Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/14223
Title: Turismo acessível : recurso de coping para gerir o stress na incapacidade
Author: Moura, Andreia Filipa Antunes
Advisor: Kastenholz, Elisabeth
Pereira, Anabela Sousa
Keywords: Turismo
Pessoas com necessidades especiais - Turismo
Stresse (Psicologia)
Estratégias de adaptação emocional
Acessibilidade para deficientes
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: As sociedades contemporâneas testemunham os efeitos negativos do stress sobre a saúde, existindo evidências empíricas do relacionamento recíproco entre stress e doença (infeciosas, crónicas, cardiovasculares, cancro) (Iwasaki & Mannell, 2000). Por outro lado, Walden (2007) sublinha que o stress varia de acordo com as circunstâncias de vida e Rode et al. (2012) acrescentam que as pessoas com incapacidade apresentam taxas mais elevadas de problemas de saúde relacionados com o stress do que a população em geral. Neste contexto, surge o lazer como mecanismo de coping, como instrumento restaurador e benéfico para a saúde (Caldwell, 2005; Wijndaele et al., 2007). Assim, considerando o turismo como uma marcante atividade recreacional em tempo de lazer na vida das pessoas, e uma oportunidade de relaxamento e interação social (Richards, et al., 2010), pensou-se na possibilidade do turismo acessível ser um recurso de coping para gerir o stress na incapacidade. É com base na atualidade e pertinência destas reflexões que se estabeleceram duas metas para este trabalho: compreender o relacionamento entre turismo, stress e coping para os indivíduos com incapacidade, e desenvolver bases empíricas para fins terapêuticos e para o desenvolvimento de novos produtos turísticos, numa lógica biopsicossocial (biológica ou física, psicológica e social). Especificamente, pretende-se identificar fontes de stress para as pessoas com incapacidade e as suas respostas de coping, e explicar como o turismo atua nas dimensões biopsicossociais do stress-coping. Para atingir estes objetivos utilizou-se uma metodologia mista, suportada por uma revisão de literatura aprofundada, que consistiu na realização de um estudo qualitativo e outro quantitativo. No primeiro, recorreu-se à técnica de focus groups para cada tipo de incapacidade em análise, motora (N=6), auditiva (N=7) e visual (N=6), e no segundo, procedeu-se à aplicação de inquéritos por questionário a pessoas com incapacidade motora e sensorial (N=306), cujo questionário consistiu na adaptação e ajuste das ECL (Escalas de Coping através do Lazer) ao contexto do Turismo Acessível. Os resultados indicam que a principal fonte de stress dos indivíduos com incapacidade é a própria incapacidade em conjugação com a sociedade, demonstrando-se a prevalência de estratégias baseadas na interação social para a resolução de problemas, em detrimento de outras. Por sua vez, apuram-se os benefícios do turismo, cujas mais-valias no âmbito das dimensões biopsicossociais destes indivíduos em particular, são também discutidas. Conclui-se, portanto, que o turismo acessível é um novo formato de stress-coping para a população com incapacidade, suportando o reequilíbrio e harmonização dos seus recursos pessoais e sociais, contribuindo positivamente para a sua saúde e bem-estar global, servindo de base ao desenvolvimento de novos produtos turísticos adequados e direcionados para as necessidades específicas desta população e ao planeamento de intervenções terapêuticas alternativas no contexto da sua reabilitação.
Contemporary societies witness negative effects of stress on people´s health, existing consistent empirical evidence of a reciprocal relationship between stress and disease (infectious, chronic, cardiovascular, cancer) (Iwasaki & Mannell, 2000). On the other hand, Walden (2007) states that stress varies according to life circumstances and Rode et al. (2012) add that people with disabilities have higher rates of health problems related to stress than the general population. In this context, leisure emerges as a coping mechanism, as a restorative and beneficial tool for health (Caldwell, 2005; Wijndaele et al., 2007). So, considering tourism an impactful recreational activity in people's lives, and an opportunity for relaxation that promotes change in routine and social interaction (Richards et al., 2010), accessible tourism was considered a potential resource for coping and stress management within disability. Given the timeliness and relevance of these reflections, were defined two general goals for this thesis: understanding the relationship between tourism, stress and coping for individuals with disabilities, and to developing an empirical basis for therapeutic purposes and for development of new tourism products, in a biopsychosocial (biological or physical, psychological and social) framework. Specifically, we intend to identify stress sources for disabled people and their coping responses, and explain how tourism operates in the biopsychosocial dimensions of stress-coping. To achieve these goals we used a mixed methodology, supported by a detailed literature review, which consisted of a qualitative and quantitative study. In the first study, we used the focus groups technique for each type of disability in analysis, mobility (N=6), hearing (N=7) and visual (N=6), and the second study, involved a survey of people with disabilities (N=306), whose questionnaire consisted in adapting the LCS (Leisure Coping Scales) to the Accessible Tourism context. The results suggest that the main source of stress for individuals with disabilities is the disability itself in association with society, demonstrating the prevalence of coping strategies based on social interaction to solve stress problems. Additionaly, tourism benefits and its positive influence on these individuals’ biopsychosocial dimensions are identified and discussed. Lastly, it is concluded that accessible tourism should be recognized as a new stress-coping resource for disabled people, supporting the rebalancing and harmonizing their personal and social resources, positively contributing to their overall health and well-being, while simultaneously, serving as basis for the development of new tourism products targeted to a population with special needs, and for accurate planning of alternative therapeutic interventions in the context of their rehabilitation.
Description: Doutoramento em Turismo
URI: http://hdl.handle.net/10773/14223
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DEGEIT - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese.pdf6.52 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.