Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/24880
Title: O carbónico da região do Buçaco: aplicações didácticas
Author: Gonçalves, Regina Paula Guerra de Carvalho
Advisor: Aguado, Beatriz Valle
Azevedo, Maria do Rosário
Keywords: Carbonífero - Portugal
Ensino das ciências da terra
Defense Date: 2001
Abstract: Este trabalho é o resultado de um estudo geológico sobre a bacia carbonífera do Buçaco, que teve os seguintes objectivos: caracterizar a sequência carbonífera dessa bacia; inferir os modelos que operaram aquando da sedimentação da sequência; estabelecer as relações tectono-estratigráficas entre a sequência carbonífera e as formações adjacentes; seleccionar locais com interesse para desenvolver actividades de campo destinadas a alunos do Ensino Básico. Primeiro faz-se referência à estrutura da sequência carbonífera e aos contactos entre esta sequência e as formações adjacentes. Os sedimentos da sequência carbonífera estão dobrados num sinclinal assimétrico, de superfície axial vertical e orientação NS. O contacto entre esta sequência e o soco hercínico faz-se de modo diferente a E e a W. Com efeito, o contacto E é marcado geralmente por uma discordância angular que fossiliza uma superfície de erosão, enquanto o contacto W, com o Complexo Cristalofílico, é de natureza tectónica. Procedeu-se em seguida à caracterização das três unidades que constituem a sequência carbonífera, apresentando-se as colunas estratigráficas das unidades inferior e superior. A unidade inferior, com cerca de 200 metros de espessura, é constituída por uma sucessão de conglomerados e rochas arenoso-lutíticas. As rochas desta unidade são textural e composicionalmente imaturas, podendo este conjunto ser interpretado como um depósito de “debris flow”. A unidade intermédia tem sensivelmente 40 metros de espessura, é constituída por lutitos e arenitos finos, nos quais se podem observar leitos de carvão e fósseis vegetais, e parece ter-se formado num ambiente lacustre de água salobras. A unidade superior, interpretada também como uma fácies de “debris flow”, tem sensivelmente 600 metros de espessura e caracteriza-se pela alternância de conglomerados grosseiros e rochas arenoso-lutítica. As características texturais e composicionais das rochas da sequência carbonífera permitem inferir um modelo de sedimentação em leque aluvial continental para estes depósitos, localizando-se a área fonte a E da bacia. Os dados disponíveis sugerem ainda que a evolução da bacia foi fortemente controlada por factores de natureza tectónica. Por último, seleccionou-se um corte geológico que apresenta potencialidades para utilização didáctica, apresentando-se uma proposta de actividades de campo, organizada segundo o modelo de Orion, a desenvolver com alunos do 7º ano de escolaridade.
This work is the result from a geological study of the Buçaco’s carboniferous basin, having the following goals in mind: i) defining the main characteristics of the carboniferous succession of that basin; ii) inferring from the operating models of the sequence’s sedimentation; iii) establishing the tectonostratigraphic relations between the carboniferous succession and its adjacent formations; iv) selecting some suitable places to develop fieldwork activities designed to comprehensive level students. First of all, the structure of the carboniferous succession and its contacts with adjacent formations are referred. The carboniferous sequence sediments appear folded as an asymmetrical syncline, with a vertical axial surface and a N-S orientation. The contacts between this succession and the hercynian basement show a different nature eastwards and westwards. In fact, the eastern contact is marked, as a rule, by an angular unconformity that fossilizes an erosion surface, while the western contact, with the Crystallophillic Complex, is of tectonic nature. We went on making the characterization of the three units that compose the carboniferous succession, presenting the stratigraphic columns of lower and upper units. The lower series has a thickness of about 200 meters and is composed by a red colouration strata succession of conglomerates and slim sandstones. The rocks composing this unit are immature, both in texture and composition terms, and this set can be interpreted as a “debris flow” sediment. The middle series, of about 40 meters thickness, includes mudstones, siltstones and sandstones in which coal and plant fossils beds can be found, seeming to be generated in a lake basin of brackish waters. The upper series, of about 600 meters, shall be classified also as “debris-flow” facies and is made of rough conglomerates with some sandstones and mudstones intercalations. The textural and compositional characteristics of the carboniferous succession rocks allow us to infer a sedimentation model of a continental alluvial fan for these deposits, with the source area being localized eastwards the basin. Available data still suggest that the basin’s evolution has been sharply controlled by tectonic nature elements. At last, as a geological section was found potentially well suited, in didactic terms, to develop some fieldwork activities, a work proposal is presented. This is based on Orion’s constructivist model and is designed to 7th. year comprehensive level students.
URI: http://hdl.handle.net/10773/24880
Appears in Collections:DGeo - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese.pdf8.03 MBAdobe PDFrestrictedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.