Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/12274
Title: A importância do aquecimeno físico e instrumental para os oboístas: com base em literatura e no testemunho de oboístas, professores e especialistas em saúde fisica
Author: Pereira, Andreia Filipa Sousa
Advisor: Correia, Jorge Salgado
Keywords: Ensino da música
Técnicas instrumentais
Oboé
Processo de aprendizagem
Lesões: Prevensão
Exercício físico
Defense Date: 2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente trabalho apresenta uma investigação que poderá fornecer um manual orientador que sirva de guia aos estudantes dos conservatórios, academias e outras escolas de música, com paralelismo pedagógico, compreendendo o percurso do 1º ao 8º grau, ou final do complementar, onde serão abordadas de uma forma que se pretende clara, objectiva e simples, noções importantes sobre o aquecimento físico e instrumental, assim como os músculos mais usados na execução do instrumento e as possíveis lesões que se podem causar não fazendo devidamente o aquecimento. Este trabalho não pretende ser uma fonte enciclopédica sobre esta temática, mas sim uma base de informação credível e responsável, que preencha o vazio da inexistência de um manual escrito em português, que contenha esta informação que normalmente um oboísta precisa e procura durante o seu percurso académico. Os participantes deste estudo foram seis alunos dos conservatórios da Guarda, Fátima e Maia, que incluíram no seu estudo diário vários exercícios de aquecimento físico e instrumental. O objetivo foi saber se teriam mais resistência e se sentiriam mais relaxados a tocar fazendo estes exercícios. Recolheu-se também para análise a opinião de alguns oboístas sobre a importância do aquecimento e de que maneira o fariam. A recolha de dados foi feita através de observação direta e de um questionário aos alunos participantes. A análise dos resultados obtidos dá conta de uma evolução positiva, verificando-se uma significativa melhoria de todos os alunos relativamente à sua resistência e à sua performance.
The following work presents an investigation that may become a guiding reference to conservatory academics and other music schools students with similar pedagogical characteristics, from the 1st grade to the 8th grade, on the complementary teaching. This work will reflect important notions, in a clear simple and objective way, of physical and instrumental warm up, the most used muscles when we play an instrument, as well as the possible injuries that can occur if we don’t warm up properly. This work is not an encyclopedia source about this theme, but a basis of trustful and responsible info which fulfills the non-existence of a Portuguese guidebook on this matter, which an oboist normally needs and looks for during his academic path. Six conservatory students, from Guarda, Fátima and Maia, were the participants of this study. They included on their daily study, several physical and instrumental warm up exercises. The main goal was to know/learn if they had more resistance and if they felt more relaxed when playing after having warmed up. We also gathered to further analysis the opinion of oboists, about the importance of the warm up and the way it was done. The data collection was made through direct observation and a questionnaire to all the students. Its analysis allows us to conclude that the evolution was positive and that there was a significant improvement of all the students regarding their resistance and performance.
Description: Mestrado em Ensino de Música
URI: http://hdl.handle.net/10773/12274
Appears in Collections:DeCA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf8.74 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.