DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial > DEGEI - Dissertações de mestrado >
 O crédito comercial : aplicação ao caso da Teka Portugal, S.A.
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/1582

title: O crédito comercial : aplicação ao caso da Teka Portugal, S.A.
authors: Leite, Ricardo Ferreira
advisors: Varum, Celeste Amorim
keywords: Economia das empresas
Pequenas e médias empresas
Gestão financeira
Sistemas de crédito
Política de preços
issue date: 2008
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O crédito comercial define-se pela oferta de um serviço de crédito por parte do fornecedor de produtos aos seus clientes, que possibilita a este último agente efectuar o pagamento de produtos alguns dias mais tarde relativamente à data de aquisição. Este serviço permite resolver problemas de informação assimétrica, alcançar flexibilidade operacional, maximizar a rentabilidade dos recursos financeiros gerados, ter acesso a financiamento, diminuir a necessidade de constituição de provisões, e praticar discriminação de preços. As empresas que não oferecem crédito comercial ou que não estabelecem condições de crédito comercial adaptadas ao seu negócio verificam uma procura dos seus produtos inferior à potencial e não acedem à totalidade da informação que são capazes de recolher através das trocas comerciais. Este relatório analisa esta questão considerando o seu enquadramento teórico e aplicação aos sectores 29 – Máquinas e Equipamentos, n.e. e 28 – Produtos Metálicos Transformados, Excepto Máquinas e Equipamento, e à empresa Teka Portugal, S.A. em concreto. A análise sectorial baseia-se em dados estatísticos agregados por divisão (dois dígitos), e a análise da empresa é elaborada com base em dados recolhidos em relatórios e na experiência do autor enquanto estagiário nesta empresa. Através da análise do sector foi possível concluir que este é competitivo, composto maioritariamente por empresas de pequena e média dimensão, e que o contexto económico actual permite prever uma necessidade de permissividade das condições do crédito comercial por parte das empresas clientes deste sector. O contacto e análise da prática da empresa permitiu concluir que a Teka Portugal, S.A. concede crédito comercial aos seus clientes como forma de resolução dos problemas de informação assimétrica associados às trocas comerciais, por motivos financeiros e como forma de praticar discriminação de preços, não se identificando qualquer benefício em termos de flexibilidade operacional na oferta deste serviço. Por fim, é sugerido que a política de crédito comercial da Teka pode ser alterada no sentido restritivo. ABSTRACT: Trade credit is defined by the supply of a credit service from suppliers of a product to his customers, allowing the endmost agent referred to pay some days later after the acquisition of the product. This service is important because it is used as a tool to solve problems associated to asymmetrical information inherent to trade, to reach operational flexibility, to maximize the return on liquid financial resources, to provide access to financing, to diminish the necessity to keep high provision balances, and to practice price discrimination. Those firms which don’t offer trade credit, or that don’t establish trade credit terms according to their business, experience inferior demand for product regarding the potential from the market, and don’t access to important information they could collect through trade. This report analysis this issue considering the theoretical framework and the application to sector 29 – Machines and Equipment, n.e. and 28 – Manufactured Metallic products, except Machines and Equipment, and to the firm Teka Portugal S.A. specifically. The sector analysis is based in statistical data aggregated by division (two digits), and the analysis of the firm is based on data collect in reports and in the experience of the author during the training period in the firm. Through the sector analysis was possible to characterize it as a competitive one, composed mainly by small and middle dimension firms, and to identify a problematic economic context which predicts the clients’ necessity to experience permissive trade credit terms. The training experience and the analysis of firm practice allowed concluding that Teka Portugal, S.A. supplies trade credit to solve the problems of asymmetrical information, for financial motives and as a way to practice price discrimination, but it was not possible to identify any operational motive to use this service. In the end is suggested that Teka trade credit terms can be changed in a restrictive orientation.
description: Mestrado em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10773/1582
appears in collectionsDEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2008001733.pdf829.43 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2