Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/14446
Title: Estudo geológico da área de Poço do Canto: concessão de Armamar-Mêda
Author: Dias, João Miguel de Carvalho
Advisor: Santos, José Francisco Horta Pacheco dos
Keywords: Geomateriais
Exploração mineria - Mêda (Guarda, Portugal)
Geoquímica
Tungsténio
Defense Date: 2015
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Os principais objetivos deste trabalho, enquadrado num estágio na empresa Colt Resources, foram: elaboração de cartografia geológica de detalhe de uma pequena área na zona de Poço do Canto, localizada na concessão de Armamar-Mêda; estudo petrográfico de amostras colhidas nessa área; caraterização da variação dos teores de alguns elementos relevantes em amostras de solos. O levantamento que agora se apresenta permitiu delimitar, de modo mais rigoroso do que nas cartas geológicas de menor escala até aqui disponíveis, os afloramentos de skarns na área estudada. O estudo petrográfico confirmou, com base nas caraterísticas observadas nos metapelitos, que esta área sofreu metamorfismo regional na zona da estaurolite-andaluzite(-granada) e que a anisotropia tectónica mais penetrativa é uma xistosidade de crenulação, provavelmente relacionada com a D3 varisca. Os skarns têm composições em que habitualmente são abundantes minerais como clinozoisite, esfena, quartzo, plagioclase, anfíbola (quer tremolite-actinolite, quer horneblenda) e clinopiroxena cálcica. Mais esporadicamente, são também observadas, volastonite, escapolite e scheelite. Os dados da geoquímica de solos revelam fortes correlações entre os teores de Ca, Sr e W, e entre estes e a posição dos corpos de skarns. O Mg tem variações irrelevantes, não se correlacionando com os elementos anteriores. O As tem os seus máximos de concentração em locais de afloramento de skarn, mas parece também ser influenciado por outros fatores. Apesar de haver variação significativa dos teores de W, eles são sempre baixos, pelo que a mineralização nos corpos superficiais de skarns na área de Poço do Canto se revela muito mais fraca do que a registada em São Pedro das Águias (Tabuaço).
This work results from an internship in the company Colt Resources and its main objectives were: elaboration of a detailed geologic map of a small area at Poço do Canto, within the Armamar-Mêda tungsten mining prospecting concession; petrographic study of samples collected in that area; characterization of the variation of the concentrations of some relevant elements in soil samples. The detailed mapping of the referred area allowed a more accurate graphical representation of the skarn bodies compared to previous, smaller scale, maps covering this zone. The petrographic observation of metapelites confirmed that the study area was affected by regional metamorphism under condition of the staurolite-andalusite(-garnet) zone and that the most penetrative tectonic anisotropy is a crenulation schistosity, probably related to Variscan D3. Skarns commonly have significant amounts of clinozoisite, titanite, quartz, plagioclase, amphibole (either tremolite-actinolite or hornblende) and calcic clinopyroxene. Sporadically, wollastonite, scapolite and scheelite are also observed. Soil geochemical data show that there are strong correlations between the contents of Ca, Sr and W, with each other, and between those values and the location of the skarn bodies. Magnesium has meaningless variation, showing no correlation with the previous elements. Arsenic has its highest concentrations over skarn outcrops, but it also seems to be influenced by other factors. Despite there is relevant variation of the W contents, their values are always low. Therefore, tungsten mineralization in the outcropping and shallow level skarn bodies at Poço do Canto area is much weaker than mineralization featured by skarns at São Pedro das Águias (Tabuaço).
Description: Mestrado em Geomateriais e Recursos Geológicos
URI: http://hdl.handle.net/10773/14446
Appears in Collections:DGeo - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.