Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/23730
Title: Melhoria das condições ergonómicas e dos processos de uma secção de embalagem
Author: Fonte, Sandra Cunha
Advisor: Pimentel, Carina Maria Oliveira
Costa, Nélson Bruno Martins Marques da
Keywords: Engenharia e gestão industrial
Sistema músculo-esquelético - Lesões
Embalagens - Armazenamento
Doenças profissionais
Defense Date: 28-Dec-2017
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: As LMERT surgem como a doença ocupacional mais frequente na Europa, constituindo um flagelo individual, organizacional e social com custos muito elevados. Apesar de existirem inúmeros trabalhos de investigação acerca das LMERT, o conhecimento desta patologia no contexto do setor de embalagem e da sua relação com os sistemas de produção lean ainda não é suficiente para que se consiga chegar a um consenso. Assim, de maneira a contribuir para o estudo desta temática, surge o presente trabalho com o objetivo de (1) avaliar e melhorar as condições ergonómicas, e (2) otimizar os processos, através da redução de desperdícios, de uma secção de embalagem da indústria metalomecânica. Na secção de embalagem estudada existiam 14 postos de trabalho e operavam 13 trabalhadores, exclusivamente do género feminino, sendo os seus processos maioritariamente manuais. Verificou-se a presença de risco significativo de LMERT em todos os postos de trabalho avaliados. As posturas estáticas e/ou incorretas, a repetitividade de movimentos e a manipulação manual de cargas consistem nos principais fatores de risco físicos presentes na atividade de trabalho da secção. Todas as operadoras reportaram a existência de fadiga, desconforto ou dor em, pelo menos, uma região corporal durante os últimos 12 meses. As regiões mais afetadas foram a coluna lombar (92,3%), os ombros (92,3%), a coluna cervical (84,6%) e os punhos/mãos (84,6%). No que concerne à presença de SME nos últimos 7 dias, destacam-se três regiões corporais – cotovelos, coluna dorsal e ancas/coxas – com uma taxa de prevalência de 100%. Neste trabalho conseguiram identificar-se 19 desvios para os quais se definiram 21 ações de melhoria. Propôs-se a implementação de medidas técnicas de Ergonomia, tais como (1) plataformas elevatórias, (2) equipamentos para auxílio nas tarefas de MMC, (3) redesign de postos de trabalho, e (4) desenho de métodos de trabalho ergonómicos, e medidas organizacionais como a rotação de postos de trabalho, tendo-se verificado que estas permitem reduzir consideravelmente o risco de LMERT. As ações propostas para a otimização dos processos permitem o ganho de mais de 4,5h de trabalho por dia na secção. Paralelamente, observou-se a redução de muri, concluindo-se que é possível aumentar a eficiência de processos e, simultaneamente, obter um impacto positivo sobre as condições ergonómicas e o risco de LMERT de uma atividade de trabalho, através da aplicação de princípios lean. Para trabalho futuro, propõe-se a avaliação do impacto das medidas propostas nos sintomas músculo-esqueléticos das operadoras, e nos índices de produtividade e de qualidade da secção.
WRMSDs are the most common occupational disease in the European Union and an individual, organizational and social scourge with very high costs. Although there are several research works about WRMSDs, the existing information on the prevalence of these injuries in the packaging industry and their relationship with lean production systems is still not enough to reach a consensus. This work aims to contribute to the body of knowledge and its main goals are: (1) to asses and to improve the ergonomic conditions, and (2) to optimize the processes through waste reduction, in a packaging line of a metalomechanic industry. In the packaging line there was 14 workstations and 13 workers, exclusively feminine, with the majority of its processes being manual. It was found a significant WRMSDs risk in every studied workstations. Awkward postures and/or static postures, repetitive work and manual materials handling were the main task characteristics involved. The results of the study revealed a prevalence of musculoskeletal symptoms of 100% in the overall sample in the last year. The most affected body regions were lower back (92,3%), shoulders (92.3%), neck (84.6%) and wrists/hands (84.6%). Regarding the prevalence of musculoskeletal symptoms in the last 7 days, shoulders, upper back and hips/thighs are the most affected body regions 100% of prevalence. In this research it was possible to identify 18 opportunities for improvement for which 20 measures were proposed. The implementation of technical measures, such as (1) lifting platforms, (2) material handling devices, (3) workplace redesign, and (4) the design of ergonomic working methods, and organizational measures such as job rotation, were proposed and it was found that they could help reducing the WRMSDs substantially. With the suggested actions for the optimization of the processes it is possible to gain more than 4,5 working hours a day in the packaging line. At the same time, it was observed a reduction of muri, concluding that it is possible to improve the processes efficiency and to obtain a positive impact on the ergonomic conditions and WRMSDs risk of a work activity, through the application of lean principles. As future work the assessment of the proposed measures impact on workers’ musculoskeletal symptoms, and on the productivity and the quality of the packaging line is proposed.
Description: Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial
URI: http://hdl.handle.net/10773/23730
Appears in Collections:DEGEIT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf2.94 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.