DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Dissertações de mestrado >
 English as medium of instruction in Finland and in Portugal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3468

title: English as medium of instruction in Finland and in Portugal
authors: Santos, Ana Sofia Ribeiro dos
advisors: Rodrigues, Carlos José
Goedegubuure, Leo
keywords: Ensino superior
Administração do ensino
Língua inglesa
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Esta tese explora o tema do Inglês como língua de instrução no ensino superior europeu, através da comparação de dois países, Portugal e Finlândia. Duas universidades (a Universidade de Aveiro e a Universidade de Tampere) foram seleccionadas como estudos de caso. A investigação segue uma metodologia qualitativa aplicada às especificidades de um estudo comparativo, e a recolha de dados foi feita através de análise documental, bem como de entrevistas em ambas as instituições. A revisão da literatura sobre o tema sugere que o Inglês como língua de instrução está associado à internacionalização, à globalização e à Europeização, e tais conceitos são esclarecidos. A política de língua no contexto Europeu e sua definição também é debatida. O neo-institucionalismo é o suporte teórico em torno do qual os dados são organizados, e consideramse os mecanismos coercivos, miméticos e normativos ao analisar os racionais, as condições e os efeitos da introdução de programas ministrados em língua inglesa. Os documentos nacionais e análise política de ambas as instituições revelam que a internacionalização do ensino é cada vez mais proeminente em ambos os países e que o processo de Bolonha adjuvou a sua importância, mas que a acção governamental no caso da Finlândia é determinante no número elevado de cursos ministrados em Inglês. No entanto, ambos os países têm igual participação no programa de mobilidade Erasmus Mundus, o revela que as forças supranacionais também contribuem para o aumento de programas em língua inglesa, através da importância crescente do prestigio e do posicionamento internacional que levam as instituições a iniciar estes programas. No entanto, se isomorfismo mimético pode ser perceptível na propagação do inglês como língua de instrução, a análise também revela que as características culturais, cognitivas têm ainda uma forte influência na adopção e adaptação de tais programas, e o caso Português revela uma preocupação visível com a diversidade linguística e com a promoção da língua portuguesa, e caso finlandês destaca uma abordagem mais pragmática da introdução destes cursos, devido aos desenvolvimentos recentes na legislação educacional do país. Por fim, a necessidade de mais investigação nesta área é ressaltada, especificamente a oportunidade de um estudo quantitativo nacional, no caso Português, e também de um estudo sobre ensino de línguas estrangeiras no ensino superior nos dois países. ABSTRACT: This thesis explores the topic of English medium of instruction in European higher education, by comparing two countries, Portugal and Finland. Two universities (the University of Aveiro and the University of Tampere) were selected as case studies. Research follows a qualitative methodology applied to the specificities of a comparative design, and data collection was made through documentary analysis as well as interviews in both institutions. Literature review on the topic suggested that English medium instruction is associated with internationalisation, globalisation and Europeanisation, and such concepts are clarified. Language policy in European context and its definition is also debated. Neo-institutionalism is the theoretical support for data organisation and the mechanisms of coercive, mimetic and normative forces are considered when analysing the rationales, conditions and effects of the introduction of English Degree Taught Programmes. National reports and policy analysis of both institutions reveal that internationalisation of teaching is increasingly important in both countries and that the Bologna process was a touchstone to it, but that governmental action in the Finnish case is determinant in the prominent number of English Taught Degree Programmes. However, both countries have equal participation in the mobility programme Erasmus Mundus, which reveals the extent to which supranational forces also contribute to the increase of English medium instruction, through the growing importance of quality, benchmarking and international positioning that lead institutions to launch these programmes. However, if mimetic isomorphism can be perceived partially in the spread of English medium instruction, the analysis also reveals that cultural-cognitive features still have a strong influence in the adoption and adaptation of such programmes, as the Portuguese case reveals a visible concern with language diversity and promotion of the Portuguese language, and the Finnish case highlights a more pragmatic approach to English degree language programmes, due to recent developments in educational regulations. Finally, the need of more research in this area is stressed, specifically the need of a national quantitative study in the Portuguese case, and also the need of a study on foreign language education in higher education in both countries.
description: Mestrado em Ensino Superior - Erasmus Mundus
URI: http://hdl.handle.net/10773/3468
appears in collectionsCSPT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2010001756.pdf959.55 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2