DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Estudo da aplicabilidade de testes serológicos no diagnóstico de tuberculose em Portugal : o caso particular da tuberculose latente
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/724

title: Estudo da aplicabilidade de testes serológicos no diagnóstico de tuberculose em Portugal : o caso particular da tuberculose latente
authors: Ferreira, Carina Manuela Pinto
advisors: Neves, Margarida Correia
Correia, António Carlos Matias
keywords: Microbiologia
Microorganismos patogénicos
Bactérias
Tuberculose
Diagnóstico bacteriológico
issue date: 2008
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A Organização Mundial da Saúde estima que cerca de um terço da população mundial (2 biliões de pessoas) esteja infectada com Mycobacterium tuberculosis, na sua maioria com Tuberculose (TB) latente, representando um importante reservatório de reactivação da doença. Calcula-se que cerca de 10% das pessoas com TB latente desenvolve TB activa a um dado momento da vida, sendo que na maioria das situações acontece nos dois anos após a infecção. Torna-se portanto imperativo identificar as pessoas infectadas com TB latente, sendo este um passo muito importante para o controlo global da doença. Há mais de cem anos que o teste cutâneo da tuberculina é utilizado para o diagnóstico da TB latente e activa. Este teste explora a indução da resposta imunitária celular medindo a hipersensibilidade retardada à inoculação intradérmica de purified protein derivate (PPD). A combinação dos resultados do exame clínico, radiológico e bacteriológico com o teste PPD permitem em grande número de casos o diagnóstico diferencial entre TB activa ou latente. Infelizmente, este teste pode originar resultados falsos positivos uma vez que a PPD não é específica do M. tuberculosis sendo os principais componentes destas proteínas partilhados por micobactérias ambientais e outras estirpes do complexo M. tuberculosis, podendo dar origem a reacções cruzadas em pessoas vacinadas com BCG e/ou expostas a micobactérias ambientais. Ocorrem também resultados falsos negativos, principalmente em indivíduos infectados com VIH ou com outro tipo de doença que diminua a eficácia do sistema imunitário. È ainda de salientar que em pessoas curadas de TB no passado mantêm-se frequentemente positivas para o teste PPD. Assim, apesar da sua grande utilidade este teste tem fortes limitações tanto no diagnóstico de TB como na distinção entre TB activa ou latente. Existem dois testes comerciais que se baseiam na pesquisa de produção de INF-γ por linfócitos T: QTF-TB-Gold® e o T-SPOT-TB® que têm sido estudados para a sua aplicação no diagnóstico da TB latente, e pelo menos teoricamente, podem superar algumas limitações do teste cutâneo da tuberculina. Mas estes novos métodos carecem de condições laborais específicas (nem sempre possíveis nos centros de diagnóstico de TB em Portugal), são mais dispendiosos e exigirem formação adequada dos técnicos responsáveis pelo diagnóstico para a realização da metodologia. Torna-se assim fundamental melhorar o diagnóstico da TB latente e sendo o serodiagnóstico um método simples e rápido de efectuar e interpretar, é urgente avaliar o comportamento da resposta imunitária humoral na infecção latente, de forma a avaliar a utilidade destes testes no diagnóstico da TB latente. Os nossos resultados indicam que embora estes testes possam ser úteis, quando combinados com outras técnicas, na detecção da TB activa, não se adequam à detecção de indivíduos com TB latente. ABSTRACT: The World Health Organization estimates that one third of the world’s population (2 billion of people) is infected with Mycobacterium tuberculosis. The great majority of infected patients have latent Tuberculosis (TB), which represents an enormous reservoir of the disease. About 10% of the latent TB patients are estimated to develop active TB in their lifetime, the great majority within the first two years after infection. The ability to clearly identify infected individuals with latent TB represents a very important goal on the global TB control strategy. The tuberculin skin test (TST) evaluates the delayed hypersensitivity response to purified protein derivate (PPD), a set of antigens from M. tuberculosis. The combination of the results of the clinical, radiological and bacteriological examination with the TST allows, to a certain extent, to distinguish between active and latent TB. Unfortunately, a major limitation of the TST is the fact that PPD is a crude mixture of several antigens, many of which are shared among M. tuberculosis, M. bovis BCG and several non-tuberculous mycobacteria. As a result, a positive TST result might be due to a true infection with M. tuberculosis, prior vaccination, or due to expose to non-tuberculous mycobacteria. Negative results may also occur in M. tuberculosis individuals, mainly if co-infected with HIV or another type of immune-suppressive disease. Moreover, a certain proportion of individuals with past and cured TB, are still TST positive. Therefore, though it’s great utility, this test has important limitations as a tool to diagnose clearly active or latent TB. There are two commercial tests, for the diagnosis of TB, based on the observation that T cells of individuals sensitized with M. tuberculosis, release interferon-γ (INF-γ) upon in vitro stimulation with mycobacterial antigens: QTFTB- Gold® and the T-SPOT-TB®. The applicability of these tests has been evaluated for the diagnosis of the latent TB. Although promising in their potential applicability to identify latent TB patients, these methods require specific laboratory infrastructure (not always possible in TB diagnosis centres in Portugal), are expensive and required trained personnel to perform them. It is still at present essential to improve the diagnosis of the latent TB. As tests based on the detection of specific antibodies are frequently of simple and fast execution, we decided to evaluate the applicability of two serodiagnosis test to detect patients with latent TB. Our results indicate that although these tests may be useful, combined with the results of other techniques, to detected patients with active TB, they are not useful to identify latent TB patients.
description: Mestrado em Microbiologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/724
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2009001034.pdf9.4 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2