DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Química > DQ - Dissertações de mestrado >
 Estudo e validação de um método de quantificação de elementos em vinho
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3109

title: Estudo e validação de um método de quantificação de elementos em vinho
authors: Alves, André de Almeida
advisors: Pereira, Maria Eduarda da Cunha
keywords: Química analítica
Vinho
Química analítica quantitativa
Análise multivariada
Espectroscopia de massa
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O vinho é uma das bebidas mais consumidas em todo o Mundo. Como tal há uma grande preocupação em conhecer e melhorar as suas características, mas para atingir esse objectivo é necessário perceber quais os factores que afectam as propriedades do vinho. Esta dissertação apresenta a validação de um método de análise multi-elementar, para vinhos de mesa (conteúdo em etanol entre 9 e 15% v/v), usando um ICP-MS (Espectrometria de Massa Acoplada a Plasma Indutivo). Validaram-se os seguintes elementos: lítio, berílio, boro, sódio, magnésio, alumínio, fósforo, potássio, cálcio, manganês, ferro, cobalto, níquel, cobre, zinco, arsénio, selénio, rubídio, estrôncio, molibdénio, cádmio, bário, chumbo e urânio. Validou-se também por ICP-AES (Espectrometria de Emissão Atómica por Plasma Acoplado Indutivamente), para efeitos de comparação com o ICP-MS, um método de análise para lítio, boro, sódio, magnésio, alumínio, fósforo, potássio, cálcio, manganês, ferro, níquel, cobre, zinco, rubídio, estrôncio e molibdénio em vinhos de mesa. Analisaram-se vinte elementos, após validação, em vinhos brancos e tintos, num total de 85 amostras, provenientes de quatro regiões de Denominação de Origem Controlada de Portugal: Alentejo, Bairrada, Dão e Vinhos Verdes. Os resultados foram tratados através de análise estatística multivariada e relacionou-se os teores de alguns elementos nos vinhos de acordo com três factores: cor do vinho, região de origem e casta. Os resultados obtidos indicam que os vinhos brancos apresentam teores mais baixos para a maioria dos elementos tornando possível a distinção destes dos vinhos tintos. Representando graficamente os teores dos elementos dos vinhos, verificou-se que vinhos da mesma região tendem a agrupar-se. Observa-se também que vinhos monovarietais da mesma região DOC, ainda que sendo de diferentes castas, não revelam diferenças significativas entre si. Este tipo de análise também pode ser usado para verificar se as concentrações dos elementos respeitam os limites impostos pela legislação Portuguesa devido ao potencial toxicológico de alguns elementos. Verificou-se que todos os vinhos analisados cumprem os limites legais e não apresentam perigos toxicológicos ao nível da concentração de metais. ABSTRACT: Wine is one of the most consumed beverages in the World. As such there is a great concern to know and improve its characteristics, but to achieve this goal it is necessary to understand which factors affect the properties of wine. This dissertation presents the validation of a method of multi-elemental analysis for table wine (ethanol content between 9 and 15% v/v) using an ICP-MS (inductively coupled plasma mass spectroscopy).The following elements were validated: lithium, beryllium, boron, sodium, magnesium, aluminum, phosphorus, potassium, calcium, manganese, iron, cobalt, nickel, copper, zinc, arsenic, selenium, rubidium, strontium, molybdenum, cadmium, barium, lead and uranium. Used the validated method in ICP-MS as reference method in validation of a method of elemental analysis of table wines, using an ICP-AES (inductively coupled plasma atomic emission spectroscopy). Was validated the following elements: lithium, boron, sodium, magnesium, aluminum, phosphorus, potassium, calcium, manganese, iron, nickel, copper, zinc, rubidium, strontium and molybdenum. There were twenty validated elements analyzed white and red wines, in a total of 85 samples from four regions DOC (Controlled Denomination of Origin) of Portugal: Alentejo, Bairrada, Dão and Vinhos Verdes. Through multivariate statistical analysis, was associated with the levels of some elements in wine according to three factors: color of wine, region of origin and yeast. The white wines have lowers levels of most of the elements making it possible to distinguish the red wines. Graphically representing the contents of wine elements, it was possible to verify found that wines from the same region tend to group together. It can also appears that mono-variety wines from the same region DOC, despite being from different yeasts, do not reveal significant differences between them. This type of analysis can also be used to verify if element concentrations obey the limits imposed by the Portuguese legislation due to the potential toxicity of some elements. All analyzed wines met the legal limits and do not present any danger concerning toxic metal level.
description: Mestrado em Química Analítica e Controlo de Qualidade
URI: http://hdl.handle.net/10773/3109
appears in collectionsDQ - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2010000037.pdf1.52 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2