DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 Aprendizagem e representações da língua portuguesa por lusodescendentes
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4306

title: Aprendizagem e representações da língua portuguesa por lusodescendentes
authors: Oliveira, Rosa Maria Marques Faneca de
advisors: Ançã, Maria Helena
keywords: Sociolinguística
Ensino da língua materna: França
Ensino de uma segunda língua: França
Língua portuguesa
Identidade cultural
Associações
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O papel da língua portuguesa (LP) em contexto migratório não tem ocupado as agendas investigativas; os estudos existentes não focam a natureza da LP dentro das próprias Associações nem a forma como elas colidem ou são consistentes com as representações dos membros das comunidades e com as representações dos professores e lusodescendentes que circulam dentro das próprias Associações. Neste estudo, colocamos o enfoque no ensino-aprendizagem da LP em contexto associativo em França (região parisiense) - mais concretamente, na transmissão de uma história e de uma língua ao longo de três gerações de lusodescendentes, tendo como referência um território de origem – real ou imaginário. Visamos, em particular, mais em concreto, mostrar como a LP, em contacto com outra língua, evolui de forma mais ou menos (des)equilibrada, criando um sistema linguístico híbrido que o ensino-aprendizagem, em contexto alargado, procura preencher. As relações entre práticas langagières e processos de identificação dos jovens da região parisiense foram analisadas na dialéctica do Mesmo e do Outro com o principal intuito de problematizar a forma como os lusodescendentes vivem as representações linguísticas de (des)valorização que o Outro concebe e lhes reenvia. Os dois pólos de referência identitária – o país de origem da família e a França – parecem atrair-se e repelir-se. Para além disso, da análise das referidas práticas langagières, sobressai um bricolage identitário e linguístico permanente, que se acomoda a uma vivência por vezes difícil de assumir. Procedemos à identificação dos diferentes factores: o estatuto da LP em contexto associativo e as suas dimensões ideológicas; os objectivos do ensino-aprendizagem; o perfil linguístico do lusodescendente e a construção do conhecimento profissional dos professores que aí leccionam, que informa e fundamenta as suas práticas, o que vem configurar um processo de elevada complexidade. No âmbito desta investigação mista (qualitativa e quantitativa), levada a cabo, desde 2003, é, assim, nossa intenção, evidenciar a produtividade da investigação sobre esta temática, no sentido de problematizar a consciencialização do ensino-aprendizagem da LP. Como conclusões principais salientamos o papel inquestionavelmente relevante das Associações no desenvolvimento das competências de compreensão e comunicação em LP, mas que carecem de reconhecimento e de apoio orçamental. Estas são objecto de diversas polémicas, acusadas de serem a causa do encerramento de turmas de português no sistema educativo oficial francês e catalogadas de exclusão e isolamento. Este ensino-aprendizagem quer valorizar a partilha de um contexto sociocultural que permite aos lusodescendentes a interacção e a comunicação como também uma certa valorização da identidade cultural portuguesa extra muros. As Associações trabalham a motivação dos lusodescendentes para que estes não abandonem nem a língua nem a cultura. Terminamos procurando, de algum modo, dar um contributo, quanto ao ensino da LP, na valorização e promoção do seu ensino nas Comunidades.

The role of the Portuguese language (PL) in migratory contexts has not been the main object of research agendas; existing studies do not focus the nature of the PL or event the way these collide or are consistent with the representations of community members, teachers and Portuguese descendents that circulate inside the associations. In this study, we address the teaching and learning process of the PL in the French associative context (Parisian region), more specifically, we focus on the transmission of a history and a language over three generations of Portuguese descendents, having as reference a – real or imaginary – original territory. In particular, we aim at showing how the PL, while in contact with another language, evolves in a more or less (un)balanced way, creating a hybrid linguistic system which the teaching and learning process in a wider context tries to fulfil. The relationships between the langagière practices and the identitary processes of the teenagers from the Parisian region were analysed by looking into the dialectics between the Self and the Other with the main purpose of exploring the way the Portuguese descendents experience the linguistic representations of (de)valuation that the Other conceives and sends them. The two poles of identitary reference – the country of origin of the family and France – seem to attract and repulse reach other. Besides that, from the analysis of the abovementioned langagière practices, we notice a constant identitary and linguistic bricolage, which accommodates to an experience sometimes hard to assume. We have identified the different factors: the status of the PL in associative context and its ideological dimensions; the objectives of the teaching and learning of the PL; the linguistic profile of the Portuguese descendent and the development of the professional knowledge of the teachers who work at the associations, which lays the foundations and substantiates their practices, and which configurates a process of highly complexity. Within the scope of this mix research (qualitative and quantitative), developed since 2003, it is our aim to evince research productivity on this topic, in the sense of problematizing the awareness of the teaching and learning of the PL. As main conclusions, we highlight the unquestionable role of the associations in the development of the comprehension and communicative competences in the PL, which need, however, both acknowledgment and financial support. These are subject of several controversies, accused of causing the closing of Portuguese classes in the French education system and categorised of exclusion and isolation. This teaching and learning process aims at valuing the sharing of a sociocultural context which allows the Portuguese descendents to interact and communicate, as well as a certain promotion of the Portuguese cultural identity beyond walls. The associations work on Portuguese descendents’ motivation, so that these do not neglect either the language or culture. We finish by trying to provide a contribution for the teaching of the PL, in relation to the valuation and promotion of its teaching and learning in the Communities.
description: Doutoramento em Didáctica
URI: http://hdl.handle.net/10773/4306
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
tese.pdf2.45 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2