Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/15073
Title: Dinâmicas familiares de adolescentes com diferente historial de acompanhamento psicológico
Author: Ferreira, Ana Patrícia dos Santos
Advisor: Vagos, Paula Emanuel Rocha Martins
Keywords: Sociologia da educação
Relações familiares
Relações pais-filhos
Relações conjugais
Psicologia da educação
Psicologia dos adolescentes
Defense Date: 2015
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: As dinâmicas familiares respeitantes às interações entre marido-mulher e pais-filho constituem um dos contextos mais estudados e importantes na atualidade. Os estudos têm mostrado que a saúde mental dos adolescentes é influenciada por estes padrões de interação. Assim, o presente trabalho tem como objetivo estudar as relações entre variáveis referentes à conjugalidade, estilos educativos parentais e qualidade de vinculação do adolescente às figuras parentais. Além disso, pretendeu-se verificar possíveis diferenças nestas dimensões entre adolescentes que nunca tiveram apoio psicológico, adolescentes que não têm atualmente este tipo de apoio mas que o tiveram no passado e adolescentes que se encontram a receber apoio psicológico atualmente. Foram estudadas 203 famílias, às quais pertenciam adolescentes entre os 11 e os 18 anos. Verificou-se que a interação marido-mulher parece prever a interação pais-filho, embora este impacto se tenha mostrado de pequena magnitude. Além disso, os dados obtidos indicam que a qualidade de vinculação segura e os estilos educativos parentais se distinguem de acordo com a história de apoio psicológico, já que adolescentes que nunca tiveram acompanhamento psicológico relatam uma qualidade de vinculação mais segura ao pai e práticas parentais mais autoritativas por parte de ambos os pais, e adolescentes que têm acompanhamento psicológico relatam práticas parentais mais autoritárias. No entanto, é de salientar que os adolescentes que não têm apoio psicológico no presente mas que tiveram no passado apresentam resultados divergentes aos apresentados pelos adolescentes que nunca tiveram apoio psicológico e equivalentes aos que têm atualmente. Em suma, os resultados alcançados levam a crer que as dimensões familiares conjugalidade, parentalidade e vinculação se mostram relacionadas e que as interações familiares poderão ter impacto sobre a saúde mental dos adolescentes. O presente estudo contribui, assim, para um melhor conhecimento e compreensão de diferentes dinâmicas referentes ao funcionamento familiar, o que, por sua vez, não só permite melhor direcionar a intervenção psicológica como melhor ponderar a decisão de término do acompanhamento.
The family dynamics pertaining to the interactions between husband-wife and parents-children are one of the most important areas of our time, and a popular field of research. Studies have shown that teenagers’ mental health is influenced by these patterns of interaction. Thus, the present investigation aimed to focus on the relationship between the following variables: conjugality, parenting styles, and the quality of attachment between teenagers and parental figures. In addition, past and present history of psychological care was also considered. The sample was comprised of 203 families with teenagers aged 11 to 18. It was observed that husband-wife interaction appears to predict parents-children interaction, although it has shown a small magnitude. The quality of secure attachment and parenting styles were found to vary with history of psychological care, since teens who never resorted to this support report a higher-quality secure attachment to father, and more authoritarian parenting styles in both parents. On the other hand, teens with present experiences of psychological support are linked to more authoritarian parents. We should also note that teenagers with previous history of psychological care show different results from those who never had this support, and show similar results from those who receive that support at the present moment. In conclusion, the results lead us to believe that the family dimensions of conjugality, parenting and attachment are proven to be related, and family interactions can have an impact on teenagers' mental health. The current study thus contributes to improve the body of knowledge and understanding of different dynamics within family functioning, which, in turn, allow professionals to better direct the psychological intervention and to weigh the decision of ending therapy.
Description: Mestrado em Psicologia da Saúde e Reabilitação Neuropsicológica
URI: http://hdl.handle.net/10773/15073
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese.pdf984.61 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.