DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Línguas e Culturas > DLC - Capítulo de livro >
 Antígona: nome de código: a peça em um ato de Mário Sacramento
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/16095

title: Antígona: nome de código: a peça em um ato de Mário Sacramento
authors: Brasete, Maria Fernanda
keywords: Antígona
Mário Sacramento
Sófocles
Receção da tragédia grega
Teatro português
issue date: 2015
publisher: Imprensa da Universidade de Coimbra; Annablume Editora
abstract: Sob a influência da Antígona sofocliana, Mário de Sacramento escreveu uma peça homónima publicada, isoladamente, em 1959, no vol. XIX, nº 186 da “Revista Vértice”, e incluída, no ano seguinte, na tetralogia intitulada Teatro Anatómico. Nesta peça em um ato, a tragédia homónima de Sófocles configura-se um recurso metateatral de carácter crítico-reflexivo, em que o diálogo intertextual com o ancestral texto trágico promove uma leitura dramática do destino infortunado dos sobreviventes de uma família francesa, vítima da ocupação alemão, na Segunda Guerra Mundial, que, como os últimos Labdácidas, confrontam o sofrimento de situações-limite, ditadas por conflitos insolúveis da condição humana. Neste «ensaio dramático de Mário de Sacramento, a protagonista é uma mulher francesa, Ivonne, que no tempo do Maquis, escolhe, como nome de código, “Antígona”. Pretende-se, neste estudo, apresentar uma análise da influência exercida pela Antígona sofocliana neste «ensaio dramático», ao nível da caracterização das dramatis personae e do desenvolvimento da ação, que se sustenta numa reflexão crítica sobre as motivações da filha de Édipo e o sentido trágico das suas ações.

Influenced by the Sophoclean Antigone, Mário de Sacramento wrote a homonymous play which was published independently, in 1959, in vol. 19, No. 186 of “Vértice magazine” and included in the tetralogy entitled Teatro Anatómico in the following year. In this play in one act, Sophocles homonymous tragedy lays out a metatheatrical resource of critical and reflective nature, in which the intertextual dialogue together with the ancient tragic text promotes a dramatic reading of the unfortunate fate of the survivors of a French family, victim of the German occupation, in the Second World War, who, like the last of the Labdacids, face the suffering caused by extreme circumstances, dictated by insoluble conflicts of human condition. In this dramatic essay by Mário Sacramento, the protagonist is a French woman, Ivonne, who at the time of Maquis chooses the code name “Antigone”. This study intends to present an analysis of the influence exercised by the Sophocle’s Antigone in this «dramatic essay», regarding the description of the dramatis personae and the development of the action which is based on a critical reflection about Oedipus’s daughter’s motivations and the tragic sense of her actions. Keywords: Antigone, Mário Sacramento, Sophocles, reception of the Greek tragedy, Portuguese theatre.
URI: http://hdl.handle.net/10773/16095
ISBN: 978-989-26-1110-5
publisher version/DOI: http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-1111-2
appears in collectionsDLC - Capítulo de livro

files in this item

file description sizeformat
Antigona nome de codigo.pdf494.32 kBAdobe PDFview/open
Restrict Access. You can Request a copy!
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2