Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/11421
Title: Formação continuada de professores para a educação em ciências no 2º CEB : conceções e práticas de índole experimental
Author: Reis, Susana Alexandre dos
Advisor: Vieira, Rui Marques
Keywords: Formação de professores
Prática pedagógica
Professores de ciências
Ensino experimental
Ensino das ciências
Defense Date: 2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: A Formação Continuada de Professores de Ciências assume-se como uma via capaz de ajudar os alunos a desenvolver competências, como as de resolução de problemas. Nesta perspetiva, a Educação em Ciências deve visar o desenvolvimento de cidadãos cada vez mais participativos, responsáveis, capazes de tomar decisões conscientes, exigindo-se o desenvolvimento da literacia científica como uma meta a alcançar pelas escolas. Uma das estratégias considerada como potenciadora do desenvolvimento de tais competências é o trabalho experimental desenvolvido com os alunos, durante as aulas de Ciências de 2.º CEB. Neste contexto, desenvolveu-se um Programa de Formação Continuada de Professores em Ensino Experimental das Ciências no 2.º CEB, procurando-se avaliar o seu impacte nas conceções e práticas de índole experimental de quatro professores. Assim, formularam-se as seguintes questões de investigação: Qual o impacte do Programa de Formação para uma Educação em Ciências de base experimental: a) na (re)construção das conceções dos professores do 2.º CEB acerca do Trabalho Experimental?; b) e na promoção intencional, por parte dos professores envolvidos, de práticas didático-pedagógicas de base experimental no 2.º CEB? De forma a dar resposta às questões formuladas, desenvolveu-se uma investigação de natureza qualitativa, que pretendeu contribuir para a compreensão da relação entre a formação continuada de professores e as conceções e práticas de índole experimental desenvolvidas na disciplina de Ciências da Natureza, do 2.º CEB. O planeamento escolhido foi o de estudo de caso com quatro professoras participantes na formação continuada, tendo-se recorrido a várias técnicas e instrumentos de recolha e análise de dados. Para a caraterização das conceções das professoras sobre trabalho experimental foi utilizada a entrevista semi-estruturada, o Diário do Investigador e as transcrições das aulas destas professoras, bem como a reflexão oral nas sessões de acompanhamento com a Formadora. Este último instrumento também foi usado para a caracterização das práticas das professoras, assim como o Instrumento de Caraterização das Práticas Didático-Pedagógicas de índole experimental, desenvolvido para o presente estudo. Utilizou-se ainda um Questionário de Avaliação do Programa de Formação e os Portefólios das quatro professoras do estudo, para se obter a avaliação destas docentes acerca do Programa de Formação frequentado. Os resultados parecem indicar que, antes do Programa de Formação, apenas a Professora D apresentava conceções acerca de trabalho experimental, em sintonia com a perspetiva defendida na revisão de literatura. Após o Programa de Formação as quatro professoras revelaram conceções mais realistas acerca de trabalho experimental. Relativamente às práticas de índole experimental, antes do Programa de Formação, nenhuma das professoras colaboradoras do estudo implementava esta estratégia com os alunos. Após o Programa de Formação, todas as docentes passaram a contemplar nas suas práticas o trabalho experimental. De uma maneira geral, no que concerne à avaliação do Programa de Formação, as quatro docentes consideram que este teve impacte quer nas suas conceções quer nas suas práticas de índole experimental, destacando a importância do contributo das sessões de acompanhamento em sala de aula, com a Formadora, para a implementação efetiva do trabalho experimental nas suas práticas. A partir dos resultados obtidos, concluiu-se que o Programa de Formação contribuiu para que as quatro professoras colaboradoras do estudo (re) construíssem as suas conceções sobre trabalho experimental e para que o privilegiassem efetivamente nas suas aulas. O presente estudo visou contribuir para o desenvolvimento da formação de professores em ensino experimental das ciências, no que respeita à clarificação de conceções sobre o trabalho experimental e sua implementação efetiva com os alunos, dando-lhes autonomia e apelando ao desenvolvimento das suas capacidades de pensamento, relacionadas, por exemplo, com a identificação e controlo de variáveis.
The in-service education of science teachers is seen as an approach capable of training professionals to help their students develop cognitive skills, such as problem solving. From this perspective, science education ought to develop in citizens a growing willingness to participate, a sense of responsibility and the ability to make conscious decisions, thereby making scientific literacy a paramount goal to be achieved by schools. One of the strategies considered to enhance the development of such skills is the experimental work carried out with the pupils during the science classes of the 2nd cycle of basic education. In this context, an in-service education programme for science teachers in experimental science education was developed for the 2nd cycle of basic education, with the aim of evaluating its impact on the conceptions and experimental practices of four teachers. To complete such evaluation, the following questions were formulated: What is the impact of the teacher education programme for education in experimentalbased sciences on the: a) (re)construction of the 2nd cycle teacher's conceptions of experimental work?; b) intentional promotion of experimentalbased pedagogical practices by the 2nd cycle teachers? To answer these questions, a research project of a qualitative nature was developed to help understand the relationship between the in-service programme of teachers and the conceptions and experimental practices developed in the natural science class of the 2nd cycle of basic education. The adopted methodology was to perform a case study with four teachers who participated in the in-service programme and a wide range of techniques and tools for data acquisition and treatment were utilized. A number of tools were used to characterize the teachers’ conceptions of experimental work, such as the semi-structured interview, the researcher’s diary, the transcriptions of the teachers' classes, as well as the oral reflections on the sessions monitored by the teacher-researcher. The latter were also used to characterize the teachers’ practices, as was the tool, developed for this study, for characterizing pedagogical practices of an experimental nature. The teacher education programme's evaluation survey and the teachers' portfolios were also used to obtain their opinion on/about the teacher education programme. The results seem to indicate that before the teacher education programme, only teacher D had conceptions about the experimental work, which is in accordance with the perspective stated in the literature. However, after the teacher education programme, the four teachers showed more realistic conceptions about the experimental work. In relation to the experimental practices, before the teacher education programme, none of the teachers who collaborated in the study was implementing this type of work with their pupils. However, after the teacher education programme, the four teachers incorporated the experimental work into their practices. In general terms, and as far as the teacher education programme evaluation is concerned, all the teachers acknowledge it had an impact both on the conceptions and the experimental practices, attributing special importance to the contribution that the monitored sessions in the classroom had for the implementation of the experimental work in their practices. The obtained results led to the conclusion that the teacher education programme played an important role in (re)constructing the conceptions of experimental work of the four teachers, and led them to implement those conceptions in their classes. The present study attempted to contribute to the development of the teacher education programme in experimental science education in relation to clarifying conceptions of experimental work and its implementation with the pupils. The goal is to give pupils greater autonomy and promote their thinking skills, for example, in relation to the identification and control of variables.
Description: Doutoramento em Didáctica e Formação
URI: http://hdl.handle.net/10773/11421
Appears in Collections:DEP - Teses de doutoramento
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
7839.pdf3.52 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.