DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Dissertações de mestrado >
 O vidro na ciência e na arte : discursos partilhados
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3362

title: O vidro na ciência e na arte : discursos partilhados
authors: Monteiro, Paulo António da Costa
advisors: Oliveira, Rosa Maria
Magalhães, Maria Clara Ferreira
keywords: Ciência dos materiais
História do vidro
Vidro
Tecnologia do vidro
Fabrico do vidro
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O presente trabalho pretende contribuir para o entendimento das relações entre a Arte e a Ciência através dos objectos e técnicas do vidro, criados e desenvolvidas ao longo dos séculos pelos artistas numa busca do aperfeiçoamento e da expressão. A evolução do vidro ao longo de 5000 anos vem no sentido da adaptação às solicitações técnicas colocadas pelos criadores de objectos em vidro que no reconhecimento das suas propriedades físicas como dureza, resistência, condutibilidade e fragilidade alargam o leque de aplicações à medida que a ciência aprofunda o conhecimento dos materiais. O vidro é considerado por muitos investigadores como um líquido arrefecido, amorfo, adquirindo propriedades plásticas quando fundido, tornando-se maleável. Na Idade Média o vidro de Veneza tornou-se conhecido em toda a Europa e, nos séculos XV e XVI, a sua fabricação atingiu grande perfeição em ornamentação e técnica. Com a industrialização, o vidro passou a ser amplamente utilizado através da mecanização e da produção em série. No domínio do vidro artístico a componente manual revela-se decisiva à medida que são introduzidos no mercado, novos materiais e novas tecnologias de fabrico. É contudo, através de objectos de grande qualidade artística e material que o vidro se revela no seu esplendor. O vidro tem tido um papel determinante nas ciências, proporcionando a criação de instrumentos nas variadas áreas do conhecimento científico particularmente na química. O vidro, permitiu também investigar e mostrar a estrutura do sistema solar e apresentado por Nicolau Copérnico e Galileu Galilei. Em Portugal surgiram grandes centros vidreiros dos quais se destaca Oliveira de Azeméis, Ílhavo e a Marinha Grande. A diversificação de empresas e produtos associados ao vidro fizeram surgir durante dois séculos e meio grandes marcas de qualidade reconhecida no mundo inteiro. Vários foram os artistas cujo nome ficou ligado a objectos de arte em vidro de grande qualidade, tais como Lalique, Gallé, Tiffanny e Daum. Hoje a variedade de cores, qualidade e feitio do vidro é infinita, sendo o vidro um produto indispensável para a arquitectura e decoração. A tecnologia de produção do vidro está em constante evolução, na medida em que a ciência investiga novos materiais e técnicas que inspiram criadores e designers. É essencial dar a conhecer a importância que o vidro tem para a civilização humana e as relações que se estabelecem entre a Ciência e a Arte através dos objectos de vidro. ABSTRACT: This work intends to contribute to the understanding of relationships between Art and Science through objects and glass techniques, created and developed, through centuries, by artists, searching for improvement and expression. For 5000 years glass developed, in order to adapt itself to technical solicitations, raised by creators of glass objects, who, in the recognition of its physical properties such as hardness, resistance, conductivity and fragility, extend the variety of applications, as the science thoroughly examines the knowledge of materials. Glass is considered by many investigators as a cooled, amorphous liquid, gaining plastic properties when it’s melted, becoming malleable. In the Middle Age, the Venice glass became known all over Europe and, during the 15th and 16th Centuries, its fabrication reached great perfection concerning ornamentation and technique. With the industrialization, glass became widely used through mechanization and mass production. Under the artistic glass field of action, the manual component becomes decisive as new materials and new manufacturing techniques go into the market,. However, it is through objects of great artistic quality and material that glass reveals itself in its splendour. Glass has been having a determinant role in sciences, affording the creation of instruments in several areas of scientific knowledge particularly in chemistry. Glass also allowed to investigate and to show the structure of the solar system, presented by Nicolaus Copernicus and Galileo Galilei. In Portugal, big glass centres have appeared of which Oliveira do Bairro, Ílhavo and Marinha Grande stand out. The diversification of companies and products associated to glass allowed to rise, for two centuries and a half, big brands of recognized quality all over the world. There were several artists, whose names became connected to art objects of great quality, such as Lalique, Gallé, Tiffanny and Daum. Nowadays, the variety of colours, quality and shape of glass is infinite, and the glass is an essential product for architecture and decoration. The glass production technology is in constant development, as science investigates new materials and techniques, which inspire creators and designers. It is essential to be aware of the importance of glass to the human civilization and of the relationships established between Science and Art through glass objects.
description: Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência
URI: http://hdl.handle.net/10773/3362
appears in collectionsCSPT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2008001306.pdf14.65 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2