Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/38318
Title: Efeitos do programa de estimulação sintática INsyntax em crianças com PEA
Author: Pinho, Bruna Filipa Fonseca de
Advisor: Martins, Fátima Alexandrina Mendes
Lousada, Marisa Lobo
Keywords: Perturbação do espetro do autismo
Sintaxe
Terapia da fala
INsyntax
Defense Date: 27-Apr-2023
Abstract: Enquadramento: A Perturbação do Espetro do Autismo (PEA) refere-se a uma perturbação do neurodesenvolvimento, que se carateriza por um conjunto de dificuldades na comunicação e interação social, associada à presença de comportamentos e interesses restritos e repetitivo. A prevalência tem vindo a aumentar ao longo dos anos e, atualmente, estima-se que 1 em cada 100 crianças, em todo o mundo, são diagnosticadas com PEA. Os estudos das dificuldades linguísticas associadas à PEA, já não se limitam à área da pragmática, observando-se assim um maior interesse em investigar questões relacionadas com as competências sintáticas. No entanto, verifica-se uma escassez de programas de estimulação sintática, assim como, de estudos sobre a sua eficácia em crianças com PEA falantes do Português Europeu (PE). Objetivo: Estudar os efeitos do programa de intervenção sintática INsyntax em crianças com Perturbação da Linguagem associada à Perturbação do Espetro de Autismo. Método: Foi realizado um estudo piloto pré-pós, com um total de 5 crianças, com idades compreendidas entre os 3 e os 4 anos. Foram realizadas 10 sessões individuais de intervenção, com periodicidade semanal. Todas as crianças foram avaliadas em dois momentos, pré e pós a implementação do INsyntax, com recurso aos Inventários de Desenvolvimento Comunicativo de MacArthur-Bates II (PT-IDC II) e a três itens do Teste de Linguagem - Avaliação de Linguagem Pré-Escolar (TL-ALPE). Resultados: Após a implementação do INsyntax, verifica-se um aumento das pontuações obtidas nos PT-IDC II e nos três itens do TL-ALPE. Os resultados obtidos sugerem uma tendência evolutiva das competências sintáticas e lexicais das crianças. Conclusão: Os dados obtidos, após a implementação do INsyntax, sugerem uma promoção do desenvolvimento sintático e lexical, em crianças com PEA.
Background: Autism Spectrum Disorder (ASD) refers to a neurodevelopmental disorder, characterized by a set of difficulties in communication and social interaction, associated with restricted and repetitive behaviors and interests. Over the years, the prevalence of ASD has increased and it is estimated that worldwide 1 in each 100 children are diagnosed with ASD. Studies of linguistic impairment associated with ASD are no longer limited to the pragmatics area, so it’s important to increase the studies related to syntactic skills. Currently, there is a lack of syntactic intervention programs, as well as studies about the effectiveness of this programs in Portuguese speaking children with ASD. Aim: Study the effects of INsyntax (syntattic intervention program), in children with Language Disorder associated with ASD. Method: This pre-post pilot study included 5 children with ASD, between the ages of 3 and 4 years old. Individual intervention sessions were conducted once a week, over 10 weeks. All children were assessed in two moments, pre and post intervention, with the checklist MacArthur-Bates II and three items of the Teste de Linguagem - Avaliação de Linguagem Pré-Escolar (TL-ALPE). Results: After the INsyntax’s implementation, the results showed an increase on the checklist MacArthur-Bates II and on three items of the TL-ALPE. These results suggest an propensity to improvement in children’s syntactic and semantic skills. Conclusion:After the implementation of INsyntax, the resultssuggest an improvement of syntactic and lexical development in children with ASD.
URI: http://hdl.handle.net/10773/38318
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
ESSUA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Bruna_Pinho.pdf457.19 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.