any organization to survive as well as achieve greater competitive advantage over its main competition. Given the constantly evolving markets, it is in the interest of organizations to abide by the available innovation recommendations and practices that enables them to keep pace with their surrounding environment. In this sense, comes ISO 56002:2019, which provides guidelines for the establishment, implementation, maintenance and continuous improvement of an innovation management system. The focus of this investigation was essentially based on the analysis of the compatibility between the new ISO 56002:2019 and the ISO 9001:2015, seeking to find what difficulties and benefits could be expected with their possible integration. For this, a case study was used to validate the potential for adaptability between them both. As a result, an implementation road map was discussed in order to make the company aware of the necessary actions needed to make compatible its quality management system (QMS) with an IMS (innovation management system). From the results it was found that there is not only an interest in the adoption of the ISO 56002:2019, but also a strong ability on the part of the company to move forward with the integration of its QMS with a future IMS, as it proves to have the appropriate infrastructures, resources and means to develop innovative systems and mechanisms that increase its market value.
URI: http://hdl.handle.net/10773/28052
Appears in Collections:DEGEIT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
documento.pdf5.37 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.