DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Teses de doutoramento >
 Representações estudantis da avaliação das instituições de ensino superior público
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3478

title: Representações estudantis da avaliação das instituições de ensino superior público
authors: Cardoso, Sónia Cristina Miranda
advisors: Silva, Cláudia Sofia Sarrico Ferreira da
keywords: Ensino superior
Avaliação da educação
Alunos do superior
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: De entre as profundas mudanças que têm marcado a vida das instituições de ensino superior (IES), em especial, nas últimas três décadas, a adaptação à ‘filosofia’ e práticas da avaliação constitui, talvez, uma das mais preponderantes. Induzida, regra geral, pelo Estado, e organizada em componentes, de certo modo, comuns à maioria dos países da Europa ocidental, a avaliação orienta-se para a aferição do desempenho das instituições e, sobretudo, da sua qualidade. Tal como implementado em Portugal (1995-2005), este processo particular de regulação e controlo institucional, direccionado para os cursos de graduação, conta com a participação de vários actores, diferentemente posicionados em relação à definição política e desenvolvimento da avaliação. Entre estes actores, embora constituam uma das principais razões pelas quais a avaliação é realizada, os estudantes são os que menor poder detêm face à sua implementação. Sustentado no quadro teórico-conceptual proporcionado pela teoria das representações sociais, este estudo pretende, mediante a análise do conteúdo das representações que os estudantes elaboram sobre a avaliação, indagar sobre os contornos que emolduram a sua relação com este processo. Para tal, foram eleitos como objecto de análise, os estudantes de duas IES portuguesas. Com base em estratégias qualitativas de recolha de informação, foram realizadas cento e duas entrevistas semi-estruturadas. O tratamento do conteúdo dos dados recolhidos, realizado com base na análise de conteúdo temático-categorial, permitiram extrair as seguintes conclusões principais: 1. Os estudantes assumem atitudes tendencialmente positivas face à noção e implementação da avaliação das IES, como resultado da legitimidade que lhe reconhecem, conectada, essencialmente, com razões instrumentais (incremento da qualidade das instituições, cursos e docência e, em última instância, promoção da sua futura integração no mercado de trabalho); 2. Estes actores surgem, contudo, tanto em termos sócio-cognitivos como de experiência ‘prática’ do processo, numa posição de distância máxima em relação à avaliação; 3. Esta distância emerge como resultado da ausência de estratégias institucionais que visem integrar os estudantes na avaliação, da experiência que estes actores acumulam em relação a este processo, e da posição que ocupam no campo institucional (moldada pela sua relação face aos principais loci de poder e tomada de decisão institucional e académica); 4. Talvez como resultado desta distância, os estudantes tendem a elaborar as suas representações com base em quadros referenciais sustentados no conhecimento e experiência de outros formatos avaliativos que não a avaliação de cursos, reproduzindo, em grande medida o discurso político que legitima a avaliação, com base na retórica managerialista.

Amongst the deep changes which have been affecting higher education institutions (HEIs), especially over the last thirty years, the adaptation to evaluation ‘philosophy’ and practices constitutes, perhaps, one of the most prevailing ones. Generally induced by State and organized in components somehow familiar to the majority of Western European countries, evaluation is directed at institutions performance assessment and particularly at their quality. As it has been implemented in Portugal (1995-2005), this particular process of institutional regulation and control, focused on undergraduate degrees, relies on the participation of several actors, differently positioned in relation to its definition and development. Although they compose one of the major reasons why evaluation is carried out, students are, amidst these actors, those who have less power regarding its implementation. Based on the theoretical and conceptual framework offered by social representations theory, this study intents on examining the configurations of students’ relation to this particular process by analysing the content of the representations they elaborate on evaluation. In order to accomplish this goal, we have defined, as our research object, students from two Portuguese HEIs. Based on qualitative strategies of data gathering, we have performed one hundred and two semi-structured interviews. The content analysis of this data led to the following major conclusions: 1. Students tend to assume positive attitudes towards the notion and implementation of HEIs’ evaluation, because of the legitimacy they ascribe to it, resulting, essentially, from instrumental reasons (institutions, undergraduate degrees and teaching quality increase and, ultimately, their future integration in the labour market); 2. Nevertheless, these actors appear in a position of maximum distance in relation to evaluation, both in socio-cognitive terms, and in terms of their ‘practical’ experience in the process; 3. This distance emerges as a result of the absence of institutional strategies aiming at students’ integration in evaluation, of the experience these actors accumulate within this process, and finally of the position they occupy in the institutional field (shaped by their relation to the major institutional and academic decision-making and power loci); 4. Probably resulting from this distance, students tend to elaborate their representations on the basis of reference frameworks of knowledge and experience of other evaluation formats, rather than undergraduate degrees evaluation, hence reproducing, to a great extent, the political discourse which legitimizes evaluation based on the managerialist rhetoric.
description: Doutoramento em Ciências Sociais
URI: http://hdl.handle.net/10773/3478
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
CSPT - Teses de doutoramento

files in this item

file sizeformat
2009001207.pdf3.99 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2