Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/27678
Title: Imagem, didática e ideologia nos manuais escolares de desenho dos liceus do Estado Novo
Author: Rodrigues, Fernando Paulo Correia
Advisor: Rodrigues, Manuel Fernando Ferreira
Penim, Lígia
Keywords: Manual escolar
Compêndio
Desenho
Imagem
Didática
Ideologia
Defense Date: 15-Jul-2019
Abstract: O estudo da imagem e das disciplinas da educação artística representam um campo de estudos promissor. O conteúdo da mensagem visual e o significado dela extraído, dependem de inúmeras variáveis. No manual escolar, os conteúdos chegam ao leitor não só pelo facto de estarem presentes no manual, mas também pelo estudo que lhes é imposto. No contexto deste instrumento privilegiado de ensino, tão ou mais relevante quanto a atração exercida pela imagem, é a exploração que dela se faz na sala de aula, na relação com o verbal e o não-verbal: se o texto escrito contém orientações para a sua leitura, se existe tempo reservado à sua exploração, exercícios associados, etc. Igualmente importantes são os elementos oferecidos na imagem, as dimensões, cores, formato, localização na página, entre outros fatores. A mensagem visual do manual é, pois, uma realidade complexa. Nos liceus portugueses, o compêndio de Desenho desempenhou um papel notável, mais do que mero coadjuvante da propaganda do Estado Novo, foi veículo de imposição de saberes, atitudes e ambientes visuais, aos sujeitos que com ele lidaram. Nas diversas conjunturas, o liceu preparou a produção de um olhar, para a criação do homem novo salazarista, ao mesmo que tempo que reforçava a identidade da disciplina Desenho com novos conteúdos. Na compreensão desta realidade, a análise da imagem, na relação com a didática e ideologia, assentou no inventário de um corpus constituído pelas imagens de seis manuais do liceu, editados entre 1932 e 1963 – quatro deles tornados “livro único”. Na pesquisa, com aplicação de um instrumento de análise elaborado para o efeito, evidenciaram-se dois polos interdependentes – forma e conteúdo – repartidos por dimensões: imagem, didática, ideologia, às quais se acrescentou o estudo da materialidade, autoria e estruturação do manual, para melhor compreensão das três primeiras dimensões. Concluiu-se que foi na relação entre opções combinadas, de imagem, didática e ideologia, selecionadas para um mesmo fim, que a função do compêndio de Desenho mais se manifestou, contribuindo para realidades hegemónicas, ao nível da visualidade, conhecimentos e práticas
The study of the image and disciplines of artistic education represents a promising field of study. The content of the visual message and the meaning of it extracted depend on countless variables. In the textbook, the contents reach the reader not only because they are present in the manual, but also by the study that is imposed on them. In the context of this privileged instrument of teaching, as or more relevant to the attraction exerted by the image, it is the exploitation of it in the classroom, in the relationship with the verbal and the non-verbal: If the written text contains guidelines for its reading, if there is time reserved for your exploration, associated exercises, etc. Equally important are the elements offered in the image, the dimensions, colours, format, location on the page, among other factors. The visual message of the manual is therefore a complex reality. In the portuguese lyceum, the compendium of Drawing played a remarkable role, because more than mere supporting the propaganda of the ‘Estado Novo’ was the vehicle of imposition of knowledge, attitudes and visual environments, to the subjects who dealt with him. In the various conjunctures, the high school prepared the production of a gaze, for the creation of the salazarist ‘new man‘, while reinforced the identity of Drawing discipline with new contents. In the comprehension of this reality, the analysis of the image, in relation to didactics and ideology, was based on the inventory of a corpus consisting of the images of six textbooks from the high school, edited between 1932 and 1963 – four of them become "single book". In the research, with the application of an analysis tool elaborated for this purpose, two interdependent poles were evidenced – form and content – divided by dimensions: image, didactic, ideology, to which the study of the materiality, authorship and structuring of the manual was added, for a better understanding of the three dimensions. It was concluded that it was in the relationship between combined options, image, didactics and ideology, selected for the same purpose, that the function of the compendium of Drawing was more manifested, contributing to hegemonic realities, at the level of visuality, knowledge and practices
URI: http://hdl.handle.net/10773/27678
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DEP - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf33.05 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.