Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/23127
Title: Atitudes dos professores de ciências do 1º e 2º ciclo face à ciência
Author: Valente, Marlene Daniela Gomes
Advisor: Vieira, Rui Marques
Keywords: Profissão docente
Professores de ciências
Ensino básico 1º ciclo
Ensino básico 2º ciclo
Formação inicial de professores
Formação em serviço
Atitudes dos professores
Defense Date: 2017
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Nos últimos anos tem vindo a aumentar o interesse na área relacionada com as atitudes demonstradas pelos professores em serviço e em formação inicial face à Ciência. Apesar disto, não existem muitas investigações que permitem conhecer, efetivamente, as atitudes dos professores face à Ciência, devido à falta de instrumentos que permitem avaliar essas atitudes. Neste sentido, a presente investigação surge com a finalidade de averiguar quais as atitudes de professores em formação inicial e em serviço face à Ciência e realizar uma proposta para a (re)construção ou clarificação das atitudes dos mesmos. No seguimento da finalidade, estabeleceram-se as seguintes questões de investigação: Quais as atitudes de futuros professores do Pré-escolar e 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico em formação inicial face à ciência? e Quais as atitudes de professores de ciências em serviço face à ciência?. Este estudo desenvolveu-se numa metodologia de natureza mista, com base num plano Survey. A implementação do questionário decorreu com futuros professores e educadores de uma Universidade Portuguesa, bem como, com professores em serviço do 1.º e 2.º CEB de escolas do Agrupamento de Escolas de uma cidade do centro do país, contando com um total de 75 inquiridos. Através da análise dos questionários pode-se concluir que tanto os professores em formação inicial como os professores em serviço inquiridos apresentam uma atitude negativa face à Ciência; contudo, de forma geral, os professores em formação inicial apresentam uma atitude mais positiva que os professores em serviço. Mais pormenorizadamente, verifica-se que nos subatributos Relevância, Dependência do Contexto e Autoeficácia, os professores em formação inicial demonstram atitudes mais positivas face à ciência do que os professores em serviço. Por outro lado, nos subatributos Dificuldade, Ansiedade e Satisfação os professores em serviço revelam atitudes mais positivas face à ciência que os professores em formação inicial. O presente estudo vem realçar a importância de se conhecer as atitudes dos professores face à Ciência, de forma a poder-se apostar em programas de formação para a (re)construção ou clarificação das suas atitudes perante a Ciência.
Over the past few years there has been increasing interest in the area related to the attitudes demonstrated by inservice and preservice teachers toward Science. Despite this, there are not many investigations that allow to understand, effectively, the attitudes of teachers toward Science, due to the lack of instruments that allow to evaluate these attitudes. In this regard, the present research arises with the purpose of ascertaining the attitudes of preservice and inservice teachers toward Science and to make proposals for the (re)construction or clarification of their attitudes. Taking this into account, the following research questions were established: What are the attitudes of future preservice preschool teachers and the 1st and 2nd Grades of Basic Education toward science? and What are the attitudes of inservice science teachers toward science? This study was developed in a methodology of mixed nature, predominantly quantitative and based on a Survey plan. The survey was implemented with future teachers and educators from the one University of Portugal, as well an inservice teachers of the 1st and 2nd CEB of schools from a center city of the same country, with a total of 75 inquired. Through the analysis of the surveys it can be concluded that both preservice and inservice teachers inquired present a negative attitude toward Science; however, in general, preservice teachers present a more positive attitude than inservice teachers. In more detail, in the Relevance, Context Dependency and Self-efficacy sub-attributes, preservice teachers demonstrate more positive attitudes toward science than inservice teachers. On the other hand, in the Difficulty, Anxiety and Satisfaction sub-attributes, inservice teachers show more positive attitudes toward science than preservice teachers. The present study emphasizes the importance of knowing teachers' attitudes toward science, so that they can focus on training programs for the (re)construction or clarification of their attitudes toward science.
Description: Mestrado em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico e Matemática e Ciências Naturais do 2º Ciclo do Ensino Básico
URI: http://hdl.handle.net/10773/23127
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.