DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Teses de doutoramento >
 Governance structures and performance management systems in universities: a comparative study between the UK and Portugal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8820

title: Governance structures and performance management systems in universities: a comparative study between the UK and Portugal
other titles: Estruturas de governança e sistemas de gestão de desempenho em universidades: um estudo comparativo entre o Reino Unido e Portugal
authors: Melo, Ana Isabel Pires Beato Alves de
advisors: Sarrico, Claudia
Radnor, Zoe Jan
keywords: Administração do ensino
Ensino superior - Warwick (Coventry, Reino Unido) - Aveiro (Portugal)
Avaliação de desempenho
Indicadores de desempenho
Estratégias organizacionais
Eficácia das organizações
Gestão da informação
issue date: 28-Mar-2012
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: À semelhança do que aconteceu em muitas instituições públicas, as universidades têm enfrentado pressões crescentes para mudar, tendo de repensar as suas formas de governança e de gestão, dando mais ênfase à implementação de sistemas de gestão do desempenho (SGD). Apesar de existirem vários estudos sobre o desempenho, estes têm ignorado o uso dado à informação recolhida. Além disso, e apesar de terem ocorrido várias reformas na governança destas instituições, existem ainda poucos estudos que relacionam a governança e o desempenho. Assim, esta pesquisa visa explorar a forma como as universidades medem, reportam e gerem o desempenho e como as estruturas de governança se relacionam com estas práticas. Para alcançar o objetivo proposto, um estudo comparativo entre universidades britânicas e portuguesas foi realizado. Os dados foram recolhidos através da utilização de uma metodologia qualitativa, sendo os métodos utilizados a análise documental e entrevistas semi-estruturadas a membros dos órgãos de governo e gestão de cada instituição. A análise dos dados mostrou a inexistência de um sistema completamente integrado de gestão de desempenho (SGD) em ambas as instituições, essencialmente devido à falta de práticas de gestão de desempenho. De facto, apesar de alguns dos entrevistados terem reportado o "uso positivo" de dados sobre o desempenho, alguns relataram o "não uso" desses dados, principalmente em relação ao desempenho individual, e outros o "mau uso" dessa informação, tendo sido reportadas práticas de gaming e deturpação dos resultados. Como forma de ultrapassar alguns destes problemas, verificou-se a co-existência de duas estruturas de governança: uma 'formal', da qual fazem parte todos os órgão de governo, com um valor mais 'simbólico'; e uma estrutura 'paralela', constituída por órgãos mais ágeis, que gerem a universidade no dia a dia. Verificou-se terem sido vários os fatores a afetarem, negativa e positivamente, os SGD em ambas as instituições, tendo sido rotulados de "inibidores" e "determinantes", respetivamente. A pesquisa mostrou que, apesar de as estruturas de governança serem importantes para a implementação e funcionamento de um SGD, há outros fatores que precisam de ser levados em consideração, nomeadamente, o nível de comunicação e o nível de envolvimento dos atores no processo. Estes dois fatores são considerados relevantes para a integração bem sucedida de práticas de medição, reporte e gestão de desempenho. Esta integração, juntamente com outras mudanças que ocorreram em termos de governança, contribuirá certamente para que se passe de um sistema em que se governa o desempenho para um sistema em que se governa para o desempenho.

Similarly to what happened in many public organisations, universities have been facing increasing pressures to change, having to rethink their traditional forms of governance and management, putting a new emphasis on the implementation of performance management systems (PMS). Although there are several studies on performance, these have not focused on the use of performance information. Moreover, and even though a lot of changes happened in the governance of these institutions, there are few studies that relate governance and performance. Thus, this research aims at exploring how universities are measuring, reporting and managing performance and how governance structures relate to it. To achieve the research aim, a comparative study between Portuguese and British universities was conducted. Data was collected through the use of a qualitative methodology, being the methods used documentary analysis and semi-structured interviews to members of each institutionʼs governing and management bodies. Data analysis showed the inexistence of a fully integrated performance management system (PMS) at both institutions, mainly due to the lack of management practices. Indeed, despite some reports on the 'positive use' of performance information in both cases, some interviewees reported the 'nonuse' of the data collected, especially in relation to individual performance, and others the 'misuse' of that data, with practices of gaming and misrepresentation being reported. In order to overcome some of these problems, data showed the co-existence of two governance structures in both universities: a 'formal' structure, composed of all the governing bodies, with a more 'symbolic' role; and a 'parallel' structure, composed of more agile bodies that manage the university on a daily basis. Several factors were perceived to affect, either negatively or positively, PMS in both institutions, being labelled 'inhibitors' and determinants', respectively. The research showed that even though structures are important for the implementation and functioning of PMS, there are other factors that need to be taken into consideration when building a PMS, namely the level of communication and the level of involvement of different actors in the process. These two factors are regarded as particularly relevant for the integration of measurement, reporting and management practices. This integration of practices, together with other changes that started to occur in terms of governance, will most likely contribute to the desired move from performance management to performance governance, where instead of governing performance, institutions will be governing for performance.
description: Doutoramento em Ciências Sociais
URI: http://hdl.handle.net/10773/8820
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
CSPT - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
6106.pdf19.41 MBAdobe PDFview/open
Restrict Access. You can Request a copy!
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2