Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/34001
Title: A influência da inteligência espiritual do líder nas organizações de saúde
Author: Fidelis, Andréa Cristina Fermiano
Advisor: Vitória, Andreia Tatiana
Moreira, António Carrizo
Keywords: Inteligência espiritual
Inteligência emocional
Job crafting
Capital psicológico
Liderança
Organizações da saúde
Qualidade percebida
Defense Date: 3-Nov-2021
Abstract: A inteligência espiritual é um constructo que compreende o sentido e o propósito da vida por meio da perspectiva transcendental da existência humana. Suas concepções teóricas resgatam as discussões sobre os valores e princípios éticos e morais, a importância da vida e da morte, o impacto das ações individuais para o coletivo, as motivações para a tomada de decisão e a busca de bem-estar e felicidade dos indivíduos. Quando estudada no âmbito das organizações e do marketing, esta abordagem relaciona o trabalho como um caminho possível para criar significado positivo para a própria vida, refletindo na construção da autoimagem e no sentimento dos sujeitos de estar a contribuir para algo maior que si próprios, encontrando um sentido transcendental para a existência humana. Tendo em conta essas questões, este trabalho tem como objetivo de investigação estudar a influência da inteligência espiritual do líder no comportamento do trabalhador do setor de saúde, mais especificamente do trabalhador hospitalar e o impacto na qualidade percebida pelo utente. A opção por investigar o tema em organizações hospitalares se justifica por ser um ambiente laboral que exige de seus trabalhadores recursos psicológicos para lidarem com situações naturalmente estressantes como trabalhar com a saúde, a doença e o cuidado dos utentes. Para operacionalizar tal objetivo, foram construídos dois modelos teóricos/hipotéticos. Esses modelos são compostos pelas variáveis inteligência emocional, inteligência espiritual, capital psicológico, job crafting, qualidade percebida pela equipe e qualidade percebida pelo utente. O modelo A investiga a influência da inteligência emocional e espiritual do líder na ação de job crafting de sua equipe. O modelo B relaciona a influência da inteligência espiritual do líder na percepção de qualidade da equipe e do utente. A amostra total conta com 434 trabalhadores hospitalares de Portugal e do Brasil. A abordagem metodológica é de natureza quantitativa. Os dados estatísticos foram analisados através da modelagem de equações estruturais. Os resultados indicam que o job crafting ocorre através da ação direta da inteligência emocional e da inteligência espiritual do líder, mediada pela ação do capital psicológico positivo (modelo A); e os efeitos de mediação da inteligência espiritual do líder e do job crafting dos trabalhadores influenciam na qualidade percebida da equipe hospitalar e na qualidade percebida dos utentes (modelo B). Este estudo é o primeiro a associar as variáveis supracitadas em conjunto. O contributo teórico e empírico está relacionado com as evidências estatísticas encontradas entre as relações significativas da inteligência emocional e da inteligência espiritual, do capital psicológico e do job crafting e da qualidade percebida pela equipe e da qualidade percebida pelo utente. Esses resultados apontam que a inteligência espiritual dos líderes influencia tanto as ações de job crafting quanto a percepção da qualidade dos serviços da equipe de saúde e do utente.
Spiritual intelligence is a construct that understands the meaning and purpose of life through the transcendental perspective of human existence. Its theoretical conceptions rescue discussions on ethical and moral values and principles, the importance of life and death, the impact of individual actions on the collective, motivations for decision making and the search for well-being and happiness of individuals. When studied in the context of organizations and marketing, this approach relates work as a possible way to create positive meaning for life itself, reflecting on the construction of self-image and on the feeling of the subjects contributing to something greater than themselves, finding a transcendental meaning for human existence. Taking these issues into account, this work aims to investigate the influence of the leader's spiritual intelligence on the health sector worker's behavior, more specifically the hospital worker, and the impact on the quality perceived by the user. The option to investigate the topic in hospital organizations is justified because it is a work environment that requires psychological resources from its workers to deal with naturally stressful situations such as working with health, illness and patient care. To operationalize this objective, two theoretical/hypothetical models were built. These models are composed of the variables emotional intelligence, spiritual intelligence, psychological capital, job crafting, quality perceived by the team and quality perceived by the user. Model A investigates the influence of the leader's emotional and spiritual intelligence on his team's job crafting action. Model B relates the influence of the leader's spiritual intelligence on the perception of quality by the team and the user. The total sample includes 434 hospital workers from Portugal and Brazil. The methodological approach is quantitative in nature. Statistical data were analyzed using structural equation modeling. The results indicate that job crafting occurs through the direct action of the leader's emotional intelligence and spiritual intelligence, mediated by the action of positive psychological capital (model A); and the mediating effects of the leader's spiritual intelligence and the workers' job crafting influence the perceived quality of the hospital staff and the perceived quality of users (model B). This study is the first to associate the aforementioned variables together. The theoretical and empirical contribution is related to the statistical evidence found between the significant relationships between emotional intelligence and spiritual intelligence, psychological capital and job crafting and the quality perceived by the team and the quality perceived by the user. These results show that the spiritual intelligence of leaders influences both job crafting actions and the perception of the quality of services provided by the health team and the user.
URI: http://hdl.handle.net/10773/34001
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DEGEIT - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Andréa_Fidelis.pdf2.92 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.