Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/26198
Title: Gestão pedagógica da heterogeneidade na sala de aula
Author: Silva, Ermelinda Soares da
Advisor: Tavares, José
Defense Date: 2000
Abstract: O presente estudo tem como tema a diferenciação pedagógica e inicia-se com o seu enquadramento teórico. Esta forma de exercer a pedagogia implica que o professor proponha, observe e regule as actividades dos alunos, tendo em conta que a pedagogia deve ser adaptada aos indivíduos. Ao longo de toda a pesquisa bibliográfica levada a cabo, este princípio emergiu como sendo um ensinamento comum. Por essa razão, além de um quadro teórico que se reporta ao tema em análise, afloram-se algumas considerações sobre o indivíduo e as suas especificidades. O trabalho empírico, realizado numa turma de 6o ano com 27 sujeitos, procura confirmar que, utilizando a diferenciação pedagógica, se obtêm aprendizagens mais significativas, os alunos melhoram o autoconceito e o nível de motivação sobe. Utilizou-se um conjunto de instrumentos que servissem este propósito e, perante os resultados obtidos e a sua análise, confirmaram-se as hipóteses delineadas inicialmente. Pode-se concluir que a diferenciação pedagógica favorece aprendizagens baseadas na curiosidade, na descoberta e na experimentação e aprofunda a reflexão sobre as formas de aprender e organizar o que se aprende. Privilegia situações em que os alunos são sistematicamente estimulados a tomarem consciência, a conhecerem e a controlarem os seus processos mentais, ao longo da aprendizagem dos conteúdos curriculares. Neste contexto, em algumas das páginas desta investigação, esboça-se um conjunto de tarefas (exemplificativas de como concretizar a diferenciação pedagógica na sala de aula) que supõem diferentes aptidões dos sujeitos e que respeitam o postulado de que há “situação de aprendizagem” quando um sujeito mobiliza uma ou mais capacidades (saber fazer) provocando interacção com as suas competências (saberes, conhecimentos e representações). Cria, assim, as suas estratégias de aprendizagem, construindo, novos saberes e novas formas de fazer, a partir do já conhecido. Chama-se, uma vez mais, a atenção para a urgência de se encarar a heterogeneidade dos alunos, que traduz, aliás, a realidade social descrita pelos sociólogos, como um faetor positivo que é preciso valorizar. A diferenciação pedagógica é um dos possíveis caminhos para se tirar partido dessa heterogeneidade, ao ser uma pedagogia de processos que se desenvolve num cenário flexível onde as propostas são suficientemente explicitadas e diversificadas para que os alunos aprendam de acordo com os seus próprios itinerários de apropriação do saber e do saber-fazer.
This study has its basis on the differentiated pedagogy and starts with its theoretical fitting. This of practising a pedagogical activity implies that the teacher purpose, observes and supervises the students’ activities under the principie that its pedagogy must be adaptded to the individual. After all, the bibliographic research of this principie emerged as a common doctrine. So, besides a theoretical approch of the topic in analysis, there are some considerations with a class of 27 students from the grade tries to confirm that the pedagogical differentiation produces more significant kinds of learning, the students develop their self-concept and their motivation improves. A set ofinstruments to serve this purpose was used and according to the results and their analysis the pre referred hypothesis was confirmed. We can conclude that pedagogical differentiation favours learnings based on curiosity, research and experiment and that it also deepens reflection on the ways of learning and organising what is learned. It privileges situations where the students are systematically stimulated to be conscious, know and control their mental process while they learn their curricular matters. From this context, in some ofthe pages of this research, there are some sets of tasks (examples on how to pedagogically differentiate in the classroom) which are based of different abilities ofthe individuais and respeet the principie of existence of “learning situation” when an individual uses one or more of his/her eapacities (to know how to do) causing interaction with his/ her competence (learning, knowledge and representations). So he/she creates his/her own strategies of learning, building new knowledges and new ways to go beyond what he already knows. The attention to the urgency to face the heterogeneity ofstudents is once again drawn upon. This mirrors the social reality described by the psychologists as a positive factor which must be valued. The pedagogical differentiation is one of the possible ways to take advantage of that heterogeneity as it is a pedagogy of processes developed in a flexible scenario where the proposals are clear and different enough to make it possible for the students to learn according to their own way ofgetting to know and getting to how to do it.
URI: http://hdl.handle.net/10773/26198
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1208.pdf36.55 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.