Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25988
Title: História geológica do sinclinal do Buçaco: aplicação didáctica
Author: Patrício, Maria Madalena Martins
Advisor: Aguado, Beatriz Valle
Azevedo, Maria do Rosário
Defense Date: 2001
Abstract: A região do Buçaco situa-se na província da Beira Litoral, no centro de Portugal e é constituída por uma sequência de rochas de idade ordovícica e silúrica definindo uma estrutura em sinclinal. Esta estrutura, referida na literatura como o Sinclinal do Buçaco, integra-se numa das grandes unidades geotectónicas em que foi dividido o Maciço Hespérico (a Zona Centro-Ibérica) e resulta da actuação da primeira fase de deformação Hercínica. Posteriormente, o sinclinal foi afectado por dois sistemas de falhas, verificando-se que a sequência estratigráfica do flanco ocidental é mais incompleta e conturbada que a do flanco oriental e, em certos locais, ocorre mesmo uma inversão da série. Embora as rochas da sucessão Ordovícico-Silúrica da região do Buçaco evidenciem uma deformação interna heterogénea não muito intensa e um metamorfismo de grau baixo a muito baixo que não ultrapassa a fácies dos xistos verdes (zona da clorite) verifica-se que a deformação e o metamorfismo hercínicos não ocultaram completamente os fabrics sedimentares originais. Do ponto de vista estratigráfico, o aspecto mais distintivo da série ordovícica é o carácter discordante e transgressivo do Ordovícico Inferior (Tremadociano-Arenigiano) sobre o seu substracto (Complexo XistoGrauváquico). Segue-se um Ordovícico Médio representado por sedimentos predominantemente pelíticos com passagens a arenitos tempestíticos de idade Lanvirniano-Landeiliano. A litologia do Ordovícico Superior é menos uniforme incluindo unidades pelíticas e areníticas do Caradociano às quais se podem sobrepor, localmente, calcários (Ashgiliano Inferior), sequências vulcano-sedimentares, depósitos glaciomarinhos (provavelmente do Hirnantiano) ou directamente rochas silúricas. A deposição de grande parte da série ordovícica parece ter ocorrido numa extensa plataforma marinha siliciclástica com predomínio de condições submareais e fortemente influenciada por ondas, correntes e tempestades. No topo do Ashgiliano, as fácies de plataforma estável dão lugar a sedimentos glaciogénicos relacionados com a glaciação do final do Ordovícico. O Silúrico Inferior (Venloquiano-Ludloviano) caracteriza-se pela presença de xistos negros com formas pelágicas e epipelágicas, revelando condições de deposição predominantemente euxínicas possivelmente induzidas pela deglaciação. A actividade magmática presente no Sinclinal do Buçaco é datada do Ordovícico Superior manifestando-se pela intrusão de doleritos e por um vulcanismo essencialmente básico ao qual se associam, nalguns pontos, recifes calcários de extensão limitada. O estudo geológico das formações do Paleozóico Inferior da região do Buçaco serviu de base à planificação de uma Actividade Prática de Campo para alunos do Ensino Secundário estruturada de acordo com o modelo sugerido por Orion segundo a perspectiva construtivista da aprendizagem. Para tal, foi seleccionado um corte geológico na zona sul do Sinclinal do Buçaco, nas proximidades das localidades de Serpins e de Vila Nova do Ceira, onde se poderão desenvolver Actividades de Campo com alunos do 12º ano de escolaridade, integradas nos conteúdos programáticos da disciplina de Geologia.
The Buçaco region is located in Beira Litoral province, in the center of Portugal. It is constituted by a sequence of rocks of Ordovician and Silurian age defining a synclinal structure. This structure, mentioned in literature as Buçaco Synclinal, is part of one of main geotectonic units of the Hesperian Massif (the CentralIberian Zone) and was produced during the first Hercynian deformation phase. The synclinal was subsequently affected by two fracture systems. In fact, the stratigraphic sequence of the western flank is more incomplete and perturbed than that of the eastern flank and an inversion of the series may be seen, in places. Although the rocks of the Ordovician-Silurian succession of the Buçaco region show heterogeneous internal deformation and low/very low degree metamorphic grade that does not exceed the green schists facies (chlorite zone), the Hercynian deformation and metamorphism have not completely erased the original sedimentary fabrics. From the stratigraphic point of view, the most distinctive aspect of the Ordovician is the discordant and transgressive character of the Lower Ordovician (Tremadocian – Arenigian). The Middle Ordovician is predominantly represented by pelitic sediments interleyered with tempestitic sandstones of LanvirnianLandeilian age. The litology of the Upper Ordovician is less uniform. It includes pelitic and arenitic units of Caradocian age and sparse carbonates horizons, superpose calcareous ( Lower Ashgilian), volcanic-sedimentary sequences and glaciomarine deposits (probably from the Hirnantian). Most of the Ordovician sediments seems to have beben deposited on a large siliciclastic marine platform strongly influenced by waves, streams and storms. In the end of the Ashgilian, the stable platform facies give their place to glaciogenic sediments related with the upper Ordovician glaciation. The Lower Silurian (Venlocian-Ludlovian) is characterized by the presence of black schists with pelagic and epipelagic forms, revealing euxinic deposition conditions possibly induced by deglaciation. In the Buçaco Synclinal, the magmatic activity dates from the Upper Ordovician and consists of dolerite dykes, basic volcanic rocks associated, in places, with calcareous reeefs of limited extension. The geological study of the Lower Paleozoic of the Buçaco region was the base to the planning of a Practical Field Activity for 12th grade students. This activity was structured according to the model suggested by Orion and in conformity with the constructivist perspective of learning. A geological cross-section in the south of the Buçaco Synclinal, was selected for this purpose.
URI: http://hdl.handle.net/10773/25988
Appears in Collections:DGeo - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
102.pdf26.93 MBAdobe PDFrestrictedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.