Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/767
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFonseca, Carlos Manuel Martins Santospor
dc.contributor.advisorGonçalves, Joãopor
dc.contributor.authorCruz, Maria João Alves de Oliveira dapor
dc.coverage.spatialAveiropor
dc.date.accessioned2011-04-19T13:26:50Z-
dc.date.available2011-04-19T13:26:50Z-
dc.date.issued2008por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10773/767-
dc.descriptionMestrado em Biologia Marinhapor
dc.description.abstractDurante o período da observação turística de cetáceos, referente aos anos de 2000 a 2006, foram recolhidos dados sobre várias espécies de cetáceos pelos operadores das embarcações turísticas de “whale-watching”, ao longo do arquipélago dos Açores, respectivamente nas áreas costeiras das ilhas Flores, Faial, Pico e S. Miguel. A informação foi introduzida numa base de dados em FoxPro© e analisada para investigar a distribuição, abundância e padrões de ocorrência dos cetáceos e ainda testar o valor dos dados recolhidos pelos operadores de “whale-watching”. Utilizou-se o software SIG (Sistema de Informação Geográfica) para mapear a distribuição dos encontros com cetáceos. No conjunto dos meses, em que o estudo decorreu, foi registado um total de 7102 encontros, em que se identificaram cetáceos pertencendo a 19 espécies e 2 taxa não identificados (2 famílias e 1 género). A maioria dos encontros concentrou-se na área costeira a sul do Pico, até 5 milhas náuticas (mn), observando-se com maior frequência o cachalote, o golfinho-comum, o roaz-corvineiro e o grampo. Os encontros com as baleias de barbas foram mais frequentes durante a Primavera, enquanto que com as restantes espécies foi registado maior número de observações nos meses de Verão. Os comportamentos principais mais frequentes, na generalidade das espécies, foram a deslocação, a aproximação, a alimentação, e a categoria saltos/batimentos caudais/”spy-hopping”. Foram observadas crias, em vários meses, pertencendo a espécies de baleias de barbas, da família Delphinidae e da família Ziphiidae. Em várias ocasiões estiveram também presentes outras embarcações de observação turística de cetáceos, além das embarcações de registo. Na maioria dos casos, todas as embarcações mantiveram-se à distância definida por lei. Registaram-se também vários clientes a nadar com várias espécies de golfinhos. Associações entre cetáceos de diferentes espécies foram observadas em vários encontros, verificando-se ajuntamentos entre cetáceos de pequeno porte, entre cetáceos de maior porte e ainda associações entre estes. Informações relevantes podem ser recolhidas pelos operadores das embarcações de “whale-watching”, beneficiando a investigação científica e as actividades turísticas de observação de cetáceos. No entanto, é essencial que no futuro as informações sejam recolhidas de forma mais uniformizada e com maior regularidade. ABSTRACT: From 2000 to 2006, during the whale-watching season, data from several cetacean species was collected by whale-watching operators in the islands of Flores, Faial, Pico and S. Miguel in the Archipelago of the Azores. A database has been built in FoxPro©, in which the information was inputted and analysed testing the value of the collected data by the whale-watching operators. GIS (Geographic Information System) software was used to map the distribution of cetacean sightings. A total of 7102 cetacean encounters were recorded during this period, belonging to 19 identified species and other taxa (2 families and 1 genus not identified to species level). Most of the sightings occurred in the south of Pico, up to 5 nautical miles (nm). The sperm whale, common dolphin, bottlenose dolphin and Risso´s dolphin were the most sighted species. Baleen whales were more frequent during spring time, while for the other species generally the sightings were more numerous in the summer months. The most frequent sighted behaviours in most species were travelling, approach, feeding and breaching /fluking /spy-hopping. For several months it was possible to observe calves belonging to the species of baleen whales and of the Delphinidae and Ziphiidae family. In most cases more than one whale-watching boat was present at the same time and most boats stayed within the legal minimum distance. Several clients also took advantage of the opportunity to swim with dolphins. Associations of different cetacean species were observed during various types of encounter, demonstrating cooperation among smaller cetaceans, among larger individuals and even associations between small and large cetaceans. It is essential that in the future the data is gathered in a more precise approach. Relevant data can be collected by the whale-watching operators, with advantages for scientific investigation and the improvement of whalewatching activities within the Archipelago of the Azores.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade de Aveiropor
dc.relation.urihttp://opac.ua.pt/F?func=find-b&find_code=SYS&request=000222839por
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectBiologia marinhapor
dc.subjectCetáceospor
dc.titleEstudo dos cetáceos observados no arquipélago dos Açores, 2000-2006por
dc.typemasterThesispor
thesis.degree.levelMestradopor
thesis.degree.grantorUniversidade de Aveiropor
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado
PT Mar - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008001751.pdf3.13 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.