Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/23648
Title: Emotions of fear and disgust: subjective and cardiac responses as a function of different sensory stimuli
Other Titles: Emoções de medo e nojo: respostas subjetiva e cardíaca em função de diferentes estímulos sensoriais
Author: Ferreira, Jacqueline Helena Tavares
Advisor: Soares, Sandra Cristina de Oliveira
Silva, Carlos Fernandes da
Olsson, Mats J.
Keywords: Psicologia clínica
Emoções
Nojo
Medo - Aspectos psicofisiológicos
Ritmo cardíaco - Monitorização
Defense Date: 26-Mar-2018
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O trabalho apresentado nesta tese teve como objetivo explorar a resposta cardíaca das emoções de nojo e de medo usando estímulos visuo-auditivos e olfativos. Esta tese está organizada em três grandes partes. A primeira parte apresenta uma breve revisão das teorias das emoções, uma descrição sobre o reconhecimento automático da emoção baseado no sinal do ECG e uma revisão acerca dos sinais químico-sensoriais transmitidos pelos odores corporais, assim como os seus efeitos nas respostas fisiológicas, cognitivas e subjetivas. A segunda parte apresenta os quatro estudos que foram realizados. No Estudo 1 usámos filmes para induzir as respostas emocionais de nojo, de medo e neutras e examinámos se a entropia do ruído do sinal de ECG pode funcionar como um potencial biomarcador para discriminar as três condições emocionais. Os resultados mostraram que é possível discriminar as três condições emocionais usando a entropia do ruído do sinal de ECG com 88% (p < .05) de precisão e que o valor da mediana da condição de nojo foi superior, quando comparado com as condições de medo e neutras. No Estudo 2 usámos a entropia do ruído do sinal de ECG para desenvolver e testar um algoritmo que classifica as emoções automaticamente. O classificador obteve um bom desempenho na identificação de nojo e medo (com 60% de sensibilidade e 80% de especificidade) e um desempenho perfeito na condição neutra. Para além da resposta a estímulos visuais, também avaliámos a resposta cardíaca usando estímulos olfativos, nomeadamente os odores corporais de nojo, medo e neutros. De forma a controlar as diferenças individuais da propensão e sensibilidade ao nojo na perceção dos odores corporais, no Estudo 3 examinámos as características psicométricas da versão Portuguesa da DPSS-R. Os resultados confirmaram a existência de dois fatores independentes, propensão e sensibilidade ao nojo. Adicionalmente, a escala obteve uma validade convergente e discriminante aceitável e confiabilidade satisfatória. No Estudo 4, investigámos como é que os odores corporais recolhidos em condições emocionais específicas influenciam a resposta de odores corporais emocionais apresentados subsequentemente, ao nível subjetivo e da resposta cardíaca. Os resultados demonstraram uma redução da variabilidade da frequência cardíaca (HF-HRV) quando os participantes cheiraram os odores corporais neutros depois dos odores corporais de nojo e de medo. O efeito da ordem de apresentação dos odores corporais também se verificou nas avaliações subjetivas, sendo os odores corporais neutros avaliados como mais intensos depois da apresentação dos odores de medo e de nojo. Este efeito foi independente da agradabilidade atribuída aos odores corporais. Finalmente, na terceira parte, apresentamos a discussão geral dos principais resultados, as limitações dos estudos, bem como propostas para estudos futuros e potenciais implicações e aplicações dos resultados. Em síntese, os resultados dos estudos descritos neste trabalho sugerem que o ruído do ECG contém informações significativas que podem permitir reconhecer emoções e que a ordem de apresentação do odor corporal pode afetar a resposta cardíaca e subjetiva dos participantes
The work presented in this thesis aimed to explored the cardiac response of the emotions of disgust and fear using visuo-auditory and olfactory stimuli. This thesis is organized into three major sections. The first section provides a brief revision of the theories of emotions, a brief description of automatic recognition of emotion based on ECG (electrocardiogram) and a review of chemosensory signals transmitted via body odors, as well as their effects in human’s physiological, cognitive and behavioral responses. The second section presents the four studies that were conducted. In Study 1we used movies to induce disgust, fear and neutral emotions and examined whether noise entropy of ECG can work as a potential biomarker to discriminate disgust from fear and neutral conditions. The results showed that it is possible to discriminate such emotions based on ECG noise entropy with 88% (p<.05) accuracy and that the median value of the disgust condition was higher when compared with the fear and neutral conditions. In Study 2 we developed and tested a classifier to automatically classify emotions using noise entropy of ECG. The performance of the classifier was good for fear and disgust identification (60% of sensitivity and 80% of specificity) and perfect for identification of the neutral condition (100%). In addition to the responses to the visual stimuli, we also evaluated the cardiac response using olfactory stimuli, namely the body odors collected in conditions of disgust, fear and neutral. To control for potential individual differences in disgust propensity and sensitivity on body odor perception, in Study 3 we examined the psychometric properties of the Portuguese version of DPSS-R. The results confirmed the existence of two distinct factors, disgust propensity and sensitivity. Moreover, the scale showed an acceptable convergent and discriminant validity and a satisfactory reliability. In the Study 4 we investigated how a BO prime affects the emotional tone of a subsequent BO message, on cardiac and subjective responses. The results demonstrated a reduction in heart rate variability (HRV-HF) when the participants smelled the neutral body odors after they smelled the disgust and fear body odors. The effect of order of presentation was also evident in the subjective ratings, with the neutral odors being perceived as more intense when the receivers smelled the neutral odors after they smelled the negative body odors. Such effects were independent of the pleasantness of the body odors. Finally, in the third section we presented the general discussion of the main results, the current limitations of the studies as well the future directions and the potential implications and applications of the results. Overall, the findings of the studies described in this thesis suggest that the ECG noise contains meaningful information that can allow emotion recognition and that the order of presentation of body odor can affect the cardiac response and subjective response of the receivers.
Description: Doutoramento em Psicologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/23648
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PhDThesis_Jacqueline Ferreira_Final Version_26Março_2018.pdf3.6 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.