Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/22340
Title: OPM_5X: optimização do processo de maquinagem de 5 eixos
Author: Costa, Fábio Silva
Advisor: Davim, João Paulo
Keywords: Engenharia mecânica
Maquinagem
Defense Date: 19-Dec-2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: No presente trabalho é feito uma avaliação de qual a melhor estratégia de maquinagem a 5 eixos, em função da geometria do componente pretendido (postiço). São então comparadas estratégias de maquinagem a 5 eixos contínuos e 5 eixos posicionais, tendo como parâmetros de comparação o tempo de maquinagem e a qualidade do acabamento super cial do componente. Recorrendo a casos de estudo, é então estudado a in uência das trajetórias de maquinagem nos tempos produtivos, bem como a in uência dos dispositivos de xação dos componentes. Estudou-se ainda a in uência do sistema de xação dos postiços de pequeno e médio porte, no acabamento super cial, na tolerância geométrica e dimensional, e de que forma é in uenciado o número de apertos necessários para a maquinagem total dos devidos componentes. Conclui-se que para a maquinagem de postiços de pequeno e médio porte, a maquinagem a 5 eixos posicionais é melhor que a maquinagem a 5 eixos contínuos, à exceção do acabamento em contorno utilizando a estratégia swarf, embora esta estratégia esteja muito dependente da geometria do componente.
Abstract In the present work a quality evaluation of a better machining strategy with 5 axes is done, depending on the geometry of the desired component. The machining strategies are then compared to 5 continuous axes and 5 positional axes, having as comparison parameters the machining time and a surface nish quality of the component. Using case studies, the in uence of the machining trajectories in the productive times is studied, as well as the in uence of the xation devices of the components. It was also studied the in uence of the xation system of the small and medium sized inserts, in the surface nish, in the geometric and dimensional tolerance, and in what way is in uenced the number of tightenings necessary for the total machining of the due components. It can be concluded that for machining small and medium size inserts, machining at 5 positional axes is better than machining at 5 continuous axes, except for contour nishing using the swarf strategy, although this strategy is dependent on the geometry of the component.
Description: Mestrado em Engenharia Mecânica
URI: http://hdl.handle.net/10773/22340
Appears in Collections:DEM - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdfDissertação_FabioCosta76.51 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.