Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/40511
Title: A adoção dos objetivos de desenvolvimento sustentável e o relato da sustentabilidade: evidência de empresas europeias cotadas
Author: Chaves, Inês Filipa Martins
Advisor: Carmo, Cecília Margarita Rendeiro do
Keywords: Objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS)
Relato da sustentabilidade
Informação não financeira
Organização das Nações Unidas (ONU)
Agenda 2030
Defense Date: 7-Dec-2023
Abstract: A Agenda 2030 entrou em vigor a 1 de janeiro de 2016, sendo constituída por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas que devem ser cumpridas até 2030 com o compromisso de que “ninguém será deixado para trás”. As empresas têm um papel muito importante na concretização de um desenvolvimento sustentável, através da adoção dos ODS. Por sua vez, a adoção dos ODS é cada vez mais parte integrante do relato da sustentabilidade, sendo utilizado como instrumento de divulgação de informação sobre as ações das empresas em matéria de sustentabilidade. Neste contexto, esta dissertação tem como objetivo estudar como evoluiu a adoção dos ODS na Europa e analisar se e como é que as características do relato da sustentabilidade podem determinar o nível de adoção dos ODS. Para atingir este objetivo, considerou-se uma amostra de empresas europeias pertencentes ao índice Euro Stoxx 50 e o período temporal de 2017 a 2021. A recolha e tratamento dos dados baseou-se na técnica de análise de conteúdo manual, e a sua análise assentou em estatísticas descritivas e em modelos de regressão. Os resultados obtidos evidenciam uma clara tendência das empresas europeias para a adoção de um número cada vez maior de ODS ao longo do período analisado. Também se observou que de entre os ODS mais adotados na área económica encontram-se os ODS 12 (Produção e consumo sustentáveis) e ODS 8 (Trabalho digno e crescimento económico); na área social, o ODS 3 (Saúde de qualidade), o ODS 4 (Educação de qualidade) e o ODS 5 (Igualdade de género); e na área ambiental o ODS 13 (Ação climática). No que respeita ao efeito do setor de atividade no nível de adoção dos ODS, os resultados sugerem que as empresas do setor Energy-Utilities tendem a adotar um maior número de ODS. Por fim, relativamente às características do relato da sustentabilidade verificou-se que a publicação de um relatório de sustentabilidade separado e a existência de um Comité de Sustentabilidade contribuem positivamente para o número de ODS adotados pelas empresas europeias. Em relação às variáveis de controlo testadas, constatou-se que o ROA tem um efeito positivo na adoção dos ODS.ROA tem um efeito positivo na adoção dos ODS.
The 2030 Agenda came into force on 1 January 2016 and consists of 17 Sustainable Development Goals (SDGs) and 169 targets to be achieved by 2030, with the commitment to “leave no one behind”. Businesses have a very important role to play in achieving sustainable development through the adoption of the SDGs. In turn, the adoption of the SDGs is increasingly becoming an integral part of sustainability reporting, being used as a tool to disclose information on companies' sustainability actions. In this context, this dissertation aims to study how the adoption of the SDGs has evolved in Europe and to analyze whether and how the characteristics of sustainability reporting can determine the level of adoption of the SDGs. To achieve this objective, a sample of European companies belonging to the Euro Stoxx 50 index and the period from 2017 to 2021 were considered. Data were collected and processed using the manual content analysis techniques and analyzed using descriptive statistics and regression models. The results show a clear tendency for European companies to adopt an increasing number of SDGs over the period analyzed. It was also observed that among the most adopted SDGs in the economic area are SDG 12 (Responsible consumption and production) and SDG 8 (Decent work and economic growth); in the social area, the most adopted are SDG 3 (Good health and well-being), SDG 4 (Quality education) and SDG 5 (Gender equality); and in the environmental area, the most adopted is SDG 13 (Climate action). With regard to the effect of the sector of activity on the level of adoption of the SDGs, the results suggest that companies in the Energy-Utilities sector tend to adopt a greater number of SDGs. Finally, in terms of sustainability reporting characteristics, we find that publishing a separate sustainability report and having a Sustainability Committee positively contribute to the number of SDGs adopted by European companies. Regarding the control variables tested, ROA was found to have a positive effect on the adoption of the SDGs.
URI: http://hdl.handle.net/10773/40511
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
ISCA-UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Inês_Chaves.pdf650 kBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.