DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Teses de doutoramento >
 Pesca comercial de tubarões e raias em Portugal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/963

title: Pesca comercial de tubarões e raias em Portugal
authors: Correia, João Pedro Santos
advisors: Morgado, Fernando Manuel Raposo
keywords: Biologia
Pesca
Gestão de recursos naturais
Recursos marinhos
Elasmobrânquios
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O objectivo do trabalho foi analisar os desembarques de tubarões e raias em Portugal no período 1986 – 2006. Esta análise revelou que os desembarques totalizaram 108.671 ton no referido período de 21 anos. Anualmente foram desembarcados, em média, cerca de 5.175 ton, com exemplares representantes de 8 ordens, 14 famílias e 44 espécies. Genericamente, os desembarques anuais destes grupos animais têm diminuído ao longo do tempo, apesar de se verificar um aumento no preço por quilo. O grupo mais desembarcado foi o das Raias (Raja sp.), responsável por 35.614 ton das capturas, ou seja, 33% do total. A este grupo seguiram-se as Patas-roxas (Scyliorhinus sp.), os tubarões Carocho (Centroscymnus coelolepis), Lixa (Centrophorus squamosus) e Barroso (Centrophorus granulosus), correspondendo a 12%, 12%, 10% e 9% dos desembarques, respectivamente. Na ausência de dados consistentes de CPUE, a comparação dos padrões de desembarques e preço foi utilizada como indicador da evolução do recurso, tendo em conta as várias espécies de elasmobrânquios. Centrophorus granulosus, Cações (Mustelus sp.), Tremelgas (Torpedo sp.), Marrachos (Carcharhinus sp.) e Tubarões-anjo (Squatina sp.) indiciaram sinais de possível sobrexploração, situação esta a merecer a atenção de programas futuros de I & DT. A evolução do esforço de pesca ao longo do tempo, ponderada sob a forma de “número de embarcações de pesca”, registou uma diminuição acentuada, embora substancialmente menor que a diminuição registada nos desembarques das espécies referidas. É pouco provável, por isso, que a diminuição dos desembarques seja fruto, unicamente, da diminuição na frota de pesca, mas sim de uma menor rendibilidade da actividade. Paralelamente, os aumentos de preço observados suplantaram largamente a taxa de inflação média, pelo que o aumento dos primeiros não é justificado inteiramente pelo aumento do segundo. Estes resultados tiveram eco nas análises de componentes principais (MAFA e DFA) conduzidas para as espécies, que validaram padrões de diminuição particularmente elevados nas espécies em que métodos anteriores já haviam apontado sinais de sobrepesca. Os resultados obtidos apontam para o facto de que algumas espécies parecem estar fora dos limites biológicos de segurança e, como tal, há necessidade de serem tomadas medidas de gestão eficazes. ABSTRACT: Portuguese commercial elasmobranch landings were analyzed for the period 1986 - 2006 and totaled 108.671 ton. An average of 5.175 ton were landed yearly, representing 8 orders, 14 families and 44 species. Annual landings for the fishery generally decreased over time, with a corresponding increase in price per kilogram. The most landed group, Skates (Raja sp.), accounted for 33% of the landings, or 35.614 ton. They were followed by Catsharks (Scyliorhinus sp.), Portuguese dogfish (Centroscymnus coelolepis), Leafscale gulper shark (Centrophorus squamosus) and Gulper shark (Centrophorus granulosus) (accounting for 12%, 12%, 10%, and 9% of the landings, respectively).In the absence of CPUE data, the comparative trends of landings and price were employed as an indicator of the “status” of specific elasmobranch species. Centrophorus granulosus, Smoothounds (Mustelus sp.), Torpedo rays (Torpedo sp.), Requiem sharks (Carcharhinus sp.) and Angel sharks (Squatina sp.) displayed indications of possible overexploitation, and merit the focus of future research. The pattern shown by fishing effort over time (i.e. number of fishing vessels over time) displayed a marked decrease, although this was substantially lesser than the decrease shown by landings of the species mentioned earlier. It is therefore unlikely that such decrease in landings is justified solely by a decrease in number of fishing vessels. Similarly, the increase in price shown by all species was largely superior to the increase in inflation, which would suggest that the increase in inflation alone would not account for the increase in price. All the results and data seem to corroborate the notion that some species are, in fact, under over-exploitation and in need of immediate management. These findings were all substantiated by principal component analysis (MAFA and DFA), which indicated strong decreasing landings patterns in those species where previous methods suggested overfishing.
description: Doutoramento em Biologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/963
appears in collectionsBIO - Teses de doutoramento
UA - Teses de doutoramento
PT Mar - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
2009001300.pdf6.02 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2