Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25182
Title: Study of CDC5 and CDC6 expression on human iNKT cells
Other Titles: Estudo da expressão CDC5 e CDC6 en células iNKT humanas
Author: Cunha, Ana Margarida Delindro Ferreira da
Advisor: Macedo, Maria de Fátima Matos Almeida Henriques
Pérez-Cabezas , Begoña
Keywords: T cells
Invariant Natural Killer T cells
Antigen
Antigen presenting cells
TCR
CD5
CD6
Issue Date: 21-Dec-2018
Abstract: Invariant Natural Killer (iNKT) cells are T lymphocytes that recognize lipid antigens presented by CD1d molecules and have a semi-invariant T cell receptor. iNKT cells produce high quantities of cytokines after antigen recognition or activation. The regulation of iNKT cell activation is crucial for its role in infection and tumor control. CD5 and CD6 are transmembrane surface glycoproteins expressed by conventional T cells that regulate the activation of these cells, but their expression on human iNKTs has not been investigated yet. Here, we studied the basal expression of both CD5 and CD6 on human iNKTs and also their modulation after activation. The involvement of CD6 in antigen induced iNKT cell activation was also addressed. Our results show that human peripheral blood iNKT cells express both CD5 and CD6, at similar and higher levels, respectively, than conventional T cells. Activation of a human iNKT cell line with the non-specific stimulus Phytohaemagglutinin (PHA) down-regulated the expression of both CD5 and CD6, whereas when the prototypic antigen α-Galactosylceramide (α-GalCer) was used only a decrease in CD6 expression was observed. The use of Raji B cells, expressing or not CD166, a ligand for CD6, as antigen presenting cells did not disclose a major role for CD6 in α-GalCer induced iNKT cell activation
As células Invariant Natural killer T (iNKT) são um subtipo de linfócitos T que reconhecem antigénios lipídicos através da molecula de CD1d e têm um recetor de células T semi-invariante. Estas células produzem grandes quantidades de citocinas após serem ativadas. A regulação das iNKTs é crucial para controlar o seu efeito na infeção e no cancro. CD5 e CD6 são glicoproteínas transmembranares expressas na superfície das células T e que regulam a sua activação, sendo que a sua expressão em células iNKTs humanas ainda não tinha sido estudada. Neste trabalho estudou-se a expressão basal destas moléculas em iNKTs humanas e também a sua modelação após activação. O envolvimento do CD6 na indução de ativação das iNKTs pelo antigénio α-Galactosylceramide (α-GalCer) também foi estudada. Os resultados mostraram que as iNKTs presentes no sangue humano periférico expressam CD5 e CD6, sendo que em comparação com as células T convencionais, o CD5 é expresso a níveis semelhantes e o CD6 é expresso em níveis superiores. A activação de iNKTs humanas pela Phytohaemagglutinin (PHA) (estímulo não específico) diminuiu a expressão das moléculas CD5 e CD6 enquanto que com o antigénio prototípico α-GalCer só se verificou uma descida na expressão de CD6. O uso de células Raji expressando ou não o CD166, um ligando do CD6, como células apresentadoras de antigénio, não revelou ter um papel importante na indução de activação da iNKTs pelo antigénio α-GalCer
URI: http://hdl.handle.net/10773/25182
Appears in Collections:DCM - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf2.78 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.