Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/40534
Title: Contribuição para o estudo da ecologia alimentar de baleia-anã (Balaenoptera acutorostrata) em Portugal Continental
Author: Azevedo, Maria Inês de
Advisor: Eira, Catarina Isabel da Costa Simões
Monteiro, Sílvia Raquel da Silva
Keywords: Baleia-anã-comum
Balaenoptera acutorostrata
Cetáceos
Costa Continental Portuguesa
Dieta
Defense Date: 19-Dec-2023
Abstract: A baleia-anã-comum (Balaenoptera acutorostrata) é o rorqual mais abundante ao longo da costa continental Portuguesa. A interação cetáceos-pesca pode dever-se à competição pelos mesmos recursos e está muitas vezes associada a capturas acidentais de cetáceos em artes de pesca. Apesar de amplamente estudada no norte da Europa, informação sobre a ecologia alimentar desta espécie de cetáceo em localizações a sul no Nordeste Atlântico é escassa. Assim, este estudo tem como objetivo contribuir para a caracterização da dieta da baleia-anã-comum através da análise de conteúdos estomacais recolhidos em animais arrojados na costa continental Portuguesa. Para tal, foram utilizados índices de importância numérica, ocorrência, peso estimado, importância relativa e também o Diagrama de Costello, de forma a descrever a dieta qualitativamente e quantitativamente. Foram analisados sete conteúdos estomacais de baleias-anãs-comuns arrojadas na costa continental Portuguesa (2010, 2017-2022). Todas as presas identificadas (n=2092) eram peixes teleósteos. A espécie predominante em termos de importância numérica, foi a sardinha (Sardina pilchardus) seguida da família Ammodytidae, tendo sido também detetado o biqueirão (Engraulis encrasicolus), a cavala (Scomber colias), o carapau (Trachurus trachurus) e as tainhas do género Chelon. Relativamente à ocorrência de presas ingeridas, as espécies com maior frequência foram a sardinha e a cavala. Para o peso reconstruído final, as tainhas (Chelon sp.) e a sardinha foram as presas com maior contribuição. No índice de importância relativa, a sardinha e a cavala foram as espécies-presa com maior percentagem. Por fim, no Diagrama de Costello, a sardinha apresentou uma maior importância na dieta. Em relação ao habitat, todos os grupos de espécies-presa encontrados são considerados neríticos, sendo que um dos grupos é considerado demersal (Ammodytidae) e os restantes grupos ou espécies são considerados pelágicos. Para além dos peixes foi também detetada a presença de lixo marinho em 57% dos conteúdos estomacais das baleias-anãs-comuns analisados, consistindo exclusivamente em itens de plástico. Foram avaliadas variações na dieta, consoante o sexo e a classe etária das baleias e presença/ausência de lixo marinho nos conteúdos estomacais. As fêmeas e os juvenis apresentaram uma dieta mais variada comparativamente com os machos e adulto, respetivamente. Os animais que ingeriram lixo apresentaram uma predominância de espécies pertencentes à família Ammodytidae (%N) e tainhas (Chelon sp., %P) nos seus estômagos. Uma vez que os cetáceos desempenham um papel fundamental nos ecossistemas marinhos, a investigação da ecologia alimentar destes predadores de topo permite uma melhor compreensão das possíveis interações com o setor pesqueiro e poderá contribuir para a conservação destes mamíferos marinhos.
The common minke whale (Balaenoptera acutorostrata) is the most abundant rorqual along the Portuguese continental coast. Interactions between cetaceans and fisheries may result from competition for the same resources and they are often associated with accidental captures in fishing gear. Despite extensively studied in northern locations, information about the feeding ecology of this species in southern locations in the Northeast Atlantic is limited. Thus, this study aims at contributing to the characterization of the common minke whale diet through the examination of stomach contents collected from stranded animals along the Portuguese continental coast. To do so, indices of numerical importance, occurrence, estimated weight, relative importance, and the Costello Diagram were used to describe the diet qualitatively and quantitatively. Seven stomach contents from common minke whales stranded on the Portuguese continental coast between 2010 and 2017-2022 were analysed. All identified preys (n = 2092) were teleost fish. The predominant species in terms of numerical importance was the sardine (Sardina pilchardus), followed by the Ammodytidae family, whereas the European anchovy (Engraulis encrasicolus), the Atlantic chub mackerel (Scomber colias), the Atlantic horse mackerel (Trachurus trachurus) and mullets (Chelon sp.) were also detected. Regarding the occurrence of ingested prey, the most frequently consumed preys were sardines and Atlantic chub mackerels. For total reconstructed weight, mullets (Chelon sp.) and sardines made the greatest contribution. In terms of the relative importance index, the sardine and the Atlantic chub mackerel presented the highest percentage. Lastly, according to the Costello Diagram, the sardine had the greatest importance in the diet of the common minke whale. In terms of habitat, all prey groups were neritic. Furthermore, most prey items belonged to pelagic species or groups and one demersal group (Ammodytidae) was also detected. It is noteworthy that in addition to the fish prey found, marine litter was also detected in 57% of the analysed stomach contents of common minke whales, comprising exclusively of plastic items. Potential dietary variations based on sex and age class of the analysed common minke whales, as well as on the presence or absence of marine litter in their stomach contents. Females and juveniles presented a more varied diet when compared to their counterparts. The animals that ingested marine litter showed a predominance of Ammodytidae (%N) and mullets (Chelon sp., %P) in their stomachs. Since cetaceans play a crucial role in marine ecosystems, studying the feeding ecology of these top predators provide a better understanding of potential interactions with the fishing industry, which will contribute to the conservation of these marine mammals.
URI: http://hdl.handle.net/10773/40534
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
DBio - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Maria_Inês_Azevedo.pdf1.6 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.