Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/33246
Title: Uso e seleção de habitat pelo javali em diferentes contextos paisagísticos
Author: Barroqueiro, Carlos Henrique Lima
Advisor: Torres, Rita Maria Tinoco da Silva
Carvalho, João Luís Oliveira
Keywords: Fotoarmadilhagem
Habitat
Javali
Ocupação
Portugal
Sus scrofa
Ungulados
Defense Date: 3-Dec-2021
Abstract: As populações de javali (Sus scrofa) têm aumentado substancialmente nas últimas décadas. Além disso, esta espécie, tem alargado consideravelmente a sua área de distribuição. Assim, o estudo das dinâmicas da ocupação do javali torna-se importante para a definição de ações relativas à sua gestão e à gestão dos territórios que esta habita, bem como, no aprofundamento do conhecimento ecológico, comportamental e biológico do mesmo. Este tópico ganha ainda mais importância devido aos impactos negativos que esta espécie provoca nas atividades humanas. Danos na agricultura, acidentes rodoviários, transmissão de zoonoses e dificuldades na conservação de outras espécies que ocupam os mesmos espaços que o javali, são cada vez mais frequentes e com maior dimensão. É, portanto, imprescindível que as medidas de gestão da espécie e mitigação da sua ação (e.g., caça, a armadilhagem, o controlo de fertilidade, a alimentação artificial ou a utilização de vedações), sejam implementadas no local correto e no momento oportuno para que o resultado seja o desejado. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi descrever a ocupação e utilização do espaço pelos javalis em diferentes escalas espaciais tendo em conta diferentes cenários paisagísticos, ecológicos e de gestão, no norte e centro de Portugal continental. O estudo foi realizado em sete áreas inseridas em zonas de caça com diferentes tipologias de zonas de caça e vários modelos de gestão da espécie. Em cada área, foram definidos 25 pontos de amostragem, à exceção da zona de caça nacional da Lombada onde foram colocadas 30 câmaras. A técnica utilizada (armadilhagem fotográfica) permite obter um elevado volume de dados, na forma de registos fotográficos durante um período de tempo alargado, e sem que ocorram perturbações nas populações animais. Os resultados obtidos neste estudo demonstram que o javali ocupa uma ampla variedade de habitats. Concluiu-se, no entanto, que a ocupação dos javalis é beneficiada pela cobertura herbácea (β = 0,536 ± 0,217, p-value = 0,013) e pela altura da vegetação arbustiva (β = 0,963 ± 0.324, p-value = 0,0003). As restantes variáveis testadas não foram estatisticamente significativas. Os resultados comprovam o carácter generalista do javali visto que este tem a capacidade de ocupar uma grande variedade de habitats. Apesar de preferirem áreas com vegetação arbustiva mais desenvolvida e com maior quantidade de vegetação herbácea, o javali tem a capacidade de se ajustar a uma grande variedade de condições do habitat, adaptando-se inclusivamente até às perturbações derivadas da atividade humana.
Wild boar (Sus scrofa) populations have increased substantially in recent decades. This species has also expanded their distribution throughout the Palearctic realm. The study of the wild boar occupation dynamics is therefore crucial for the management of wild boar populations but also for landscape-based measures, as well as in the deepening of its ecological, behavioral and biological knowledge. This issue is even more relevant due to the negative impacts that this species causes on human activities. Agricultural damage, road accidents, transmission of zoonoses and difficulties in the conservation of other species living in sympatry with the wild boar, are increasingly frequent and severe. Therefore, it is essential that mitigation measures such as hunting, trapping, fertility control, artificial feeding or the use of fences, are implemented in the right place so that they induce the desired effects. In this context, the main objective of this study was to reveal eventual differences in the occupation and use of space by wild boars on different spatial scales, different landscape, different ecological and management areas, on the north and centre of mainland Portugal. The study was carried out in seven areas encompassing different hunting areas and various species management models. In each area, 25 camera traps were set with the exception of Lombada, where 30 cameras were used. The camera trapping technique allows the access to a high volume of data, in the form of photographic files, without causing disturbances to animal populations for a long period of time. The results obtained in this study demonstrate that the wild boar occupies a wide variety of habitats. It was concluded, however, that wild boar occupancy is assisted by herbaceous cover (β = 0.536 ± 0.217, p-value = 0.013) and by the height of shrub vegetation (β = 0.963 ± 0.324, p-value = 0.0003). The remaining variables tested were not statistically significant. The results demonstrated the generalist nature of wild boar since they have the ability to occupy any habitat. Although they prefer areas with more developed shrub vegetation and a greater amount of herbaceous vegetation, wild boars have the capacity to adjust to a wide variety of habitat conditions, even adapting to disturbances derived from human activity.
URI: http://hdl.handle.net/10773/33246
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
DBio - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Carlos_Barroqueiro.pdf1.05 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.