DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Avaliação em português no 9º ano e o desafio da literacia (2000-2009)
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3605

title: Avaliação em português no 9º ano e o desafio da literacia (2000-2009)
authors: Marques, Rita Maria Pires Antunes dos Santos Luís
advisors: Coelho, Carlos Meireles
keywords: Ensino da língua materna
Língua portuguesa
Ensino básico 3º ciclo - Portugal
Avaliação da educação
Avaliação de currículos
Avaliação dos alunos
Eficácia da escola
Resultados da educação
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Em 2000, os alunos portugueses de 15 anos foram submetidos a uma avaliação do PISA (Programme for International Student Assessment) as competências de literacia em contexto de leitura, revelando desempenhos modestos, abaixo da média dos países da OCDE. A avaliação destes resultados originou também preocupações de caráter didático, relevantes para a língua portuguesa, visíveis na urgente reformulação curricular que deu origem ao CNEB (Currículo Nacional do Ensino Básico), e na implementação dos exames nacionais de língua portuguesa em 2005, como necessidade em aferir critérios a nível nacional. Entretanto, os programas de Lingua Portuguesa de 1991 têm estado (administrativamente) em vigor até 2009, embora os exames nacionais já não os avaliem e sejam conhecidos novos programas de Português do ensino básico que ainda não estão em vigor mas que os suportam. Pretende-se analisar o modo como a escola portuguesa procura responder ao desafio da literacia, em tempos de mudança curricular, com base nos resultados da avaliação em português no 9.O ano (testes PISA e exames nacionais) e numa experiência piloto pré-experimental concretizada com uma amostra de 30 alunos do 9.O ano.

In 2000, 15-year-old Portuguese students were submitted to a PISA (Program for International Student Assessment) assessment of literacy skills in reading, revealing a modest performance below the average of the OECD countries. The evaluation of these results also led to didactic concerns regarding the Portuguese language, visible on the urgent curriculum reform that gave rise to the CNEB (National Curriculum for Basic Education) and the implementation of national exams for the Portuguese language in 2005, as a need to benchmark criteria at the national levei. Meanwhile, the 1991 Portuguese language syllabuses were (administratively) in effect until 2009, even though the national exams had already stopped evaluating them. There are new syllabuses for the Portuguese Basic Education. which are not yet in force. although they already inform those exams. We aim at examining how the Portuguese school tries to tackle the challenge of literacy in a time of curricular change, based on the evaluation results in the Portuguese language in the 9Ih year (PISA tests and national exams) and on a pre-experimental pilot experlence carried out with a sample of 30 students of the 9Ih grade.
description: Mestrado em Ciências da Educação - Formação Pessoal e Social
URI: http://hdl.handle.net/10773/3605
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
4503.pdf1.08 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2