Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/12780
Title: Enviesamento atencional na ansiedade social: efeito da carga percetiva
Author: Neiva, Tiago Joel Sá
Advisor: Soares, Sandra Cristina de Oliveira
Keywords: Psicologia clínica
Comportamento social
Ansiedade - Alunos do superior
Psicologia do comportamento
Expressão facial
Avaliação do comportamento
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: A evidência tem associado a ansiedade social a um enviesamento nos processos cognitivos, nomeadamente atencionais. Os modelos cognitivos da ansiedade propõem que os indivíduos com perturbações de ansiedade direcionam seletivamente a atenção para estímulos de ameaça. Deste modo, tendo como referência a teoria da carga percetiva proposta por Lavie (1995), o presente estudo examinou em que medida a carga percetiva aumenta os défices do controlo da atenção em pessoas socialmente ansiosas usando expressões faciais como estímulos distratores. Para este efeito participaram no estudo quarenta estudantes da Universidade de Aveiro, que responderam a uma bateria de questionários de autorresposta e realizaram uma tarefa atencional computorizada. Nas condições de alta carga percetiva, os resultados revelaram maior interferência das expressões faciais de raiva, nojo e neutras nos indivíduos com elevada ansiedade social, comparativamente com os indivíduos com baixa ansiedade social. Os resultados obtidos revelaram que os indivíduos com elevados níveis de ansiedade social não conseguem inibir os estímulos irrelevantes mesmo quando a carga percetiva é alta, apresentando um enviesamento atencional para sinais de ameaça. Este resultado permite uma melhor compreensão dos mecanismos de controlo da atenção na ansiedade social, abrindo caminho para uma investigação futura numa população clínica.
The evidence has associated social anxiety to a bias in cognitive processes, including attentional processes. Cognitive models of anxiety suggest that individuals with anxiety disorders selectively direct their attention to threat cues. Thus, with reference to the perceptual load theory proposed by Lavie (1995), this study examined to wich extent the perceptual load increases deficits in attention control in socially anxious people, using facial expressions as stimuli distractors. To this end, forty students from the University of Aveiro participated in the study, by responding to a battery of inventories and performed one computerized attentional task. In high perceptual load conditions, the results showed greater interference of anger, disgust and neutral facial expressions in individuals with high social anxiety, compared to individuals with low social anxiety. The results showed that individuals with high levels of social anxiety could not inhibit the irrelevant stimuli under conditions of high perceptual load, exhibiting an attentional bias for threat signals. This result provide a better understanding of the mechanisms of attention control in social anxiety, make way for future research in a clinical population.
Description: Mestrado em Psicologia - Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10773/12780
Appears in Collections:DE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdftese440.83 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.