Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/41111
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCarvalho, Carlapt_PT
dc.contributor.authorMota, Andreia Almeidapt_PT
dc.date.accessioned2024-03-18T15:56:37Z-
dc.date.issued2023-12-21-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10773/41111-
dc.description.abstractA mensuração subsequente do goodwill adquirido numa CAE é um tema antigo e que continua a gerar grande debate, entre os principais organismos normalizadores (IASB e FASB). A discussão incide especialmente sobre a discricionariedade permitida pelas normas que regulam o modelo de sujeição exclusiva do goodwill a testes de imparidade, uma vez que a subjetividade implícita naqueles testes parece ser aproveitada para a gestão dos resultados das empresas. Assim, o principal objetivo deste estudo é identificar as práticas de gestão dos resultados que são utilizadas pelas empresas portuguesas com valores cotados na Euronext Lisbon, e que motivações lhe estão associadas, no reconhecimento das perdas por imparidade do goodwill, para o período de 2014 a 2022. Para o efeito, foram formuladas oito hipóteses de investigação, de modo a captar as práticas de manipulação, e respetivas motivações, quer na frequência, quer no montante reconhecido, das perdas por imparidade do goodwill. Para testar cada hipótese foram utilizados modelos econométricos, de regressão linear múltipla e logística. O estudo permitiu recolher evidência da existência de práticas de gestão de resultados, através da técnica big bath, na magnitude do reconhecimento das perdas por imparidade do goodwill, no período da amostra. Além disso, conclui-se que as motivações mais significativas para o reconhecimento das perdas por imparidade são as extrínsecas ao gestor. Os resultados também revelam que as empresas evitam o reconhecimento daquelas perdas por imparidade, pois os montantes e a frequência daquele reconhecimento ficaram muito aquém do que seria expectável, designadamente para o período de pandemia por COVID-19.pt_PT
dc.description.abstractThe subsequent measurement of goodwill acquired in a CAE is an old topic that continues to generate great debate among the main standardization bodies (IASB and FASB). The discussion focuses especially on the discretion allowed by the rules that regulate the model of exclusive subjection of goodwill to impairment tests, since the subjectivity implicit in those tests seems to be used to manage companies' results. Therefore, the main objective of this study is to identify the earnings management practices that are used by Portuguese companies with values listed on Euronext Lisbon, and what motivations are associated with them, in the recognition of goodwill impairment losses, for the period from 2014 to 2022. To this end, eight research hypotheses were formulated, in order to capture manipulation practices, and their respective motivations, both in the frequency and in the amount recognized, of goodwill impairment losses. To test each hypothesis, econometric, multiple linear regression and logistic models were used. The study made it possible to collect evidence of the existence of earnings management practices, through the big bath technique, in the magnitude of recognition of goodwill impairment losses, in the sample period. Furthermore, it is concluded that the most significant motivations for recognizing impairment losses are those extrinsic to the manager. The results also reveal that companies avoid recognizing those impairment losses, as the amounts and frequency of that recognition were far below what would be expected, particularly during the COVID-19 pandemic period.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsembargoedAccesspt_PT
dc.rights.urihttps://creativecommons.org/licenses/by/4.0/pt_PT
dc.subjectGoodwillpt_PT
dc.subjectMensuraçãopt_PT
dc.subjectSubsequentept_PT
dc.subjectTestes de imparidadept_PT
dc.subjectGestão de resultadospt_PT
dc.subjectCovid-19pt_PT
dc.subjectBig bathpt_PT
dc.subjectIncome smoothingpt_PT
dc.titleA gestão dos resultados nas perdas por imparidade do goodwill: evidência nas empresas cotadas portuguesaspt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.grantorUniversidade de Aveiropt_PT
dc.date.embargo2026-01-05-
dc.description.masterMestrado em Contabilidadept_PT
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
ISCA-UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Andreia_Mota.pdf1.26 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.