DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 Relacionamento interpessoal na formação dos enfermeiros
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/18801

title: Relacionamento interpessoal na formação dos enfermeiros
authors: Ferreira, Manuela Maria da Conceição
advisors: José Pereira da Costa Tavares
keywords: Cuidados de enfermagem - Qualidade
Ensino de enfermagem
Enfermagem - Formação profissional
issue date: 2004
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Na nossa dissertação estudamos as competências relacionais de ajuda dos estudantes de Enfermagem e a sua relação com algumas variáveis como as competências sociais e interpessoais, idade, sexo, e outras consideradas de relevo. Pretendíamos saber se existe suporte empírico para uma estrutura multidimensional das competências relacionais de ajuda e em caso afirmativo que relação existia entre essas dimensões. Queríamos identificar a dimensão em que os estudantes manifestavam melhor nível de competências e ainda averiguar se as competências sociais e interpessoais são preditoras das competências relacionais de ajuda. Desenvolvemos o nosso trabalho em duas partes: a primeira, referente à abordagem teórica, centrou-se no processo ensino/aprendizagem, no conhecimento em Enfermagem e na relação de ajuda no cuidar em Enfermagem. Na segunda, denominada de investigação empírica, delineamos a metodologia, formulamos questões de investigação e hipóteses, fizemos a apresentação, análise e discussão dos resultados obtidos, terminamos mencionando as principais conclusões e referindo algumas sugestões. Para concretização da pesquisa recorremos a uma amostra populacional constituída pelos estudantes das Escolas Superiores de Enfermagem Públicas da zona centro do país, sendo critério de inclusão ter realizado, pelo menos, um ensino clínico em contexto hospitalar (1º grupo) ou ter realizado ou estar a realizar o último ensino clínico do Curso Superior de Enfermagem (2º grupo) ou estar a frequentar o Curso de Complemento de Formação em Enfermagem (3º grupo). Trata-se de um estudo exploratório transversal do tipo correlacionai em que os dados obtidos foram tratados por métodos de análise quantitativos. Os resultados indicam a existência de uma estrutura multidimensional das competências relacionais de ajuda com correlações positivas entre si. Estas dimensões correlacionam-se de algum modo com as dimensões das competências sociais e interpessoais, tendo a dimensão consideração com os outros sido preditora das dimensões competência empática, competências genéricas e competências de comunicação. A dimensão retraimento social foi preditora da dimensão competências genéricas, a dimensão liderança foi preditora da dimensão competências genéricas e competências de contacto. A experiência clínica que entrou no modelo de regressão como variável muda revelou-se preditora do desenvolvimento de competências genéricas, competência empática e competência de comunicação. Constatamos que a dimensão em que, em termos globais, os estudantes obtiveram melhores resultados foi a dimensão competências genéricas. Uma outra evidência a realçar é o facto da experiência clínica influenciar as competências relacionais de ajuda, sendo os valores médios obtidos superiores após a primeira experiência clínica, quando comparados com os valores obtidos após a última experiência clínica da formação inicial e com os valores obtidos pelo grupo de estudantes do curso de complemento. Os resultados apontam para a necessidade de considerar algumas das variáveis acima referidas para intervir de forma intencional no processo de formação dos enfermeiros.

In our dissertation we studied help relational competences of nursing students and its relationship with variables such as social personal competences, age, gender and others considered relevant. We intend to know if there exists an empiric support for a multidimensional structure of the help relational competence and if so, what kind of relationship is held between those dimensions. We wanted to identify the dimension in which the students manifest a better competence level and also if their social and personal competences enable us to foresee the help relational competence. Our research was developed in two parts the first, regarding the theoretical approach, was based on the teaching/learning process, the knowledge and help relations in nursing care giving. The second part, denominated empiric investigation, consists of the delineating of the methodology formulating the research subjects and hypotheses elaborating the presentation, analyses and discussion of the obtained results, were we finally mention the main conclusions and refer some suggestions. In order to active our research purposes we fill back upon a population sample that consists of the Public Superior Nursing School students of the center region of Portugal, in which the inclusion criterion are having accomplished at least, one clinical hospital internship (1st group) or having completed or to be completing the last clinical internship included in the Nursing University studies (2nd group) or even, assisting a complementary nursing course (3rd group). This is a transversal and exploratory study, a correlation type, in which the obtained data was treated by quantitative analyses methods. The results indicate the existence of a multidimensional structure of the help relational competences with positive correlations amorist them. These dimensions correlate somehow, with the social and personal competences in a way that the considerate dimensions with others enables the foreseeing of the empathetically competence, generic competence and communicational competence dimension. The social withdrawal dimension helped predict the generic competence dimensions, while the leadership dimensions helps predict the generic and contact competence dimensions. The clinical experience that entered the regression model as a silent variable, revealed itself to enable the foreseeing of the generic, empathetically and communicational competence development. We verified that the dimensions in which, in global terms, the students achieved better results was the generic competence dimensions. Another evidence to entrance, is the fact that the clinical experience affects the help relational competence, in a way that the average values obtained were much higher after the first experience when compared with those of the last clinical experience of their university studies and with the values of the complementary course students. The results appear to emphasize the need to consider some of the already referred variables, in order to act intentionally on the Nursing learning process.
description: Doutoramento em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10773/18801
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
tese.pdf2.15 MBAdobe PDFview/open
Restrict Access. You can Request a copy!
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2