Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/33330
Title: Arquivo Poético Portuense: da conceção do modelo a instrumento de transcriação
Author: Martins, Maria Olinda Carneiro
Advisor: Quental, Joana Maria Ferreira Pacheco
Semedo, Alice Lucas
Keywords: Design
Arquivo poético
Património gráfico
Porto
Transcriação
Defense Date: 10-Dec-2021
Abstract: A paisagem urbana apresenta, para além dos constituintes mais perduráveis, um conjunto de elementos temporários que aparecem e desaparecem dependendo das circunstâncias, e que poderão deixar vestígios relativamente estáveis. Contudo, esta sobreposição de camadas poderá condenar ao esquecimento alguns destes registos, num processo evolutivo e mutável. Esta investigação parte do interesse da autora – designer de comunicação –, pelo resgate de elementos presentes na paisagem e identificados como graficamente relevantes. Reconhecendo a singularidade do olhar do designer neste modo de ver, defende-se a possibilidade de, pela observação sensível e experiência, os designers poderem contribuir para a identificação e reconhecimento do património gráfico na paisagem urbana, passível de ser reunido num arquivo. A cidade invicta assume uma dimensão exploratória na realização deste projeto, resultando no Arquivo Poético Portuense. A sistematização dos princípios subjacentes ao seu processo de construção permite propor um modelo para a criação de outros arquivos, abrindo espaço para a sua transcriação em discursos visuais alternativos.
Urban landscape presents, in addition to its most pervasive components, a set of temporary elements that appear and disappear depending on the circumstances, and which can leave behind relatively enduring traces. Yet by means of an evolving and changeable process the overlapping of different layers might sentence to oblivion some of these records. This investigation derives from the concern of its author – a communication designer – for rescuing the very same elements presented in the landscape that could be identified as graphically relevant. By acknowledging the singularity of the designer’s point of view in this way of seeing we champion the possibility that, through poetic observation and experience, designers can contribute to the identification and recognition in the urban landscape of graphic heritage elements likely to be gathered in an archive. Porto (the “undefeated” city) takes on an exploratory dimension for the pursuit of this project, resulting in the Arquivo Poético Portuense (Porto’s Poetic Archive). Coding the underlying principles of the process implied in the constructing of this archive, will enable the creation of other archives, leaving room for their transcreations into alternative visual narratives.
URI: http://hdl.handle.net/10773/33330
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DeCA - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Maria_Olinda Martins.pdf90.12 MBAdobe PDFView/Open
Apêndice_Maria_Olinda Martins.pdf223.47 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.