DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Dissertações e Teses da Universidade de Aveiro > UA - Dissertações de mestrado >
 A gestão florestal e a gestão pós-fogo: visão dos proprietários
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/12463

title: A gestão florestal e a gestão pós-fogo: visão dos proprietários
authors: Bidarra, João Pedro Simões
advisors: Coelho, Celeste
Keizer, Jan Jacob
keywords: Engenharia do ambiente
Gestão florestal
Incêndios florestais - Impacto ambiental
issue date: 2013
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A ocorrência de incêndios florestais, as práticas de gestão florestal e de gestão pós-fogo estão diretamente relacionadas. Nos últimos anos, devido ao aumento das áreas ardidas, as atividades de gestão florestal praticadas após a ocorrência de incêndios florestais adquiriram uma maior relevância a nível nacional. Neste contexto, o objetivo desta investigação foi compreender quais os tipos de gestão florestal adotados pelos proprietários florestais, assim como os impactos dos incêndios e as medidas aplicadas nas áreas ardidas. Após uma avaliação do enquadramento da gestão florestal em Portugal, foi feito um levantamento sobre as políticas e instrumentos florestais disponíveis, assim como foi caraterizada a política de defesa da floresta contra incêndios. O papel dos agentes florestais foi central nesta investigação, assim como a importância da integração das suas perceções na gestão florestal, especialmente as dos proprietários florestais. Para caso de estudo foi selecionada a freguesia de Calde, localizada no concelho e distrito de Viseu, região centro de Portugal. Esta freguesia é maioritariamente ocupada por floresta, fortemente marcada pela presença de pinheiro bravo e frequentemente afetada por incêndios florestais. No seguimento da caraterização da freguesia foi desenvolvida uma análise socioeconómica, uma caraterização florestal e das atividades agrícolas e a implementação de um inquérito por questionário com o intuito de avaliar e conhecer as perceções dos proprietários florestais relativamente à caraterização das propriedades, tipo de gestão florestal realizada, importância dos incêndios, atividades de gestão pós fogo e o valor da floresta da freguesia. As principais conclusões deste trabalho são: i) a floresta da freguesia é bastante compartimentada e maioritariamente privada, caraterizada por uma baixa atividade de gestão florestal; ii) ocorrem incêndios com alguma frequência onde os danos económicos são os principais prejuízos apontados pelos proprietários; iii) apesar desta frequência de incêndios, o uso e coberto do solo, não sofre alterações significativas no que diz respeito à alteração das espécies silvícolas existentes antes e após os incêndios; iv) as atividades de gestão pós-fogo, (Ex: corte e sementeira), apesar de serem uma preocupação de alguns proprietários, de um modo geral, não são usuais.

The occurrence of forest fires, the forest management practices and the post-fire management activities are directly related. During the last few years, due to the increase of burned areas, the activities undertaken after forest fires have achieved a greater importance at Portugal level. In this context, the aim of this research was to understand the types of forest management adopted by forest owners as well as the impacts of forest fires and the measures implemented in the burned areas. After evaluating the current framework for forest management in Portugal, a survey about the forest policies and tools available, as well as a characterization of the policies for forest protection against fires was developed. The role of forest stakeholders was central in this research as well as the importance of the integration of their perceptions in forest management, especially the non-industrial private forest owners. The case study was Calde parish, located in the municipality of Viseu in Central Portugal. Calde's territory is mainly occupied by forest, dominated by maritime pine, and was frequently affected by forest fires. A socio-economic analysis and a characterization of forest and agricultural activities were developed for the case study. In order to assess forest owners’ perceptions regarding the characterization of their properties, the type of forest management performed, the importance of fire, the post fire management activities and the value attributed to forest, a questionnaire was implemented in the case study. The main conclusions of this research were: i) the forest is mainly occupied by private small-scale holdings, characterized by the absence or low forest management activities; ii) forest fires are frequent and the economic damages are mentioned as the main consequences; iii) despite fire frequency, the land use and the land cover did not suffered significant changes in term of the existent tree species, before and after fire; iv) although being a concern for some forest owners, post-fire management activities (e.g. cutting and seeding) are not usual.
description: Mestrado em Engenharia do Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10773/12463
appears in collectionsDAO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
tese.pdftese1.98 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2