DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ambiente e Ordenamento > DAO - Dissertações de mestrado >
 Ozono no nordeste transmontano : problema local ou regional?
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/536

title: Ozono no nordeste transmontano : problema local ou regional?
authors: Silva, Carla Maria dos Santos Gama da
advisors: Nunes, Teresa Filomena Vieira
keywords: Engenharia do ambiente
Ozono atmosférico
Poluição fotoquímica
issue date: 2008
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A estação de qualidade do ar de Lamas de Olo tem vindo a registar, desde a sua entrada em funcionamento em 2004, elevados níveis de concentração de ozono, contribuindo com uma percentagem significativa para o número total de excedências registadas a nível nacional. Esta estação é a única existente na Zona Norte Interior, situando-se em pleno Parque Natural do Alvão, a 1086 m de altitude. A série de concentrações de ozono registadas nesta estação exibe um comportamento anual caracterizado pela presença de um máximo das concentrações médias mensais durante a Primavera (Abril), característica comum a muitas outras estações remotas do Hemisfério Norte. Contudo, é durante o Verão que se verificam os maiores picos de concentração horária, resultado das condições atmosféricas e meteorológicas que se verificam neste período, que promovem a ocorrência de episódios de poluição fotoquímica. Para avaliar a contribuição do transporte de longa distância nos níveis de concentração de ozono, simularam-se através do programa HYSPLIT os percursos descritos pelas massas de ar 96 horas antes da sua chegada a Lamas de Olo. Para conferir validade estatística ao estudo, as trajectórias foram agrupadas consoante a sua semelhança, através de um algoritmo de clustering do tipo “bottom-up”. Para cada cluster calculou-se a concentração média de ozono associada. Os resultados mostram uma influência significativa dos padrões de trajectória nas concentrações de ozono, especialmente durante o Verão. Massas de ar provenientes de Espanha, França, Reino Unido e Países Baixos, bem como massas de ar que apresentem elevado tempo de residência no norte da Península Ibérica, dão origem em média a concentrações mais elevadas de ozono do que as provenientes do Oceano Atlântico. Este aspecto reflecte a importância da produção fotoquímica ao longo de processos de transporte de grande escala (escala regional / global), relacionada também com os inputs de poluentes que as massas de ar recebem ao longo do seu trajecto. Contudo, os vários dados analisados neste trabalho evidenciam também uma forte influência “local” nos níveis de ozono registados, uma vez que as características geográficas da estação (altitude, localização rural) são propícias ao registo de elevados níveis de concentração de ozono. ABSTRACT: In the past four years, measurements taken at Lamas de Olo measurement site showed high ozone levels. This remote site, located in the middle of Alvão Natural Park, 1086 m asl, plays a significant role on the total amount of exceedances registered in Portugal. The annual cycle of ozone concentrations recorded at this measurement site is characterised by a spring maximum (peaking during the month of April) which is a common feature at background sites in the Northern Hemisphere. Nevertheless it is during the Summer that the hourly concentrations are higher, due to the typical atmospheric and meteorological conditions which promote photochemical pollution episodes. Air masses back trajectories 96 hours before the arrival at the background station were simulated using HYSPLIT. A “bottom-up” cluster methodology was used to group trajectories into clusters according to their characteristics, and ozone mean levels were calculated for each cluster. This allowed to evaluate the role of long-range transport on the ozone levels recorded at Lamas de Olo. The results show a significant influence of the transport path on ozone concentrations, especially in the summer. Air masses from Europe (Spain, France, United Kingdom, etc.) generally originate higher ozone levels than the ones arriving from the Atlantic Ocean. This feature shows the role of photochemical production along long-range transport phenomena, and the input of pollutants into air masses, along their path. This study also suggested that the ozone levels are affected by the characteristics of the assessed site. The geographic location of Lamas de Olo (altitude, remote site) promotes the recording of high ozone levels.
description: Mestrado em Engenharia do Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10773/536
appears in collectionsDAO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2009000519.pdf21.8 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2