Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/23134
Title: Desenvolvimento de práticas colaborativas na gestão do currículo – o papel do departamento curricular
Author: Pereira, Fernanda Maria do Amaral Rodrigues
Advisor: Costa, Nilza
Mendes, António Neto
Keywords: Gestão curricular
Trabalho em equipa
Desenvolvimento dos currículos
Cooperação em educação
Defense Date: 2002
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente estudo pretende caracterizar o trabalho desenvolvido pelos professores numa estrutura de coordenação pedagógica intermédia – o departamento curricular – tendo em conta o desenvolvimento de práticas colaborativas na gestão do currículo. Esta problemática será enquadrada nas tendências actuais de mudança que se verificam em áreas como o currículo e a organização pedagógica da escola. Subjacente à criação dos departamentos curriculares, está uma nova visão de currículo. Nas mudanças que se preconizam, a colaboração e a colegialidade entre os docentes são apontadas como pontes vitais para o desenvolvimento das escolas e dos professores e o individualismo docente é visto como uma “heresia” a combater. Por outro lado, no quadro da autonomia das escolas, estas são chamadas a tomar decisões ao nível da gestão do currículo, corporizadas na construção de projectos curriculares próprios e contextualizados a cada realidade. Esta nova concepção de currículo coloca uma série de desafios ao trabalho dos professores, designadamente um apelo intenso à colaboração. Se esta forma de cultura docente não surge fácil nem espontaneamente nas escolas, existem, contudo, algumas estruturas e mecanismos tendentes à sua promoção, nomeadamente, os departamentos curriculares. Através de uma metodologia de estudo de caso analisa-se o trabalho desenvolvido no departamento curricular de Ciências Exactas – 2º Ciclo do Ensino Básico, numa escola da região centro, tentando compreender até que ponto a sua organização e composição favorecem práticas de trabalho colaborativo entre docentes, nos aspectos relativos à gestão do currículo. Os dados indicam-nos que a organização e composição deste departamento curricular visa promover a articulação entre disciplinas do mesmo ciclo, atenuando a compartimentação do ensino, nesse ciclo. Apesar disso, não há uma prática regular e sistemática de trabalho colaborativo em aspectos que, tradicionalmente, são relegados para o foro do individualismo: planificação de aulas, produção de materiais pedagógicos e partilha de metodologias. Os professores do departamento, identificam algumas potencialidades e constrangimentos que o trabalho colaborativo encerra, revelando vontade de modificar determinadas práticas (que o tempo ajudou a enraizar) alicerçadas no isolamento e numa visão demasiado disciplinar e compartimentada do ensino. Apesar do trabalho colaborativo entre docentes, ao nível da gestão do currículo, não ser sistemática, nem gerar uma interdependência substancial entre professores, pode considerar-se a existência, no departamento, de algumas formas elementares de colaboração. Entre elas, assinalamos as trocas esporádicas e informais de ideias e soluções para determinados problemas educativos e o envolvimento de todos os docentes do departamento no trabalho de planificação do ensino e de outras actividades educativas.
The present study aims to characterise the kind of work which is being developed by teachers in a pedagogical coordination structure of the schools – the curricular department – taking into consideration the development of strategies of collaboration among teachers in the curriculum implementation process. This issue is framed in up to date perspectives of change verified in areas such curriculum and pedagogical organisation of the school: a new vision of curriculum has originated the curricular departments. In this process of change, collaborative and collegiality practices are seen as crucial paths for the development of the schools and the teachers, being teachers' individualism seen as something to be extinguished. On the other hand, in the frame of the autonimisation process of schools, teachers are called to make curricular decisions such as the design of curricular projects linked with the context of the schools. This new curriculum conception brings new challenges to teachers, namely a strong appealing to team work. However, this new pattern of teachers' work is neither easy nor spontaneously and there are some structures and mechanisms which promote them, being the curricular department one of them. Through a case study methodology, the work developed in a curricular department of a school was analysed, attempting to understand in which way its organisation and structure helps the practice of collaborative work among teachers concerning curriculum implementation. The results found indicate that the organisation and the structure of the curricular department attempts to promote the articulation between disciplines of the same school level, minimising the traditional independent way in which teaching is seen on that level. Despite of that, the results have not shown the existence of regular and systematic practices of collaborative work among teachers in tasks which traditionally are delegate to a single teacher: the design of lessons and of pedagogical materials as well as the sharing of teaching strategies. However, the teachers of the curricular department seem to be aware of the potentialities and constrains of team work and reveal some willing of modifying their practices, these still based in an individual and disciplinary perspective of teaching. Despite the results mentioned above, it may be considered the existence of elementary forms of collaborative work among teachers as, for example, at the level of informal talks.
Description: Mestrado em Gestão Curricular
URI: http://hdl.handle.net/10773/23134
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
304.pdf597.2 kBAdobe PDFrestrictedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.