DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Dissertações de mestrado >
 Satisfação em enfermagem: comparação entre setor público e privado
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8792

title: Satisfação em enfermagem: comparação entre setor público e privado
authors: Maia, Neuza Diana Oliveira
advisors: Geraldo, Teresa
keywords: Gestão pública
Enfermagem
Clima organizacional
Satisfação profissional
Motivação profissional
Condições de trabalho
issue date: 2012
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A satisfação profissional, enquanto fenómeno, tem sido amplamente estudada e reconhecida como parte integrante dos cuidados e um indicador da sua qualidade. Porém, o atual contexto de pressão socioeconómica, com mudanças significativas no setor da saúde, quer financeira quer organizacionalmente, motiva a análise da influência destas medidas na satisfação dos profissionais. Delineou-se então este estudo quantitativo, cujo objetivo principal é comparar a ―Satisfação no Trabalho‖ dos enfermeiros que exercem funções no setor público e no setor privado. Analisou-se também a influência de algumas variáveis sociodemográficas e profissionais nessa satisfação. Para esse efeito, utilizou-se a ―Escala de Avaliação da Satisfação no Trabalho para Enfermeiros‖ (EAST-Enf) (Frederico e Loureiro, 2011), através de um inquérito on-line. Participaram 220 enfermeiros de todo o país (170 no setor público e 50 no setor privado), selecionados através do método de ―bola de neve‖. Os resultados evidenciam, em termos gerais, insatisfação dos enfermeiros com o seu trabalho. Esta é mais marcada nos índices ―Satisfação com Benefícios e Recompensas‖ e ―Satisfação com Promoção‖. Ao invés, é maior a ―Satisfação com Contexto de trabalho‖ e com a ―Satisfação no Relacionamento com a Equipa‖. Foi também avaliada a ―Satisfação com o relacionamento com o chefe‖ e a ―Satisfação com a comunicação‖. Não se verificou diferença na satisfação entre setor público e privado, com exceção da periodicidade dos aumentos salariais. Evidenciaram-se ainda correlações entre a satisfação (ou algumas das suas dimensões) e as variáveis: Idade, Habilitações Académicas, Categoria Profissional, Tempo de Serviço, Tipo de Instituição, Trabalho por turnos, Número de entidades empregadoras, Remuneração Mensal, Periodicidade dos aumentos e Pagamento de Incentivos. Conclui-se que o estatuto jurídico da instituição não exerce influência significativa na (in)satisfação no trabalho dos enfermeiros. Determinaram-se, no entanto, importantes implicações para a prática e gestão das unidades de saúde, nomeadamente a importância de considerar as características pessoais e profissionais dos enfermeiros na planificação das suas atividades diárias.

As phenomenon, professional satisfaction has been largely studied and recognized as a component part of care and also a quality indicator. However, the socioeconomical pression in the present context with significant changes in the health section, as financial or organizationally, induces the analysis of these measures in professionals‘ satisfaction. A quantitative study is then outlined with the main purpose to compare ―Work Satisfaction‖ of nurses who work in the public setor with those who work on private setor. It has also been studied the influence of some sociodemographic and professional variables Thus, it was used Work Satisfaction Evaluation Scale for Nurses (EAST - Enf) (Frederico & Loureiro, 2011), through an on-line inquiry where 220 Portuguese nurses have taken part in (170 in the public setor and 50 in private one) and they were chosen through the Snow ball method. Outcomes generally show an insatisfaction of nurses with their job. This is more significant on ―Satisfaction with Benefits and Reward‖ and with ―Satisfaction with Promotion‖ indexes. On the other hand, the ―Satisfaction with Work Context‖ and ―Satisfaction in Relationship with colleagues‖ is higher. ―Satisfaction with Chief Relationship‖ and ―Satisfaction with Communication‖ were also reassessed. There was no observed difference between public and private setor except periodicity of payment wage increse. Correlations between satisfaction – or some of its dimensions – and variables such as age, academic habilitation, professional category, seniority, kind of health institution, shift work, number of employer entities, mensal salary, wage increase periodicity and incentive payment were emphasized in this study. It can be concluded that the legal status of the institution does not have as significant influence through (un)satisfaction of nurses work. Yet, important implications were decisive to the practice and management of health units, namely the interest to consider nurses professional and personal characteristics in their daily activities planification.
description: Mestrado em Administração e Gestão Pública
URI: http://hdl.handle.net/10773/8792
appears in collectionsCSPT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
6153.pdf1.36 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2