Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/18632
Title: Avaliação da biodiversidade e biomassa nas capturas e rejeições da arte xávega operada em Mira - Coimbra
Author: Louro, Inês Santos Gil
Advisor: Cunha, Marina
Martins, Maria Rogélia Henriques
Keywords: Biologia marinha
Pesca artesanal - Praia de Mira (Portugal)
Pesca - Gestão de recursos
Fauna marinha - Captura
Biodiversidade marinha
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: A pesca é parte integrante e indispensável da cultura portuguesa. Evidência disso mesmo é o consumo per capita de peixe em Portugal, que é um dos maiores do mundo (61,77% em 2007) mas que pode eventualmente levar à exploração excessiva dos recursos pesqueiros. Sabe-se que atualmente muitas das espécies comercialmente relevantes estão sobre-exploradas. E um dos grandes contribuidores para a preocupação insuficiente com a sustentabilidade dos recursos explorados é o pouco ou nenhum conhecimento do que é efetivamente capturado. O pescado não contabilizado e não reportado pelos dados oficiais das capturas inclui pesca ilegal, pesca recreativa, pesca de subsistência e frequentemente as rejeições efectuadas antes do desembarque em lota. Este trabalho tem como objectivo principal contribuir para o conhecimento da dinâmica da arte xávega e da biodiversidade e biomassa envolvidas nas rejeições de modo a obter evidência científica para apoiar decisões socioeconómicas e de gestão para uma maior sustentabilidade desta arte tradicional. Foi feita a caracterização dos desembarques em lota e a análise das rejeições de duas embarcações de arte-xávega a operar na praia de Mira-Coimbra. Estimou-se, entre Junho e Setembro de 2015, um total de desembarques de ca. 57 toneladas para uma embarcação e de ca. 40 toneladas para a outra. Do conjunto das 39 espécies capturadas, foram desembarcados em lota espécimes de 20 espécies e rejeitados espécimes de 31 espécies. As principais espécies alvo foram o carapau (Trachurus trachurus), o biqueirão (Engraulis encrasicolus) e a lula-vulgar (Loligo vulgaris) que representaram respectivamente 58-73%, 13-24% e 6-9% do pescado desembarcado. No conjunto das espécies rejeitadas encontram-se espécies-alvo como o biqueirão, o carapau e a sardinha (Sardine pilchardus), espécies de baixo valor comercial e raramente desembarcadas como o ruivo (Chelidonichthys lucernus), e a faneca (Trisopterus luscus) e outras espécies acessórias como o caranguejo-pilado (Polybius henslowii). A biomassa rejeitada de espécies acessórias e de espécies-alvo variou entre, respectivamente, um e 44% e cinco e 75% da captura total por lance. Tipicamente a percentagem de rejeição mantevese entre os 20 e os 40%, excepto num dia em que não houve quaisquer rejeições e em dois dias em que chegou a representar 70-80% da captura total. A composição específica do pescado rejeitado variou ao longo do período de estudo em relação com a variabilidade da comunidade biológica capturada mas também de acordo com variações nas causas das rejeições. São brevemente abordadas as causas e as consequências das rejeições. O facto de que muitas das espécies rejeitadas poderiam encontrar outros destinos alternativos, levanta ainda a necessidade de obter mais informação sobre a quantidade de pescado que é efectivamente retirado dos oceanos, incluindo rejeições, para melhor perceber quais os efeitos da pesca na sustentabilidade dos recursos.
Fishing is a structuring and essential part of Portuguese culture. Proof of this is that fish consumption per capita in Portugal is the highest in the world (61.77%, in 2007). However, the increasing demand for fish and fish products may lead to the unsustainability of the fishery resources exploited. It is widely consensual that today, many commercial species are overexploited but there is little or no knowledge on what is truly captured. Consequently, this raises increased concerns on the sustainability of fisheries’ resources. IUU catches (illegal, unregulated and unreported) include not only illegal, recreational and subsistence fishing but frequently also discards, namely the ones that are performed prior to landings. Therefore, this work aims to contribute to the knowledge on beach seine fisheries (“Arte xávega”), namely on the discards’ biodiversity and biomass and, in this way, provide scientific evidence to support socio-economic and management decisionmaking towards a higher sustainability of this Portuguese traditional activity Beach seine landings and discards of two fishing boats operating at Mira beach, (Coimbra, Portugal) were characterised. The total landings between June and September 2015 were estimated as approximately 57 and 40 tonnes for each of the fishing boats analysed. From a total of 39 captured species, specimens of 20 species were landed and specimens of 31 species were discarded. The main target species were the horse mackerel (Trachurus trachurus), the European anchovy (Engraulis encrasicolus) and the squid (Loligo vulgaris) representing, respectively, 58-73%, 13-24% and 6-9% of the landings. The discards include target species such as the European anchovy, the horse mackerel and the sardine (Sardine pilchardus), low commercial value species that are rarely landed, such as the tub gurnard (Chelidonichthys lucernus), and the pout whiting (Trisopterus luscus) and other bycatch such as the henslow's swimming crab (Polybius henslowii). The discarded biomass of bycatch and target species varied from one and 44% and from five and 75% of the total catch per haul. Typically the percentage of the total catch that was discarded varied between 20 and 40%, except for one day when there were no discards (the total catch was landed) and two days when the discard reached 70- 80% of the total catch. The species composition of the discards fluctuated along the studied period in relation to the variations in the fished assemblage but also according to the variation in the causes leading to the discard. Both the causes and consequences of discards are briefly discussed. The fact that the discards could be significantly decreased by other options for use and/or valorisation, supports the need for more research on unreported discards and a more accurate estimate on the real amount of the fish taken from our oceans, to better understand the impacts of fisheries on the sustainability of marine resources.
Description: Mestrado em Biologia Marinha
URI: http://hdl.handle.net/10773/18632
Appears in Collections:BIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Inês Louro_corrigido.pdf12.7 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.