DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 Desenvolvimento do pensamento ético no contexto da formação inicial dos enfermeiros
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4714

title: Desenvolvimento do pensamento ético no contexto da formação inicial dos enfermeiros
authors: Pinto, Cristina Maria Correia Barroso
advisors: Abreu, Wilson Jorge Correia Pinto
Tavares, Maria Isabel Lobo de Alarcão e Silva
keywords: Ensino da enfermagem
Formação inicial: Porto (Portugal)
Ética médica
Ética profissional
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A prestação de cuidados de saúde coloca os novos enfermeiros face a situações complexas que exigem a mobilização de um conjunto de saberes próprios a fim de poderem responder de modo eficaz à diversidade, imprevisibilidade e singularidade de cada situação da prática clínica. Os ensinos clínicos são momentos determinantes na formação dos enfermeiros, pois são simultaneamente momentos de transformação de saberes, de aquisição da profissionalidade e de desenvolvimento de perfis de competências. Estas três dimensões fomentam a consciencialização do estudante para assumir novos papéis, através do confronto com situações concretas de saúde e de doença. É também neste confronto com as situações reais que surgem conflitos que envolvem valores, atitudes e emoções. Trata-se de momentos difíceis, geradores de stress, mas de importância fundamental para o desenvolvimento do processo de pensamento e construção do juízo ético. Analisar o processo global de construção do pensamento ético como sistema de desenvolvimento humano nos estudantes de enfermagem, contribuindo para a construção de saberes dirigidos para as estratégias que poderão influenciar a aprendizagem da ética no contexto da formação inicial dos enfermeiros, foi a nossa principal preocupação. Realizamos um estudo etnográfico, tipo estudo de caso, inserido numa metodologia multimétodo (quantitativa e qualitativa), na Escola Superior de Enfermagem do Porto. A investigação decorreu em três tempos distintos. Num primeiro momento, foi identificada a orientação moral dos estudantes através da aplicação de um questionário (EPQ); num segundo tempo, foi efectuada uma observação participante no sentido de identificar as formas de pensamento dos estudantes e os factores que as influenciaram ou dificultaram; num terceiro momento, foram realizadas entrevistas de forma a clarificar e aprofundar as informações recolhidas. No tratamento da informação emergiram seis dimensões de análise (contexto da prática, trajectórias da aprendizagem, influência dos modelos da prática, dinâmicas de tutoria - supervisão - e desafios de ordem ética) que nos permitiram compreender a natureza das situações éticas e os padrões de resposta dos estudantes face a essas situações, a influência do ensino da ética e também os factores influenciadores das formas de pensamento ético. A análise dos resultados revelou que, ao longo do curso de enfermagem, os estudantes desenvolvem o seu pensamento ético numa interacção recíproca de si próprios como pessoas activas (estudante) e o ambiente (contexto), onde se encontram em permanente crescimento (desenvolvimento humano), sendo que o ambiente se encontra também em constante transformação. Isto ocorre num movimento crescente, que se inicia com o “aprender a pensar” através do conhecimento acumulado (saber teórico) que lhes permite desenvolver uma actuação através do “aprender fazendo” (saber prático) de modo a atingirem com sucesso a transição para o mundo do trabalho. Tal como qualquer outro processo, o desenvolvimento do pensamento acontece em paralelo com a construção da aprendizagem, segundo etapas ou fases, que caracterizamos como: maturação, consolidação e autonomização. Ao longo do trabalho foram identificados aspectos fundamentais que carecem de reflexão e mudança nos contextos da formação inicial dos enfermeiros, cuja influência é preponderante no desenvolvimento do pensamento ético, dos quais salientamos: a nível da formação (contextos de ensino, processos supervisivos e formação de supervisores) e a nível do currículo (Plano de Estudos).

In the provision of health care new nurses are faced with complex situations that require the mobilization of a set of specific knowledge which enable them to respond effectively to diversity, unpredictability and singularity of each clinical practice situation. So, clinical teaching is a decisive moment in nurses’ training, being a moment of knowledge transformation as well as a moment of professional identity and skills profiles development. These three dimensions foster the student’s awareness to assume new roles, through the confrontation with real health and disease situations. It is also in this confrontation of real situations that conflicts involving values, attitudes and emotions arise. Although these are difficult and stressful times, they are of extreme importance for the development of the thinking process and the construction of the ethical judgment. Our main concern was to analyze the holistic construction process of the ethical thought in nursing students as a system of human development, contributing to the development of knowledge oriented to strategies that may influence the ethics learning in the context of initial nursing training. We conducted an ethnographic case study imbedded in a multimodal methodology based on quantitative and qualitative methods at the Nursing School of Porto. The research took place in three different moments. At first, we identified the students’ moral orientation through the application of a questionnaire (EPQ). Secondly, an active / participant observation was carried out to identify the student’s ways of thinking and the factors that favored or hindered them. Finally, interviews were conducted in order to clarify and deepen the information gathered. Six dimensions of analysis emerged during the information processing task (the practice context; the learning paths; the influence of practice models; the dynamics of mentoring, supervision and ethical challenges). These dimensions allowed us to understand not only the nature of ethical situations and the student´s response patterns when coping with such situations, but also the influence of ethics teaching as well as the factors that influenced the forms of ethical thought. The results analysis showed that throughout the nursing course students develop their ethical thinking through a reciprocal interaction of themselves as active people (students) and the constantly changing environment (context) in which they are also permanently growing (human development). This occurs in a growing movement that begins with “learning to think” through the accumulated knowledge (theoretical knowledge) which helps them to develop a performance through learning by doing (practical knowledge) in order to achieve a successful transition into the working world. Like any other process, the thinking happens in parallel with the learning construction, according to stages or phases which we characterize as maturation, consolidation and empowerment. Throughout this work, key issues were identified which require reflection and change in the nurses’ initial training contexts whose influence is prominent in the ethical thinking development, from which we emphasize the training (teaching contexts, supervised processes and supervisors training) and the curriculum (syllabus).
description: Doutoramento em Didáctica e Formação
URI: http://hdl.handle.net/10773/4714
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
tese.pdf3.85 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2