Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/15756
Title: Literacia financeira e comportamento na tomada de decisões financeiras
Author: Alves, Ana Isabel Cardoso
Advisor: Madaleno, Mara Teresa da Silva
Vieira, Elisabete
Keywords: Gestão
Literacia financeira
Tomada de decisão
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: A literacia financeira é uma questão que tem vindo a ganhar relevância nos últimos anos e preocupado os governantes e instituições financeiras a nível mundial. De uma forma geral, o nível de conhecimento financeiro dos indivíduos no mundo é baixo, mesmo em países cujos mercados e economia são desenvolvidos. Existem diferenças a nível da literacia financeira não só entre países, como também dentro dos próprios países. Ao longo dos anos, várias pesquisas indicam que existem fatores socioeconómicos e demográficos que condicionam o nível de literacia financeira e podem explicar as diferenças existentes. A educação financeira tem sido a estratégia usada pelos governos para aumentar o nível de conhecimento financeiro dos indivíduos. Contudo, as opiniões dos autores dividem-se, quanto à sua real eficácia, sendo que alguns consideram que esta não é a melhor alternativa a seguir. A literacia financeira exerce influência sobre o comportamento dos indivíduos. Além disso, o comportamento dos indivíduos é condicionado por enviesamentos cognitivos e emocionais (excesso de confiança, aversão ao risco,etc.) que os afasta da racionalidade completa defendida pelas Finanças Tradicionais. Assim, surge uma nova área de estudo - as Finanças Comportamentais. Como é já vasta a literatura que emergiu à volta desta temática, esta dissertação apresenta uma revisão da literatura sobre a literacia financeira, abordando os aspectos comportamentais bem como a questão da educação financeira e dos programas que têm sido conduzidos para a promover.
Financial literacy is an issue that has gained importance in recent years and concerned governments and financial institutions worldwide. In general, the individuals´ level of financial knowledge in the world is low, even in countries whose markets and economies are developed. There are differences in financial literacy not only among countries but also within countries. Over the years, several studies indicate that there are socio-economic and demographic factors that affect the level of financial literacy and may explain the differences. Financial education has been the strategy used by governments to increase the individuals´ level of financial knowledge However, the opinions of authors are divided as to their actual effectiveness, and some believe that this is not the best alternative to follow. Financial literacy influences the individuals´ behavior. Furthermore, this behavior is conditioned by cognitive and emotional biases (overconfidence, risk aversion, etc.) which removes individuals from full rationality advocated by Traditional Finance. Thus, a new area of study arises - the Behavioral Finance. Given the vast literature emerged around the theme, the present dissertation presents a literature review about financial literacy, focusing on behavioral aspects as well as the financial education question and the programs which have been conducted to promote it.
Description: Mestrado em Gestão
URI: http://hdl.handle.net/10773/15756
Appears in Collections:DEGEIT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Literacia financeira e comportamento na tomada de decisões financeiras.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.