DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Secção Autónoma de Ciências da Saúde > CS - Teses de doutoramento >
 Imagens do envelhecimento e da velhice: um estudo na população portuguesa
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/6477

title: Imagens do envelhecimento e da velhice: um estudo na população portuguesa
authors: Cerqueira, Margarida de Melo
advisors: Sousa, Liliana Xavier Marques de
keywords: Gerontologia
Envelhecimento: Portugal
Qualidade de vida
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Este estudo visa identificar as imagens do processo de envelhecimento e da velhice, as imagens relacionadas com a preparação de um envelhecimento bem sucedido e compreender a relação entre as mesmas. Pretende-se ainda identificar possíveis linhas de intervenção que permitam modificar imagens da velhice e da sua preparação, capazes de promover activamente um envelhecimento bem sucedido. Optou-se por um estudo de desenho de carácter transversal, descritivocorrelacional, com recurso à técnica de análise quantitativa para correlações entre diferentes variáveis sócio-demográficas. A amostra compreende 800 sujeitos com idades compreendidas entre os 13 e os 87 anos, analisadas as seguintes variáveis sociodemográficas: idade, género, escolaridade, estado civil, ter ou não filhos, se trabalhou ou não com pessoas idosas e freguesia de residência (urbana ou rural). Os instrumentos utilizados foram duas escalas, a ImAge e a ImPreVe. Os principais resultados indicam que: a) os sujeitos que manifestam imagens positivas tendem a preocupar-se com a preparação da velhice, a viver no presente mas também a planear o seu futuro; b) os sujeitos que manifestam imagens negativas da velhice e do envelhecimento também tendem a preocupar-se com a preparação da velhice, a focalizar-se no futuro; c) os sujeitos que manifestam imagens ambivalentes (positivas e negativas, onde há ganhos e perdas em simultâneo) tendem a considerar a preparação como pouco importante; d) são os sujeitos mais velhos e com menor escolaridade quem tende a manifestar imagens negativas e a valorizar a preparação da velhice. A promoção de um envelhecimento bem sucedido deve incidir nas dimensões individual, familiar, social e institucional, com vista à alteração de imagens irreais e baseadas em estereótipos ou preconceitos (sejam positivas ou negativas), ajustadas à realidade do normal processo de envelhecimento. Impõe-se uma mudança dessas imagens, desmistificando a sua conjugação com o envelhecimento patológico e promover activamente estratégias adequadas a cada perfil para a promoção de um envelhecimento bem sucedido.

This study aims to identify general imagery about old age and the ageing process and about preparing that stage successfully, as well as to understand the existing connections between them both. It also aims to identify available paths of intervention, in order to change the actual ideas on old age and promote the best way to successfully anticipate it. The designed format is characterized by a transversal and descriptivecorrelative method based on the quantitative analyses, so that the connections between socio-demographic variants can be established. The sample has focused on 800 individuals with ages between thirteen and eighty-seven years and on the following items: age, gender, education, marital status, children, previous work with the elderly and place of residence (urban or rural). Two scales were applied, ImAge and ImPreVe. Major evidence point to: (i) individuals who display positive images of aging and old age tend to live a full life and engage themselves in planning their future; (ii) individuals who display negative images also tend to concern about planning old age; (iii) individuals who display ambivalent images (positive and negative ones, gain and loss occurring simultaneously) tend to disregard future planning; (iv) older and less educated individuals tend to display negative images and concomitantly to value old age planning. Preparing successful ageing and old age must centre on individual, familiar and structural dimensions all together in order to alter illusory, stereotyped or biased imagery (whether positive or negative) and subsequently adjust them to the natural ageing process. It seems important to have those representations rebuilt and untied from pathological ageing and to actively promote strategies that fit individual characteristics, so that ageing becomes a well-succeed phase of life.
description: Doutoramento em Ciências da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10773/6477
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
CS - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
tese_margarida.cerqueira_out2010.pdf4.68 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2