Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/13762
Title: Mammal choices in heterogeneous landscape of the Baixo Vouga Lagunar
Other Titles: Opções dos mamíferos na paisagem heterogénea do Baixo Vouga Lagunar
Author: Marques, Sara Isabel Ferreira
Advisor: Fonseca, Carlos Manuel Martins Santos
Ferreira, Joaquim Pedro
Rocha, Rita Gomes
Keywords: Gestão de ecossistemas
Mamíferos - Baixo Vouga (Portugal)
Zonas húmidas
Defense Date: 2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: The relation between landscape structure and species distribution is a major question in landscape ecology. Terrestrial mammals are particularly susceptible to the spatial features, such as habitat type and landscape complexity, as well as to resource availability (e.g. shelter and food supply). The main objective of this thesis was to describe and understand the patterns of terrestrial non-volant mammal species richness, distribution and abundance in the heterogeneous landscape of Baixo Vouga Lagunar, north-western Portugal. Thus, small mammals and carnivores were sampled using three different strategies: a capture programme focused on small mammals (Rodentia and Eulipotyphla), and sign surveys and camera trapping for carnivores. In general, wetland habitats, such as reed beds, rushes and marshlands, seemed to favour small mammal fauna, being reed bed the habitat with the highest values of diversity. Furthermore, carnivore richness appeared to be favoured by the length of freshwater lines, and consequently by the associated riparian vegetation. Contrary, exotic forest was negatively related to both small mammal fauna and carnivore richness, and presented the lowest small mammal diversity. Overall, carnivore richness was mainly driven by landscape features, rather than by human influence and prey availability, or a combination of them. Surprisingly, prey availability seemed not to influence carnivore richness, probably as a consequence of a spatiallly wide availability of small mammals through the landscape matrix. Although at a fine-scale of the landscape, heterogeneity did not seem to influence the abundance of small mammals, at a broad-scale, the landscape matrix seems to promote small mammal diversity, since species distribution fluctuated throughout the patchy landscape. Contrasting, carnivore richness was negatively influenced by landscape heterogeneity and fragmentation, since the landscape is mainly composed by open habitats. Overall, the main findings of this study support the importance of hedgerow habitats (e.g. riparian gallery) to carnivore assemblage by providing water, shelter and enhancing landscape connectivity, and of wetland habitats for small mammal community. Furthermore, the results obtained revealed the reduced biological value of monocultures, especially forests of exotic species. This study reinforces the importance of the Baixo Vouga Lagunar region to wildlife and provides crucial information to develop adequate management and conservation guidelines.
A relação entre a estrutura da paisagem e a distribuição das espécies é um dos temas centrais da ecologia da paisagem. Os mamíferos terrestres são particularmente suscetíveis às características físicas do ambiente, como o tipo de habitat e a complexidade da paisagem, assim como à disponibilidade de recursos (e.g. abrigo e alimento). O principal objetivo deste estudo centrou-se na descrição e compreensão dos padrões de distribuição, abundância e riqueza específica dos mamíferos terrestres na paisagem heterogénea do Baixo Vouga Lagunar. Para tal foi amostrada a comunidade de micromamíferos e carnívoros com recurso a três metodologias distintas: programa de captura de micromamíferos (Rodentia e Eulipotyphla), e prospeção de indícios de presença e armadilhagem fotográfica de carnívoros. No geral, os resultados mostraram que os habitats húmidos, como os caniçais, juncais e sapais, favorecem a fauna de micromamíferos, sendo o caniçal o habitat que registou valores mais elevados de diversidade. Para além disso, a riqueza específica de carnívoros evidenciou ser favorecida pelo comprimento das linhas de água doce, e consequentemente pela vegetação ripícola associada. Pelo contrário, a floresta exótica composta por eucaliptos apareceu negativamente correlacionada com ambos os grupos de mamíferos, apresentando os valores mais baixos de riqueza específica de micromamíferos. As características da paisagem mostraram ser o fator mais importante para a riqueza de carnívoros, quando comparadas com a disponibilidade de presas e influência humana, ou com a combinação destes. Surpreendentemente, a disponibilidade de presas não influenciou a riqueza de carnívoros, o que pode ser uma consequência da ampla disponibilidade espacial de micromamíferos pela matriz da paisagem. Embora a uma pequena escala a heterogeneidade da paisagem pareça não influenciar a abundância de micromamíferos, à escala da paisagem o mosaico de habitats parece promover a diversidade de micromamíferos. Esta conclusão assenta sobre a distribuição das diversas espécies que varia pelas manchas de diferentes habitats. Por outro lado, a riqueza específica de carnívoros foi negativamente influenciada pela heterogeneidade e fragmentação da paisagem, a qual é composta maioritariamente por habitats abertos. Os principais resultados deste estudo suportam a importância dos habitats lineares para a comunidade de carnívoros no Baixo Vouga Lagunar, nomeadamente a galeria ripícola, e dos habitats húmidos para a fauna de micromamíferos, que lhes fornecem alimento. Revelaram ainda o reduzido valor biológico das monoculturas, em particular florestas de espécies exóticas. Este estudo reforça assim importância do Baixo Vouga Lagunar para a vida selvagem, e fornece bases essenciais para o desenvolvimento de medidas adequadas de gestão e conservação para a região.
Description: Mestrado em Biologia Aplicada - Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas
URI: http://hdl.handle.net/10773/13762
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdftese3.14 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.