DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Caracterização físico-química e microbiológica de solos e águas da Ilha de Porto Santo
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4307

title: Caracterização físico-química e microbiológica de solos e águas da Ilha de Porto Santo
authors: Moreira, Helena Maria Gomes
advisors: Santos, Conceição
Mendo, Sónia
keywords: Microbiologia molecular
Caracterização dos solos - Ilha de Porto Santo (Arquipélago da Madeira, Portugal)
Erosão do solo - Ilha de Porto Santo (Arquipélago da Madeira, Portugal)
Interacção solo-água
Microbiologia do solo - Ilha de Porto Santo (Arquipélago da Madeira, Portugal)
issue date: 2006
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A Ilha de Porto Santo é a segunda maior ilha do arquipélago da Madeira (Portugal) e viu o seu coberto vegetal, nos últimos séculos, alterado de forma praticamente completa, devido a actividades antrópicas. Esta alteração do coberto vegetal, aliada a uma geologia dominada por solos sedimentares e arenosos e a condições meteorológicas relativamente pouco pluviosas, traduzse, hoje, numa acentuada desertificação e erosão que urge combater. Foi efectuado um estudo preliminar das características físico-químicas e microbiológicas de amostras de solos, principalmente daqueles que estão, ou poderão vir, a ser alvo de reflorestação, e amostras de águas de alguns recursos hídricos da Ilha. Este trabalho foi realizado no âmbito de um projecto mais vasto de investigação intitulado "Reflorestação da Ilha de Porto Santo usando plantas autóctones, regeneradas in vitro e adaptadas a stress hídrico" (Projecto REI), que envolveu ainda outras componentes de estudo agroflorestais. Para além da caracterização de solos e águas, foram também efectuadas análises ao conteúdo elemental, hídrico e orgânico de amostras vegetais, de porte arbóreo, presentes nas zonas de recolha das amostras de águas. No que diz respeito as amostras de solo recolhidas, verificou-se uma heterogeneidade considerável na composição calcária (que variam entre 1 % e 79 % de CaC08).Todas apresentam teores muito baixos em matéria orgânica (entre 0.2 % e 1.3 %). Os teores totais em fósforo e em potássio revelaram-se baixos, o que aponta para solos pobres em macronutrientes. Não foi identificada qualquer correlação directa entre o teor destes elementos nas amostras de solos e de águas estudadas. No entanto, todas apresentam carácter químico básico (com o pH a variar entre 7.55 e 8.75 para as águas, e 8.51 e 10.02 para os solos). Em termos microbiológicos, os valores de abundância bacteriana e fúngica nas amostras de solos estão abaixo daqueles encontrados para um solo fértil, o que provavelmente se deve ao facto dos solos da ilha serem pobres em matéria orgânica. As amostras apresentam também pouca biodiversidade, sendo as bactérias Atihrobacter spp. e Aureobacterium spp.1 Corynebacterium aquaticum e o fungo Penicilliurn os organismos mais representativos. Quanto as águas analisadas verificou-se estarem, na generalidade, dentro dos critérios de qualidade para águas de rega.

Porto Santo is the second biggest island in the Madeira archipelago (Portugal). Its forest has undergone deep, if not complete changes over the last centuries due to anthropic activities. These changes together with the very scarce rain and the fact that, from a geological perspective, the island is mainly composed of sedimentary and sandy soils, have led to the current situation of deep desertification and erosion, a process that has to be rapidly reversed. A preliminary study has been undertaken in order to determine the physical, of soil and waters samples from different places, where there have been, or may be, reforestation attempts. This work has been pari of a major research project entitled "Reforestation of the island of Porto Santo using autochthonous plants which have been h vitro regenerated and adapted to hydric stress" (the REI project), which also included other agroforestal studies. Besides soils and waters composition, it was alço analysed the elemental, organic matter and hydric content of arborescent vegetable samples, found in the same areas where water samples have been collected. As to the soil, it has become evident, from a thorough analysis of all the samples, that there is considerable heterogeneity in their calcareous composition (between 1 to 79 % of Caco3,. All the collected samples showed very low organic matter levels (between 0.2 and 1.3 %). The total phosphorus and potassium levels are low, which points to poor soils in what concerns to macronutrients. No correlation between the level of these elements in the soil samples and in the water samples has been identified. Yet, both sorts present a basic chemical character (with their pH varying from 7.55 to 8.55 in the water samples and from 8.75 to 10.02 in the soil samples). Microbiologically, the levels of bacteria and fungus abundance in the soils samples are below those usually found in fertile soils, which is probably due to the fact that these soils are poor in organic matter. The samples also present low diversity, being Arthrobacterspp. and Aureobacterium spp.1 Colynebacterium aquaticum the most representative ones. As to the quality of the analysed waters, we have found that it corresponds, in general, to the quality standards established for irrigation waters.
description: Mestrado em Microbiologia Molecular
URI: http://hdl.handle.net/10773/4307
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
4486.pdf9.76 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2